Guide adiciona Small Cap que realizou IPO recentemente

LinkedIn

Confira a análise da Guide Investimentos sobre empresa adicionada na sua carteira mensal de Small Caps. Dessa forma, a corretora recomenda companhia com boa qualidade na gestão, estando bem posicionada para crescer aproveitando o forte momento de IPOs e M&As.

Guide adiciona BR Partners (BRBI11)

Líder entre as assessorias independentes de M&A, o banco BR Partners realizou seu IPO na segunda metade de junho, levantando R$ 400 milhões, e que contou com forte demanda pelos seus papéis na primeira semana de negociação. O valor será direcionado em sua totalidade para o reforço da estrutura de capital e fortalecimento de balanços, e para a expansão dos negócios de Crédito Estruturado, Mercado de Capitais e Sales & Trading.

O banco está bem posicionado e possui como vantagens competitivas (i) qualidade na gestão e boa capacidade de execução, mostrando forte resiliência frente às crises econômicas; (ii) posição de liderança entre as companhias independentes, contando com mais de 170 operações de M&A, totalizando R$ 144 bilhões no seu histórico; (iii) liquidez adequada com possibilidade de otimização da estrutura de funding – a empresa usará parte do recurso do IPO na construção de sua plataforma digital para otimizar a estrutura de captação da companhia; e (iv) efetiva governança corporativa antes mesmo do IPO.

Bem posicionado para aproveitar o momento

Ainda após a oferta, o banco venceu o mandato para estabelecer o preço mínimo para as ações da Eletrobras, que foi privatizada por meio de uma oferta de ações que diluirá a participação do governo federal.

A Guide vê o BR Partners bem posicionado para aproveitar o bom momento que o setor de M&A vive, com ascensão histórica, e consolidação de mercado no período pós crise para empresas com dificuldades para se financiar, além da busca de investidores por negócios mais atrativos devido às baixas taxas de juros.

Os analistas acreditam também que o forte crescimento do mercado de dívida privado também deva beneficiar o banco. Por fim, o atual ambiente regulatório atual é um propulsor de competição e desconcentração bancária.

Deixe um comentário