O fantasma Evergrande volta a assombrar as bolsas mundiais

LinkedIn

ÁSIA: As bolsas da região asiática encerraram seus pregões sem direção definida, com os investidores monitorando as ações da problemática incorporadora Evergrande em Hong Kong, que voltou a ser negociada após uma interrupção que durou mais de duas semanas.

A empresa endividada anunciou na noite de quarta-feira que o acordo para vender uma participação de 50,1% em seu negócio de serviços imobiliários para a rival Hopson Development Holdings havia fracassado. O acordo foi firmado em 1º de outubro e deveria ser concluído até 12 de outubro. O grupo Evergrande alegou que “tinha razões para acreditar que o comprador não tinha cumprido o pré-requisito para fazer uma oferta pelas ações da Evergrande Property Services”. O negócio está listado na bolsa de Hong Kong e as regulamentações sobre valores mobiliários na cidade exigem que o comprador de 30% ou mais de uma empresa pública faça uma oferta de aquisição a todos os seus acionistas. A Hopson, em uma nota separada, refutou a versão da primeira e disse que estava pronto para comprar a participação, mas outras partes envolvidas no negócio tinham solicitado pedidos inaceitáveis para mudar os termos, incluindo uma demanda para que a Hopson destinasse os fundos integral diretamente para Evergrande, em vez de primeiro depositar o pagamento para a unidade de gestão imobiliária, como previsto no acordo prévio.

O conglomerado, que já ficou sem honrar vários títulos, também alertou “não há garantia de que o grupo será capaz de cumprir as suas obrigações financeiras”. Suas ações despencaram 12,54%. As ações do Evergrande Property Services Group, que também retomou as negociações nesta quinta-feira, despencaram 8,01%, enquanto as ações da Hopson saltaram 7,57%.

O índice Hang Seng, mais amplo, caiu 0,45%, para 26.017,53 pontos. Na China Continental, o composto de Xangai subiu 0,22%, para 3.594,78 pontos, enquanto o Shenzhen Component caiu 0,05%, para 14.444,86 pontos.

No Japão, o Nikkei liderou as perdas entre os mercados da região ao cair 1,87%, fechando em 28.708,58 pontos, enquanto o índice Topix caiu 1,32%, para 2.000,81 pontos. O primeiro-ministro Fumio Kishida, deu mensagens mistas sobre suas políticas e medidas do “novo capitalismo”, que incluem promessas de reduzir as disparidades de renda. Isso foi pouco para tranquilizar os mercados.

O Kospi da Coreia do Sul caiu 0,19%, fechando em 3.007,33 pontos.

Após registrar ganhos ao longo do dia, o ASX200 mergulhou repentinamente pouco antes do fechamento e terminar apenas 1,7 pontos acima, alta de 0,02%, em 7.415,40 pontos, com ações de energia, saúde e consumo pesando sobre o benchmark.

Uma atualização trimestral para a empresa petrolífera Santos revelou que a empresa atingiu um recorde de US$ 1,5 bilhão em receitas nos três meses até setembro, após a alta dos preços das commodities, embora as ações tenham caído 1,1%, para US$ 7,20. Oil Search caiu 1,1% e Woodside Petroleum caiu 2,3%. As mineradoras também sucumbiram. BHP caiu 0,5%, Fortescue Metals recuoou 0,8% e Rio Tinto fechou em baixa de 1,5%.

A Fitch Solutions divulgou um relatório dizendo que dólar australiano permanecerá sob pressão devido à incerteza da China.

O índice MSCI para a Ásia-Pacífico exceto Japão caiu 0,42%.

EUROPA: As bolsas europeias recuam nesta quinta-feira, conforme as preocupações com o setor imobiliário chinês voltaram à tona, enquanto os investidores também monitoraram uma grande quantidade de empresas divulgados lucros corporativos muito bem vindos.

O pan-europeu Stoxx 600 cai 0,26% na sessão matinal, com recursos básicos caindo, enquanto ações ligadas à bens domésticos sobem.

O alemão DAX 30 cai 0,20%, o francês CAC 40 cai 0,24% e o FTSE MIB da Itália perde 0,23%. Na Península Ibérica, o IBEX 35 da Espanha recua 0,73% e o PSI de Portugal cai 0,59%.

