Petróleo encerra em alta com a lenta recuperação de produção da commodity no Golfo do México

LinkedIn

Os preços dos contratos futuros de petróleo encerraram em alta com a lenta recuperação de produção da commodity no Golfo do México e consequente atraso nas refinarias atingidas pelo furacão Ida.

Os produtores ainda estão lutando para reiniciar as operações nove dias depois que o furacão varreu a região com ventos fortes e chuva torrencial. Cerca de 80% da produção do Golfo permaneceu offline ontem, com 79 plataformas de produção ainda desocupadas. Cerca de 17,5 milhões de barris de petróleo foram perdidos até agora.

Segundo analistas, as operações de refinaria parecem estar se recuperando mais rapidamente, já que só 1 milhão de barris por dia (bpd) de capacidade foi temporariamente fechado, abaixo do pico de mais de 2 milhões de bpd normais.

“No entanto, os ganhos estão sendo limitados por um dólar mais forte, o que poderia reduzir a demanda externa pelo ativo. Os compradores também estão relutantes em aumentar suas posições em meio às preocupações com o impacto do aumento das infecções por coronavírus”, afirma o analista da FX Empire, James Hyerczyk.

Os traders também esperam ansiosamente pelos números dos estoques dos Estados Unidos que devem ser divulgados amanhã para terem uma imagem mais clara do impacto da tempestade na produção de petróleo bruto e na produção da refinaria.

Assim, o preço do contrato do petróleo WTI negociado na Nymex com entrega para outubro subiu 1,44%, cotado a US$ 69,30 o barril. Já o preço do contrato do Brent negociado na plataforma ICE, com entrega para outubro avançou 1,35%, cotado a US$ 72,60 o barril.

Informações Agência CMA

Deixe um comentário