Grayscale prepara-se para virar ETF, com GBTC chegando a US$ 40 bilhões em volume alocado

LinkedIn

A Grayscale pode lançar um fundo negociado em bolsa (BTC) Bitcoin (BTC) já em julho de 2022, segundo um de seus executivos.

Durante um evento virtual organizado pela MarketWatch em 27 de outubro, o chefe global de ETFs da Grayscale, David LaValle, deu um prazo de nove meses para aprovação pelos reguladores dos Estados Unidos.

Grayscale: tempo perfeito para um ETF

A Grayscale, dona do fundo de investimentos de Bitcoin de maior volume do mundo, o Grayscale Bitcoin Trust (GBTC), reiterou este mês que está “comprometida” em transformá-lo em um ETF.

De acordo com LaValle, o momento para enviar o pedido para fazê-lo nesta semana foi o ideal. “Achamos que era o momento perfeito para enviar nosso pedido”, disse ele.

“Agora que os produtos futuros de Bitcoin estavam um tanto fora da mesa da SEC, eles estariam abertos para examinar os registros de produtos à vista”.

Os pedidos de ETF requerem um longo período de análise de 240 dias com a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC), abrindo o potencial para um sinal verde em julho.

O mês de outubro teve quatro ETFs aprovados, todos baseados em futuros de Bitcoin ao invés de spot, algo que Grayscale e outros estão ansiosos para mudar.

O GBTC tinha US$ 38,8 bilhões em ativos sob gestão (AUM) na quinta-feira, com o total em todos os fundos da Grayscale agora em US$ 53,1 bilhões.

Por William Suberg

Deixe um comentário