Fechamento Ibovespa: Bolsa termina em queda de -1,11% + todos os destaques de hoje (12/08/2021)

LinkedIn

A Bolsa de valores de São Paulo (B3) encerrou o dia em queda de -1,11%, aos 120.700,98 pontos, na mínima o Ibovespa ficou em 120.533,72 e na máxima 122.095,40 pontos. O volume financeiro foi de R$ 32,6 bilhões.

O Ibovespa fechou o menor patamar dos últimos três meses. Pesaram no índice a queda de 12% das ações da Ultrapar (UGPA3), que divulgou prejuízo no segundo trimestre deste ano, e os riscos fiscais ligados ao orçamento de 2022.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou não ser possível pagar a dívida de precatórios de R$ 90 bilhões sem descumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal. O governo federal atua ainda para aprovar um projeto que eleva o benefício social pago a famílias carentes, elevando os gastos em um cenário no qual a dívida pública chega a 84,5% do Produto Interno Bruto (PIB).

Em Wall Street, os índices Dow Jones e S&P 500 atingiram novas máximas recordes pelo terceiro dia consecutivo, com as ações de megacaps de tecnologia dando impulso ao mercado. Dados do Departamento de Trabalho divulgados nesta quinta mostraram 375 mil novos pedidos de auxílio-desemprego na última semana, em linha com a projeção dos economistas consultados pela Refinitiv. Já o índice de preços ao produtor (PPI) teve alta de 1% em julho, resultado acima das expectativas de avanço de 0,6%, segundo a média dos analistas ouvidos pela empresa.

O dólar voltou a fechar em alta e encerrou o dia a R$ 5,2564 na venda, um avanço de 0,66%, com o mercado repercutindo os ganhos da moeda no exterior após dados mais fortes de inflação nos EUA e incertezas depois do adiamento para a próxima semana da votação da reforma do imposto de renda.

Uma nova enxurrada de balanços está agendada para hoje após o fechamento do pregão, incluindo os números de BRF, Magazine Luiza, Lojas Renner, Natura, Sabesp e CCR.

➡️ Veja o fechamento desta quinta-feira:

🇧🇷 IBOV: -1,11% / 120.700 pts
🏢 IFIX: -0,64% / 2.722 pts
💵 Dólar: +0,66% / R$ 5,2564
💶 Euro: +0,61% / R$ 6,1684
💰Bitcoin: -2,79% / R$ 233.772

🇺🇸 Nova York
Dow Jones: +0,04% / 35.499 pts
S&P 500: +0,30% / 4.460 pts
Nasdaq: -0,35% / 14.816 pts

Acompanhe as altas e baixas da bolsa nos últimos dias:

Data Variação Pontuação Volume Financeiro
02/08/2021  0,59%  122.515,74 R$ 28,4 bilhões
03/08/2021 0,86% 123.576,56 R$ 31,7 bilhões
04/08/2021 -1,43% 121.801,21 R$ 29,9 bilhões
05/08/2021 -0,13 121.632,92 R$ 37,7 bilhões
06/08/2021   0,97%  122.810,36 R$ 23 bilhões
09/08/2021   0,17%  123.019,38 R$ 25,6 bilhões
10/08/2021  -0,66%  122.202,47   R$ 26,7 bilhões
11/8/2021  -0,11  122.056,34 R$ 28,5 bilhões
12/08/2021   -1,11% 120.700,98  R$ 32,6 bilhões

DESTAQUES DO IBOVESPA – (pregão à vista)

  • ALTAS IBOVESPA

GNDI3: +6,91% a R$ 82,62
HAPV3: +6,38% a R$ 14,85
FLRY3: +4,01% a R$ 23,61
SULA11: +2,80% a R$ 29,02
RADL3: +2,75% a R$ 25,81

  • BAIXAS IBOVESPA

UGPA3: -12,33% a R$ 15,21
BEEF3: -11,27% a R$ 8,82
B3SA3: -7,71% a R$ 13,89
VVAR3: -7,30% a R$ 12,07
BIDI11: -6,16% a R$ 67,38

Confira o ranking completo de todos os papéis negociados na B3.

