Bom dia ADVFN - IPCA, dados de empregos e piora das estimativas do PIB no radar

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor!  26 de Outubro de 2021, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

📣📰 Confira as principais manchetes dos jornais de hoje 📰

Bolsas mundiais: os índices futuros americanos operam em alta após resultados corporativos robustos.

Na Ásia, as bolsas fecharam de forma mista. As ações foram destaque positivo na Ásia, enquanto a China e Hong Kong fecharam no terreno negativo. Os traders digeriram o progresso incremental nas negociações comerciais e econômicas entre os EUA e a China na forma de uma segunda ligação em cerca de quatro meses entre o vice premiê Liu He e a secretária do Tesouro, Janet Yellen. Na China, a Modern Land China tornou-se a mais recente construtora a perder o prazo de pagamento de suas dívidas em dólar, em mais um sinal de estresse no setor imobiliário do país. A inadimplência de tomadores de empréstimos chineses em títulos offshore atingiu um novo recorde. O petróleo Brent segue atuando em torno de US $ 85 o barril, enquanto os investidores pesam as perspectivas para os estoques dos EUA e as perspectivas de negociações que podem eventualmente ajudar a reviver um acordo nuclear iraniano, permitindo uma aceleração nas exportações da commoditie.

Na Europa, os índices operam em alta,  o índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, avança 0,6%, com destaque positivo do setor de viagem e lazer e negativo do setor de petróleo e gás.

Nos Estados Unidosos índices operam no terreno positivo após mais um fechamento recorde do S&P 500 na abertura da semana, à medida que os ganhos corporativos e o progresso na agenda econômica do presidente Joe Biden ajudaram a manter o otimismo entre os investidores, mesmo com o debate sobre os riscos de inflação se intensificando. Notícia de que a Tesla atingiu US $ 1 trilhão em valor de mercado. O Facebook também se destacou no after market devido ao seu forte crescimento de usuários e à promessa de recomprar até US $ 50 bilhões em ações. A temporada de balanços está ajudando a conter as preocupações de que a inflação elevada e o aperto da política monetária irão desacelerar a recuperação econômica. Entre as empresas que divulgam resultados nesta terça estão Alphabet, Microsoft, 3M, General Electric, UPS e Visa. No fechamento do mercado na segunda, 84% das 117 no S&P haviam divulgado rendimentos que superaram as expectativas, segundo informações da Refinitiv.

==> Acompanhe os mercados mundiais pela ADVFN (aqui)

Os futuros internacionais de petróleo WTI estão sendo negociados a US$ 83,08 com baixa de 0,81%. O Brent opera em baixa de 0,56%, negociado a US$ 84,68.

Bitcoin (COIN:BTCUSD) é negociado a US$ 62.671,6 (-0,81%). O ouro  é negociado a US$ 1.803,75 por onça-troy (-0,17%).

⇒ Bitcoin – Acompanhe o Mundo Cripto na ADVFN

Minério de ferro: O minério negociado na bolsa de Dalian teve alta de 3,03%, a 714,5 iuanes, o equivalente a US$ 111,95.

Coronavírus

O mundo registra 243.982.539 de casos de coronavírus e 4.953.260 mortes, confirmadas pela Universidade Johns Hopkins.

Painel Vacinas Covid-19 Brasil:  Doses Distribuídas pela União: 313.836.133. Doses aplicadas: 261.163.195.

O estado de São Paulo atingiu, na segunda-feira (25), a marca de 100% dos adultos vacinados com pelo menos uma dose dos imunizantes contra a Covid-19, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em todo o estado, 35,3 milhões de pessoas já foram vacinadas.

Brasil

Porta-vozes de caminhoneiros afirmaram que a promessa de greve para dia 1 de novembro está de pé. Segundo alguns motoristas influentes da categoria, mesmo tendo votado no presidente Jair Bolsonaro (sem partido), a greve se tornou necessária, pois não dá mais para trabalhar. Além do preço do diesel, outra reivindicação realizada é a “defesa da constitucionalidade do Piso Mínimo de Frete” e o retorno da aposentadoria especial após 25 anos de contribuição ao INSS. No último dia 16 de outubro, o grupo de caminhoneiros prometeu a realização de uma nova paralisação a partir do dia 1º de novembro, caso as reivindicações realizadas não sejam atendidas pelo governo. Na reunião realizada no Rio de Janeiro, as associações dos motoristas decidiram que a greve será de 15 dias, caso ocorra.

Poderes

governador de Minas GeraisRomeu Zema (Novo), afirmou que o estado congelará o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que incide sobre o óleo diesel. Zema disse que o imposto não é o principal responsável pelo aumento nos preços e citou o valor do petróleo, as incertezas políticas e econômicas no país, além do câmbio, como causas para “os preços terem disparado”.

Justiça

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julga, hoje, duas ações que pedem a cassação da chapa do presidente Jair Bolsonaro e do vice, Hamilton Mourão, vencedora da corrida presidencial de 2018. De acordo com fontes da Corte, são grandes as possibilidades de as medidas judiciais — que tratam do uso de disparos em massa de mensagens em redes sociais na última eleição majoritária — serem rejeitadas.

