Substack agora aceita pagamentos em bitcoin via Lighting Network

LinkedIn

A plataforma de boletins informativos Substack anunciou hoje que aceitará pagamentos em bitcoin usando a Lightning Network, a rede relâmpago.

A Substack, com sede em São Francisco, permite que escritores criem publicações por assinatura. As pessoas o usam para lançar boletins informativos que cobrem quase tudo, desde criptomoedas a histórias em quadrinhos. Alguns boletins informativos da Substack são gratuitos, mas os redatores podem cobrar dos leitores pelo consumo do conteúdo.

A opção de pagar em Bitcoin só estará disponível para publicações de criptomoedas por enquanto, disse a Substack em um e-mail para a Decrypt.  Por enquanto, o recurso agora está disponível para dois boletins: ‘The Bitcoin Forecast’ do analista Willy Woo e ‘The Held Report’ de Dan Held.

“A Substack começou a habilitar os pagamentos de Bitcoin – começando com publicações de criptomoedas selecionadas – como uma opção de pagamento para os assinantes dessas publicações em todo o mundo, e estamos ansiosos para explorar uma disponibilidade mais ampla, dependendo do feedback e da demanda”, disse a empresa.

A Substack disse em um anúncio que trabalharia com a empresa de processamento de pagamentos de Bitcoin OpenNode para a iniciativa. A OpenNode usará a Lightning Network para processar pagamentos mais rápidos, mas haverá a opção de fazer pagamentos “on-chain”, sem Lightning.

A Lightning Network acelera as transações – e reduz os custos – contornando o blockchain principal do Bitcoin. A Substack disse que a rede é “ainda mais rápida do que os cartões de crédito”.

“Os leitores poderão usar o Bitcoin para pagar as assinaturas dessas publicações selecionadas, e as publicações reterão os ganhos em Bitcoin”, diz o anúncio.

A OpenNode disse que esta é a primeira iniciativa ao vivo que permite que escritores e criadores aceitem Bitcoin, mas “outras plataformas que capacitam financeiramente os criadores de conteúdo” estavam em preparação.

A Substack, fundada em 2017, é apoiada por vários grandes investidores do mercado financeiro centralizado e descentralizado.

Por João Victor

Deixe um comentário