Confira os destaques corporativos de hoje:

Aeris (AERI3)

A fabricante de pás eólicas Aeris reportou lucro líquido de R$ 18,723 milhões no segundo trimestre, uma queda de 23,6% em relação ao mesmo período do ano passado, refletindo as restrições na cadeia de suprimentos, que levaram à postergação de volumes de linhas maduras para 2022. Saiba mais…

Aliansce Sonae (ALSO3)

A administradora de shoppings Aliansce Sonae registrou lucro atribuível aos acionistas controladores de R$ 56,7 milhões, alta de 58,7% na base de comparação anual. Levando em conta os resultados a acionistas não controladores, o lucro líquido foi de R$ 68,3 milhões, alta de 22,6%.

Allpark Estapar (ALPK3)

A Allpark teve prejuízo de R$ 60,7 milhões no segundo trimestre, alta de 7,3% na base anual. A receita cresceu 104%, para R$ 175,6 milhões.

Americanas (AMER3)

A Americanas firmou contrato para adquirir 100% das ações da Hortifruti Natural da Terra. A aquisição da totalidade das ações do Hortifruti Natural da Terra será realizada mediante o pagamento em recursos financeiros no valor de R$ 2,1 bilhões, condicionado aos ajustes usuais apurados no fechamento da transação. Saiba mais…

Assaí (ASAI3)

Sendas, controladora do Assaí, aprovou a proposta de desdobramento da totalidade das ações ordinárias de emissão da companhia. Com a aprovação do Desdobramento, cada ação de emissão da Companhia foi desdobrada em 5 ações da mesma espécie, sem a modificação do valor do capital social. Saiba mais…

Azul (AZUL4)

A Azul reportou lucro líquido de R$ 1,16 bilhão para o segundo trimestre, revertendo prejuízo de R$ 1,62 bilhão sofrido um ano antes, ajudado pela aceleração da vacinação no Brasil e efeito cambial. Saiba mais…

B3 (B3SA3)

A operadora da Bolsa brasileira, B3 apresentou lucro líquido recorrente de R$ 1,231 bilhão no segundo trimestre, uma alta de 21,6% sobre os R$ 1,012 bilhão de lucro registrados um ano antes. Na comparação com o primeiro trimestre houve uma queda de 7,9%.

Banco Inter (BIDI11)

O Banco Inter registrou lucro líquido de R$ 18,2 milhões no segundo trimestre. O resultado é quase sete vezes superior aos R$ 2,7 milhões obtidos um ano antes, quando a instituição voltava a ter a última linha de seu balanço em azul, após amargar prejuízo de R$ 8,44 milhões, no primeiro trimestre de 2020. Saiba mais…

Caixa Seguridade (CXSE3)

A Caixa Seguridade, holding de seguros da Caixa Econômica Federal, registrou lucro líquido recorrente de R$ 426,6 milhões no segundo trimestre deste ano, cifra 8,3% maior em relação há um ano. Se comparado com os três meses imediatamente anteriores, quando o resultado foi recorde para o período, foi identificada baixa de 1,2%. Saiba mais…

Copel (CPLE6)

A Casa dos Ventos assinou dois contratos de compra e venda de energia (PPA) renovável com a Copel Mercado Livre, comercializadora da elétrica Copel, que somam 137 MWm, informou a empresa de projetos eólicos e solares. Saiba mais…

A elétrica paranaense Copel registrou lucro líquido de R$ 1 bilhão no segundo trimestre, queda de 37% na comparação anual, principalmente pelos efeitos da decisão judicial que excluiu o ICMS da base de cálculo do PIS/Cofins no mesmo período do ano passado.

d1000 (DMVF3)

A rede de farmácias, que tem as marcas Drogasmil, FarmaLife, Rosário e Tamoio no portfólio, teve prejuízo de R$ 2,9 milhões no segundo trimestre, queda de 78% na base anual. A receita líquida foi R$ 274,8 milhões, alta de 27,5%.

Eletrobras (ELET3/ELET5/ELET6)

A Eletrobras obteve lucro líquido de R$ 2,5 bilhões no segundo trimestre do ano, alta de 439% na comparação anual. O lucro líquido recorrente, que considera ajustes não mencionados nos destaques, teve alta de 601% no período, para R$ 4,5 milhões na mesma base de comparação. Saiba mais…

Embraer (EMBR3)

A Embraer informa que o Beacon, plataforma de coordenação de manutenção da EmbraerX, anunciou a assinatura de um acordo com a Inflite The Jet Centre, um dos maiores fornecedores privados de manutenção de componentes da Europa. A parceria tem foco no apoio às equipes da Inflite na obtenção de maior eficiência para acelerar o retorno de aeronaves à operação. Saiba mais…

Enauta (ENAT3)

A petroleira Enauta reportou na noite de quarta-feira lucro líquido de R$ 635,7 milhões no segundo trimestre de 2021, salto de 464,2% na comparação anual e maior resultado da história da companhia, puxado pela incorporação de uma fatia adicional de 50% no Campo de Atlanta, no valor de 542,1 milhões de reais.