Economia

Ontem, os papéis da Petrobras subiram com a notícia de um possível projeto de privatização. Está em análise um projeto de lei que permitiria à União começar a se desfazer das ações da companhia de forma a perder a fatia de controle. O governo federal possuiu 50,5% das ações ordinárias (com direito a voto). Pela proposta, o governo seguiria com a chamada “golden share”, posição acionária que permite vetar determinadas operações da petroleira e ainda apontar o presidente da empresa.

A Petrobras aumentou o preço médio da gasolina nas refinarias em 7,05%, de R$ 2,98 para R$ 3,19 o litro, enquanto o preço médio do diesel subiu 9,15%, de 3,06 para R$ 3,34 o litro. Os reajustes são válidos a partir de hoje (26). No ano, o diesel já acumula alta de 65,3% nas refinarias. Já a gasolina subiu 73,4% no mesmo período. A explicação para o aumentos dos preços dos combustíveis está em vários fatores, mas, principalmente, no valor do petróleo e no câmbio. O dólar e a cotação do petróleo vêm tendo mais influência sobre os preços de combustíveis no Brasil desde 2016, quando a Petrobras passou a praticar o Preço de Paridade Internacional (PPI), que se orienta pelas flutuações do mercado internacional.

Em meio a um cenário de alta dos juros e da tentativa de mudança do teto de gastos, que hoje representa a principal âncora fiscal do País, o mercado já não descarta a possibilidade de estagnação ou mesmo de um resultado negativo do PIB em 2022. Em relatório divulgado na segunda-feira, 25, a consultoria MB Associados reduziu sua projeção de 0,4% para zero. Já o Itaú Unibanco fala em queda de 0,5%, ante a estimativa anterior de crescimento de 0,5%. Estimativas negativas também já aparecem no relatório Focus, uma compilação do Banco Central com as apostas do mercado para os principais indicadores do País. No relatório de segunda, a mediana para o PIB em 2022 recuou de 1,5% para 1,4% – quatro semanas atrás, estava em 1,57%. Mas, pela primeira vez, o piso das projeções foi de queda de 0,3%.

Agenda Econômica

– EUA: Balanços de 3M e General Electric, antes da abertura do mercado, e de Alphabet (Google), Microsoft, Twitter e Visa, após o fechamento do mercado
– Brasil: Balanços de Klabin, antes da abertura do mercado, e de Banco Inter e Marfrig, após o fechamento do mercado
– Primeiro dia de reunião do Copom
– FGV: IPC-S Capitais da 3ª quadrissemana de outubro (8h)
– IBGE: IPCA-15 de outubro projeta mediana de 1%, na margem (9h)
– Caged projeta criação líquida de 360.000 postos de trabalho em setembro (10h)
– EUA/Conference Board: índice de confiança do consumidor em outubro (11h)
– EUA/NAR: vendas de novas moradias em setembro (11h)
– Receita: Arrecadação federal em setembro projeta mediana de R$ 147,7 bilhões (15h30)
– EUA/API: estoques de petróleo da semana até 22/10 (17h30)
– China/NBS: lucro industrial em setembro (22h30)h)

Ibovespa e dólar no último pregão:

Ibovespa:  

Referência do mercado brasileiro, o índice fechou em alta de 2,28% aos 108.714 pontos. O volume negociado no dia foi de R$ 32 bilhões.

Maiores altas do Ibovespa

PETR4: +6,84% a R$ 29,04
CVCB3: +6,14% a R$ 18,15
PETR3: +6,13% a R$ 29,61
IGTA3: +5,63% a R$ 30,23
ECOR3: +5,31% a R$ 8,73

Maiores baixas do Ibovespa

SUZB3: -2,52% a R$ 51,47
YDUQ3: -1,32% a R$ 22,35
BRFS3: -1,27% a R$ 21,73
MRFG3: -1,19% a R$ 24,82
MGLU3: -0,64% a R$ 12,34

💲 Carteiras recomendadas de outubro/21 completo: Mensal, Small Caps, Dividendos, FII e BDRs 💲

Dólar    

dólar comercial: o dólar comercial fechou em R$ 5,5540, com alta de 1,26%. A moeda norte-americana foi fortemente impactada pelo cenário doméstico, com o mercado animado com as projeções de alta na Selic (taxa básica de juros) que variam entre 1,5 e 2,0 pontos percentuais.

Juros

O DI para janeiro de 2023 tinha alta de 23 pontos-base, a 11,16%; DI para janeiro de 2025 operava em alta de nove pontos-base 11,69%; e o DI para janeiro de 2027 registrava queda de quatro pontos-base a 11,82%.

Ifix   

O índice fechou a sessão em queda de 0,16% aos 2.708 pontos. A mínima para o dia bateu em 2.706,92 pontos, enquanto a máxima foi de 2.719,42 pontos. Em outubro o índice recua 0,28%. A movimentação financeira foi de R$ 204,40 milhões.

🏢  Carteiras de Fundos Imobiliários de outubro de 2021 🏢

Fonte: CNN, CNBC, Infomoney, TC, G1, Agência Brasil e BDM, correio braziliense, estadão.

Deixe um comentário