Viver: FLF e Jive Asset passam a deter 25,44% do capital social da companhia

LinkedIn

A Viver informa que o FLF – fundo de investimento em direitos creditórios não padronizados, constituído sob a forma de condomínio fechado, e o Jive Distressed II FIP, fundo de investimento em participações multiestratégia constituído sob a forma de condomínio fechado, e, representados na forma do seu regulamento pela sua gestora Jive Asset Gestão de Recursos, autorizada pela CVM, alienaram, em conjunto, 7.999.400 ações de emissão da companhia de sua titularidade.

O fato relevante foi feito pela empresa (BOV:VIVR3) nesta quarta-feira (04). Confira o comunicado na íntegra.

Considerando o aumento de capital da Companhia homologado, resultou na alteração de participação dos Acionistas na Companhia, em conjunto, passou a ser de 25,44% do capital social total.

A Jive Asset, na qualidade de gestora dos Acionistas, reforçou sua intenção de permanecer acionista da Companhia com participação relevante e a continuar apoiando na continuidade de seus negócios.

A Viver pretende divulgar os resultados do 2T21 no dia 12 de agosto.

Lucro líquido de R$ 113 mil no 1T21, revertendo prejuízo

Viver registrou lucro líquido de R$ 113 mil no primeiro trimestre de 2021, revertendo prejuízo de R$ 10,3 milhões na comparação com mesmo período de 2020, principalmente devido a constância e performance de vendas e a reversão de provisão para demandas judiciais.

O Lucro Bruto foi de R$ 5,9 milhões com margem de 24,9% e o lucro bruto ajustado foi de R$ 8,9 milhões com margem bruta ajustada de 37,2%.

Ao final do 1T21, a Companhia possuía 649 unidades em estoque com VGV Bruto de R$ 100,4 milhões. Do total de R$ 26,2 milhões de contas a receber, os recebíveis de unidades imobiliárias totalizam R$ 22,9 milhões, distribuídos entre projetos concluídos e a entregar.

Deixe um comentário