Equatorial (EQTL3)

A Equatorial Energia registrou lucro líquido ajustado de R$ 447 milhões no segundo trimestre do ano, uma alta de 15,4% na comparação com o mesmo período do ano passado, impactado por efeitos não recorrentes no trimestre. Saiba mais…

Eucatex (EUCA3)

A companhia registrou no segundo trimestre lucro líquido de R$ 167,4 milhões, salto de 860% em relação aos R$ 17,4 milhões registrados no mesmo período de 2020. A receita líquida teve alta de 50,6% no período, para R$ 556,2 milhões, puxada pelo segmento madeira, que viu aumento de 68,8% na receita.

Guararapes (GUAR3)

A Guararapes Confecções, dona da rede Riachuelo, registrou lucro líquido de R$ 46,1 milhões no segundo trimestre, revertendo prejuízo de R$ 296,2 milhões acumulado em igual período do ano passado. Em relação ao segundo trimestre de 2019, o desempenho foi pressionado pelo fechamento das lojas e das fábricas no mês de abril.

Hapvida (HAPV3)

A operadora de planos de saúde Hapvida registrou lucro líquido de R$ 104,6 milhões no segundo trimestre de 2021, queda de 62,5% ante o mesmo período do ano passado.

Helbor (HBOR3)

A empresa reverteu o prejuízo líquido de R$ 20,3 milhões do segundo trimestre do ano passado e registrou lucro líquido de R$ 30,5 milhões de abril a junho. A receita líquida cresceu 48,6%, para R$ 268,1 milhões, refletindo o aumento de vendas.

Iochpe-Maxion (MYPK3)

A Iochpe-Maxion teve lucro de R$ 214,8 milhões no segundo trimestre deste ano, ante prejuízo de R$ 352,3 milhões registrado no mesmo período de 2020.

JBS (JBSS3)

A JBS encerrou o segundo trimestre de 2021 com lucro líquido recorde de R$ 4,382 bilhões, ou R$ 1,75 por ação, um avanço de 29,7% ante o lucro líquido de 3,379 bilhões verificado em igual período de 2020. A receita líquida também foi a maior da história, em R$ 85,626 bilhões, aumento de 26,7% em relação aos R$ 67,582 bilhões do segundo trimestre do ano passado.

Light (LIGT3)

A Light comunica que, foi liquidada a 7ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, em duas séries, da espécie quirografária, com garantia fidejussória adicional da companhia, da sua subsidiária Light Energia para distribuição pública com esforços restritos e com o tratamento tributário. Saiba mais…

Locaweb (LWSA3)

A Locaweb registrou lucro líquido ajustado de R$ 23,7 milhões no segundo trimestre, alta de 87,7% ante o mesmo período de 2020, com aumento de receita e melhora do resultado financeiro.

Minerva (BEEF3)

A Minerva afirmou que não pretende fechar o seu capital. A informação consta em comunicado onde a companhia responde a uma solicitação de esclarecimentos feita pela B3 sobre a oscilação atípica registrada no fim do pregão desta quarta-feira, quando os papéis subiram 14% nos últimos minutos de negociação. Saiba mais…

Moura Dubeux (MDNE3)

A Moura Dubeux teve lucro líquido de R$ 26 milhões no segundo trimestre de 2021, ante prejuízo líquido de R$ 95 milhões registrado no segundo trimestre de 2020.

MRV (MRVE3)

O grupo MRV&CO, que abrange os negócios imobiliários de MRV, Sensia, Urba, Luggo e AHS, obteve lucro líquido de R$ 203 milhões no segundo trimestre de 2021. O montante equivale a um crescimento de 86,1% em relação ao mesmo período de 2020.

Oi (OIBR3/OIBR4)

A Oi apresentou lucro líquido de R$ 1,139 bilhão no segundo trimestre de 2021, revertendo o prejuízo de R$ 3,409 bilhões em igual intervalo de 2020.

