Tupy celebra compra da Teksid e Funfrap pelo valor de € 67,5 milhões

LinkedIn

A Tupy celebrou com a Stellantis, sucessora da Fiat Chrysler Automobiles, e com a Teksid, subsidiária integral da Stellantis, a aquisição das operações brasileira e portuguesa de componentes em ferro fundido, por meio da aquisição da participação da Teksid nas subsidiárias Teksid Iron do Brasil e Funfrap-Fundição Portuguesa, por um preço de aquisição (Enterprise Value) ajustado de € 67,5 milhões.

Em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários, a empresa lembra que anunciou, em 19 de dezembro de 2019, acordo para aquisição do negócio global de componentes estruturais em ferro da Teksid. Com base na revisão e comentários das autoridades antitruste dos Estados Unidos, Tupy e Stellantis acordaram em revisar a transação. Neste novo perímetro, a Companhia optou por adquirir os ativos com maior alinhamento estratégico, e decidiu não dar seguimento à aquisição das unidades do México, China, Polônia e das estruturas administrativas localizadas na Itália e Estados Unidos.

“A companhia manterá a aliança estratégica de fornecimento global com Stellantis, observados os compromissos já assumidos com a autoridade antitruste brasileira”, informa. Em 2019, as operações combinadas de Brasil e Portugal da Teksid apresentaram receita líquida de 242 milhões de euros e EBITDA de 14,4 milhões de euros.

A Transação foi aprovada pelo Conselho de Administração da companhia no dia 01 de julho, e a sua conclusão está prevista para ocorrer no quarto trimestre de 2021

“Segundo o laudo de avaliação a transação representa um investimento relevante para companhia e, portanto, está sujeita à ratificação da assembleia geral e confere direito de recesso aos acionistas dissidentes, que se abstiverem ou que não comparecerem à assembleia geral. O valor do reembolso será calculado com base no patrimônio líquido contábil da companhia, calculado no dia 31 de dezembro de 2020, informa.

Adicionalmente, a companhia informa que recebeu comunicação do BNDES Participações (BNDESPAR) e da Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ), titulares de ações de emissão da companhia representativas de 28,2% e 24,8% do seu capital social, respectivamente, comprometendo-se, em caráter irrevogável e irretratável, a aprovar a Transação na referida assembleia geral da companhia.

Prejuízo de R$ 15 milhões no primeiro trimestre, impactados por despesas financeira não recorrentes

Fundição Tupy, que fabrica cabeçotes e blocos de motores, teve prejuízo líquido de R$ 14,9 milhões, ante prejuízo de R$ 207,5 milhões no 1T20. O resultado foi impactado por despesas financeiras não recorrentes no valor de R$ 58 milhões, relacionadas ao prêmio de resgate antecipado e juros pro-rata da Senior Notes com vencimento em 2024.

Em fevereiro, a Companhia emitiu título de dívida com vencimento em 2031 e taxa de 4,5% a.a., com redução de despesas financeiras no valor de US$ 6 milhões ao ano nos próximos 10 anos.

receita operacional líquida foi de R$ 1,5 bilhão, um aumento de 41,3% na comparação anual, registrando a maior receita líquida da história, decorrente do aumento dos volumes, desvalorização cambial e repasse de custos com materiais.

Informações Broadcast

Deixe um comentário