Mercados mundiais recuam com a China em desaceleração e o petróleo sob pressão

LinkedIn

ÁSIA: As bolsas asiáticas fecharam sem direção na madrugada desta quinta-feira, à medida que a China relatou uma desaceleração de seu crescimento.

O PIB da China cresceu 7,9% no comparativo anual no segundo trimestre, menor do que as expectativas dos economistas em uma pesquisa da Reuters de uma alta de 8,1% e bem abaixo dos 18,3% registrado no trimestre entre janeiro e março. Enquanto isso, as vendas no varejo em junho subiram 12,1% em relação ao ano anterior, acima das expectativas de um aumento de 11%, de acordo com a Reuters. A produção industrial chinesa cresceu 8,3% no comparativo anual em junho, contra as expectativas de analistas em uma pesquisa da Reuters de um aumento de 7,8%.

Na China Continental, o composto de Xangai subiu 1,02%, para 3.564,59 pontos, enquanto o Shenzhen Composto avançou 0,75%, para 15.169,33 pontos. O índice Hang Seng de Hong Kong subiu 0,83%.

No Japão, o Nikkei fechou 1,15% menor em 28.279,09 pontos, enquanto o índice Topix caiu 1,2% e encerrar o dia em 1.939,61 pontos.

O Kospi da Coreia do Sul avançou 0,66%, fechando em 3.286,22 pontos. O Banco da Coreia anunciou nesta quinta-feira a decisão de deixar a sua taxa básica de juros inalterada em 0,5%, em linha com as expectativas de analistas consultados pela Reuters.

O S & P / ASX 200 na Austrália caiu 0,26% para fechar em 7.335,90 pontos, à medida que a disseminação da variante delta do Covid, altamente contagiosa, saiu de Sydney e ultrapassou a fronteira estadual e levou autoridades de Melbourne a discutir e declarar um bloqueio de cinco dias em todo o estado de Victoria, com investidores ignorando os dados laborais. A taxa de desemprego com ajuste sazonal da Austrália caiu para 4,9% em junho, segundo o Bureau de Estatísticas do país na quinta-feira, menor do que os 5,0% esperados em uma pesquisa da Reuters e também aquém dos 5,1% de maio.

As principais mineradoras e empresas de serviços públicos avançaram, enquanto grandes bancos, empresas de saúde, ações de energia, varejistas e empresas de tecnologia caíram. A BHP subiu 1,1%, para US$ 51,53, enquanto a Rio Tinto fechou 2,2% maior, a US$ 131,14. A Fortescue Metals ganhou 2,1%, a US$ 25,72, a maior alta desde o início de janeiro. As mineradoras de metais preciosos também avançaram. Newcrest subiu 1,5%, Northern Star subiu 21% e Evolution Mining ganhou 2,7%. Entre as produtoras de petróleo, Oil Search subiu 0,5%, enquanto Santos e Woodside Petroleum recuaram 0,2% e 1,4%, respectivamente, à medida que os preços do petróleo caíram durante o horário asiático.

O índice MSCI para a Ásia-Pacífico exceto Japão subiu 0,82%.

EUROPA: As bolsas europeias caem nesta quinta-feira, à medida que os preços do petróleo caem e os investidores ponderam uma desaceleração da economia chinesa.

O pan-europeu Stoxx 600 cai 0,58% no meio da manhã, com baixa nas ações de petróleo e gás depois que a OPEP+ supostamente chegou a um acordo sobre os níveis de produção de petróleo, enquanto ações de viagens recuam à medida que a disseminação da variante delta altamente transmissível do COVID-19, segue avançando, agora em 111 países.

O alemão DAX 30 cai 0,75%, o francês CAC 40 perde 0,46%, enquanto o IBEX 35 da Espanha e o FTSE MIB da Itália, caem 0,92% e 0,78%, respectivamente.

Em Londres, o FTSE 100 cai 0,26%. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American cai 0,6%, BHP cai 0,1%, enquanto Antofagasta e Rio Tinto sobem 0,5%. Entre as gigantes petroliferas, BP cai 2,2% e Royal Dutch Shell recua 1,3%.

A libra cai 0,2% em relação ao dólar para US$ 1,3822 depois que o presidente do Banco da Inglaterra, Andrew Bailey, disse que não seria pressionado a tomar nenhuma decisão sobre o aumento das taxas de juros, mesmo em meio às pressões crescentes de inflação.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA operam em baixa nas negociações matinais de quinta-feira, com os investidores se preparando para mais balanços corporativos e dados do mercado de trabalho.

Na quarta-feira, o Dow Jones subiu 44 pontos ou alta de 0,13%, ajudado por um ganho de 2,4% nas ações da Apple. O S&P 500 subiu 0,12% depois de bater um recorde intradiário no início da sessão. O Nasdaq Composite caiu 0,2%, no entanto, o Nasdaq 100 fechou em alta.

O índice Russell 2000 de “small caps” caiu 1,60% na quinta-feira, elevando suas perdas semanais para mais de 3,4%.

O presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, em depoimento ao Comitê de Serviços Financeiros da Câmara, sugeriu em depoimento ao comitê da Câmara que a inflação provavelmente permanecerá elevada, mas eventualmente moderada, reforçando a posição do Banco Central de que o aumento da inflação é um impacto temporário da economia em recuperação. “Em nossa reunião de junho, o Comitê discutiu o progresso da economia em direção às nossas metas compra de ativos que adotamos em dezembro passado. Embora o padrão de “progresso adicional substancial” ainda esteja um pouco distante, os participantes do comitê esperam que o progresso continue”, disse Powell.

Os preços ao produtor de junho apontaram uma inflação maior do que o esperado na quarta-feira.

Powell deve continuar a testemunhar, agora perante o Senado nesta quinta-feira a partir das 10h30. Segundo analistas, Powell ajudou a acalmar temores ao sugerir novamente que os relatórios de inflação são transitórios, enquanto observam a queda nos rendimentos dos títulos. O rendimento do título do Tesouro de 10 anos caiu para 1,34%, ante 1,41% da terça-feira.

A temporada de ganhos continuou com fortes resultados de bancos como o Bank of America e outras corporações; Todas as 12 empresas do S&P 500 que divulgaram resultados fiscais trimestrais nesta semana até a manhã de quarta-feira superaram as estimativas de lucro por ação, mas apresentaram um declínio médio de 0,56% após os resultados.

Os relatórios continuarão nesta quinta-feira com Morgan Stanley, US Bancorp., UnitedHealth, Cintas e Progressive, entre outras.

Os investidores também esperam uma recuperação do mercado de trabalho nos EUA. Os pedidos iniciais de seguro-desemprego da semana passada devem ser divulgados às 9h30. Economistas esperam que 360.000 pedidos iniciais de seguro desemprego sejam solicitados, em comparação com 373.000 na semana encerrada em 3 de julho. No mesmo horário está prevista a divulgação do Empire State Manufacturing Index, Índice de manufatura do FED de Filadélfia e o Import Prices (preços de bens importados, excluindo petróleo); A produção industrial e a taxa de utilização das indústrias sairá às 10h15.

ÍNDICES FUTUROS – 7h10:
Dow: -0,037%
SP500: -0,21%
NASDAQ: +0,22%

%COMMODITIES:
MinFe Dailan: +1,61%
Brent: -1,01%
WTI: -0,76%
Soja: +0,12%
Ouro: +0,36%
Bitcoin: -0,63%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra ou venda de ativos.

Deixe um comentário