Petrobras (PETR3/PETR4)

A Petrobras vai chegar ao final de 2022 com 25 contratos de áreas de petróleo e gás junto à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), frente aos 283 que possuía em 2019, informou o diretor de Exploração e Produção da estatal, Fernando Borges. Saiba mais…

Profarma (PRFM3)

A empresa carioca que atua nos segmentos de distribuição de remédios e varejo farmacêutico, fechou o trimestre anterior com lucro líquido de R$ 33,7 milhões, revertendo prejuízo de R$ 4,4 milhões registrado em igual período do ano passado. A receita atingiu R$ 1,56 bilhão, alta de 25% ante abril a junho de 2020.

Qualicorp (QUAL3)

A Qualicorp, conjuntamente com sua subsidiária, Qualicorp Administradora, celebrou contrato de compra e venda de quotas e Outras avenças tendo por objeto a aquisição de 100% do capital social da Elo e da APM, pelo valor total conjunto de R$ 129.500.000,00, sujeito a ajustes usuais a este tipo de operação, além de uma parcela contingente futura. Saiba mais…

RNI (RDNI3)

A RNI registrou lucro atribuível aos sócios controladores de R$ 1,3 milhão no segundo trimestre, revertendo o prejuízo de R$ 6 milhões reportado no mesmo período de 2020. A receita líquida caiu 17,3%, para R$ 93,4 milhões. O valor geral de vendas (VGV) da empresa somou R$ 180 milhões no trimestre anterior, crescimento de 20% na comparação anual.

Simpar (SIMH3)

O grupo Simpar, que controla empresas como JSL e Movida, registrou lucro líquido recorde de R$ 391,8 milhões no segundo trimestre, alta de 186,4% na comparação anual.

Sulamérica (SULA11)

A SulAmérica registrou lucro líquido das operações continuadas de R$ 29,6 milhões no segundo trimestre, queda de 92,6% em relação ao mesmo período do ano passado, por conta da maior sinistralidade nos segmentos de saúde e vida, refletindo o número ainda elevado de casos de Covid e mais procedimentos eletivos.

Suzano (SUZB3)

A Suzano reverteu o prejuízo de R$ 2,053 registrado no segundo trimestre de 2020 em lucro líquido de R$ 10,037 bilhões no mesmo período deste ano. O resultado também representa avanço em relação aos primeiros três meses de 2021, quando a companhia apresentou prejuízo de R$ 2,755 bilhões.

Taesa (TAEE11)

A transmissora de energia Taesa registrou lucro líquido de R$ 697,9 milhões no segundo trimestre de 2021, alta de 50,3% ante igual período do ano passado, impulsionado principalmente pelo aumento de índices maecroeconômicos como o IGP-M.

Ultrapar (UGPA3)

O grupo Ultrapar registrou prejuízo líquido de R$ 18,2 milhões no segundo trimestre de 2021, revertendo o lucro líquido de R$ 50 milhões no mesmo período de 2020. Quando desconsiderado o impairment da Extrafarma de R$ 395 milhões, o indicador indica lucro de R$ 290 milhões. No primeiro semestre, a empresa somou lucro líquido de R$ 119,2 milhões, 45,5% menor na comparação anual.

Via (VVAR3)

A Via (dona da Casas Bahia e do Ponto) apresentou lucro líquido de R$ 132 milhões no segundo trimestre de 2021, alta de 103% em relação ao mesmo período do ano passado. No entanto, o lucro líquido comparável para os “efeitos do incentivo de subvenção relacionado a anos anteriores” foi de R$ 45 milhões. Esse resultado reverte o prejuízo líquido operacional de R$ 176 milhões, registrado um ano atrás.

Wilson Sons (WSON33)

A companhia registrou no segundo trimestre lucro atribuível aos acionistas de R$ 118,5 milhões, alta de 305,6% em relação aos R$ 29,2 milhões apurados no mesmo período de 2020. A receita subiu 14%, para R$ 510 milhões.

Outras notícias e comunicados

Alliar (AALR3) comunica que o Sr. Sami Foguel apresentou hoje a sua renúncia ao cargo de Diretor-Presidente, que foi aceita pelo Conselho de Administração da Companhia. Veja o comunicado.

Depois de apresentar três projetos imobiliários ao mercado no primeiro semestre, com valor geral de vendas total de R$ 313 milhões, a You pretende lançar, a partir deste fim de semana, um empreendimento a cada 30 dias até dezembro. A companhia fez lançamentos de R$ 1,2 bilhão nos últimos 12 meses.

(Com informações do Forbes Money e Momento B3)

Deixe um comentário