Magazine Luiza aprova fixação do preço por ação em R$ 22,75

LinkedIn

O Conselho de Administração do Magazine Luiza aprovou a fixação do preço por ação em R$ 22,75; o efetivo aumento do capital social da companhia em R$ 3.981.250.000,00, considerando a colocação das ações adicionais; e a homologação do aumento de capital.

O fato relevante foi feito pela empresa (BOV:MGLU3) nesta quinta-feira (22).

Em razão do aumento do capital social da Companhia no âmbito da Oferta Restrita, o novo capital social da Companhia passará a ser de R$ 10.052.161.472,00, dividido em 6.673.926.848 ações ordinárias, todas nominativas, escriturais e sem valor nominal.

A Oferta Restrita consistiu na distribuição pública primária de 175.000.000 novas ações, com esforços restritos de colocação.

A oferta foi feita sob a coordenação do Itaú BBA, BTG Pactual, do Bank of America, J.P. Morgan, Banco Bradesco BBI, Goldman Sachs, Morgan Stanley, do Banco Santander, do UBS e da XP.

A empresa pretende divulgar os resultados do 2T21 no dia 04 de agosto.

Magalu (MGLU3): lucro líquido ajustado de R$ 81,5 milhões no 1T21, revertendo prejuízo

Magazine Luiza reverteu o prejuízo visto no primeiro trimestre de 2020 e registrou lucro líquido ajustado de R$ 81,5 milhões no primeiro trimestre de 2021.

Magalu apresentou lucro líquido de R$ 258,6 milhões no primeiro trimestre de 2021, alta de 739,7% ante o mesmo período de 2020. O número, porém, foi beneficiado por receitas e despesas não recorrentes, incluindo ganhos relacionados à reversão de provisões tributárias.

receita líquida nos três primeiros meses do ano teve avanço de 57,7% na mesma comparação, somando R$ 8,525 bilhões.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado do período foi de R$ 427,2 milhões, alta de 56% em base de comparação anual.

Deixe um comentário