Confira os Indicadores Econômicos desta quarta-feira (21/07/2021) - Fluxo Cambial, Estoques de Petróleo, Balança Comercial…

LinkedIn

Confira os principais indicadores econômicos de hoje, em destaque os estoques de petróleo dos Estados Unidos subiram em 2,1 milhões de barris, ou 0,5%, na semana encerrada em 16 de julho, para 439,7 milhões de barris.

Brasil

  • Fluxo cambial até 16 de julho ficou negativo em US$ 1,086 bilhão

O saldo entre a entrada e a saída de dólares no País ficou negativo em US$ 1,086 bilhão em julho até o dia 16, resultado superávit comercial de US$ 1,630 bilhões e de fluxo financeiro negativo em US$ 2,716 bilhões, segundo dados divulgados pelo Banco Central (BC).

O saldo da balança comercial corresponde a exportações de US$ 9,849 bilhões e a importações de US$ 8,219 bilhões. O saldo do fluxo financeiro é resultado de US$ 21,735 bilhões em compras e de US$ 24 451 bilhões em vendas na moeda estrangeira.

No ano o fluxo cambial é positivo em US$ 14,254 bilhões, oposto ao déficit de US$ 15,252 bilhões observado no mesmo período do ano passado.

Estados Unidos

  • Estoques de petróleo dos EUA subiram 0,5%, na semana encerrada em 16 de julho

Os estoques de petróleo dos Estados Unidos subiram em 2,1 milhões de barris, ou 0,5%, na semana encerrada em 16 de julho, para 439,7 milhões de barris. Analistas previam queda de 3,7 milhões de barris.

Os estoques de gasolina caem em 100 mil barris, ou 0,1%, para 236,4 milhões de barris. Os estoques de outros derivados baixaram em 1,3 milhão de barris, ou 0,9%, para 141,0 milhões de barris. A produção doméstica de petróleo dos Estados Unidos, por sua vez, ficou estável em 11,4 milhões de barris por dia (bpd).

A previsão para os estoques de gasolina era de queda de 1,1 milhão de barris, enquanto para os outros derivados, que incluem óleo diesel, a expectativa era de alta em 700 mil barris.

Ásia

  • Balança comercial do Japão registrou superávit de 383,180 bilhões de ienes em junho

A balança comercial do Japão registrou superávit de 383,180 bilhões de ienes (US$ 3,485 bilhões) em junho, após o saldo negativo de 187,147 bilhões de ienes em maio, segundo dados sem ajuste sazonal divulgados pelo Ministério das Finanças do país.

As exportações subiram 48,6% em junho ante o mesmo mês de 2020 e somaram 7,220 trilhões de ienes (US$ 65,685 bilhões), enquanto as importações avançaram 32,7% na mesma base de comparação e totalizaram 6,837 trilhões de ienes (US$ 62,199 bilhões).

As exportações do Japão avançaram refletindo a demanda forte por automóveis em especial dos Estados Unidos e da União Europeia (UE). As exportações para os Estados Unidos avançaram 85,5% em junho em base anual, enquanto para a UE cresceram 51,1%, mostram os dados.

Deixe um comentário