Dommo: ANP aprova o Plano de Desenvolvimento do cluster composto pelos campos de Polvo e Tubarão Martelo

LinkedIn

A Dommo informou que a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis aprovou o Plano de Desenvolvimento do cluster composto pelos campos de Polvo e Tubarão Martelo.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:DMMO3) nesta quinta-feira (29). Saiba mais…

O operador informou, ainda, que a ANP concedeu a redução dos royalties para o Campo de Tubarão Martelo, como incentivo a investimentos na revitalização do Campo.

A aprovação consiste no pedido de redução de royalties de 10% para 5% sobre a produção incremental proveniente de investimentos no campo, respaldando-se na lei, no contrato de concessão e na resolução nº 749/18 e que regula a redução royalties na produção incremental em campos maduros.

Desta forma, toda a produção incremental que virá de novos investimentos no Campo de Tubarão Martelo terá sua alíquota reduzida para 5%, inclusive a produção resultante da completação do poço TBMT-10HP, com expectativa de início de produção setembro de 2021.

A Companhia manterá atualizados seus acionistas e o mercado em geral, em relação ao campo de Tubarão Martelo (“TBMT”), e sobre quaisquer outros atos ou fatos relacionados que possam de alguma forma influir nas decisões de investimento de seus acionistas e do mercado em geral.

A Dommo pretende divulgar os resultados do 2T21 no dia 11 de agosto.

Prejuízo líquido de R$ 15,6 milhões no 1T21, recuo de 96%

Dommo Energia registrou prejuízo líquido de R$ 15,6 milhões no primeiro trimestre, recuo de 96% ante a perda de R$ 397,4 milhões obtida no mesmo período do ano passado.

receita líquida nos três primeiros meses do ano caiu 70,8%, para R$ 31 milhões, na comparação anual, afetada pela queda nos volumes produzidos de petróleo.

ebtida – resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização – foi positivo em R$ 20,3 milhões, revertendo indicador negativo de R$ 252,5 milhões.

Deixe um comentário