Em Londres, o FTSE 100 cai 0,39%, puxado principalmente pelas mineradoras listadas na LSE. Anglo American despenca 4,4%, Antofagasta recua 1,9%, enquanto as gigantes BHP e Rio Tinto operam em baixa de 3,6% e 3,4%, respectivamente. As produtoras de petróleo BP e Royal Dutch Shell caem 1,2% e 0,9%, respectivamente.

EUA: Os futuros dos índices de ações caem nas negociações matinais de quinta-feira, depois que o Dow Jones Industrial Average retomou seu recorde de alta em meio à sólidos lucros corporativos.

O índice que agrupa 30 ações saltou cerca de 150 pontos para bater um recorde intradiário na quarta-feira, ultrapassando seu pico em meados de agosto fechando em 35.609,34 pontos, alta de 0,43%. O S&P 500 subiu 0,37%, o sexto dia positivo consecutivo, ficando apenas 0,2% abaixo de sua máxima histórica. O Nasdaq Composite, de alta tecnologia, fechou a sessão de quarta-feira em ligeira baixa de 0,05%, em 15.121,70 pontos.

Um início sólido da temporada de balanços no terceiro trimestre ajudou os investidores a deixar para trás o nervosismo de setembro, mesmo com as preocupações com a inflação, COVID-19 e economia da China ainda persistindo. Os investidores tem monitorado a temporada de balanços do terceiro trimestre para avaliar o crescimento dos lucros, bem como sinais de pressões sobre os custos e interrupções na cadeia de suprimentos. Das aproximadamente 70 empresas do S&P 500 que relataram resultados até agora, 86% registraram lucros que superaram as expectativas dos analistas, de acordo com o Refinitiv.

Na frente dos resultados, a International Business Machines ou IBM viu suas ações caírem mais de 5% no “after-market”, após perdas de receita no terceiro trimestre em seus dois principais segmentos, negócios em nuvem e software cognitivo, ficando aquém das estimativas, oferecendo uma perspectiva cautelosa, enquanto as ações da Tesla caíram ligeiramente na sessão vespertina de quarta-feira, mesmo depois que a fabricante de carros elétricos registrou ganhos e receitas recordes no terceiro trimestre, que superaram as expectativas.

Algumas autoridades do Federal Reserve, incluindo os governadores do Fed Christopher Waller e Randal Quarles e a presidente do Fed de Cleveland, Loretta Mester, tem sugerido sugerindo nos últimos dias, bases para o aumento das taxas de juros no próximo ano, se a inflação alta persistir.

Na quarta-feira, a Food and Drug Administration autorizou doses de reforço das vacinas contra Covid-19 da Johnson & Johnson e Moderna, um passo crítico na distribuição de doses extras para dezenas de milhões de pessoas. Os reguladores dos EUA também aprovaram a “mistura e combinação” das vacinas.

No calendário econômico, o Fed de Filadélfia anuncia seu Índice de Atividade Industrial às 9h30, juntamente com os números de pedidos iniciais de seguro-desemprego. Às 11h00 teremos três dados a serem divulgados. O primeiro é Consumer Confidence, que mede o nível de confiança dos consumidores na atividade econômica. É um indicador importante, pois pode prever os gastos do consumidor, que é uma parte importante da atividade econômica. No mesmo horário, sairá o CB Leading Index ou Índice de Indicadores Antecedentes, relatório que compreende 10 índices já divulgados no país e que resumem a situação da economia americana e servem como prévia para o desempenho da economia e para finalizar, será divulgado os números de vendas de casas existentes.

CRIPTOMOEDAS: O Bitcoin atingiu um novo recorde na quarta-feira, com os investidores aplaudindo o lançamento bem-sucedido do primeiro fundo negociado em bolsa de futuros de bitcoin dos EUA.

A maior criptomoeda do mundo subiu 3,9% para US $ 66.398,25 por volta das 17h00 (horário de Brasilia), de acordo com a Coin Metrics. A moeda ultrapassou o nível de US $ 66.900 na quarta-feira, batendo o recorde intradiário anterior de $ 64.899 estabelecido em meados de abril.

O Ethereum subiu 7,4% e ultrapassou o nível de US $ 4.000. A segunda maior criptomoeda do mundo foi negociada a US $ 4.104,61, aproximando-se de sua maior alta intradiária de todos os tempos de US $ 4.380 em maio.

O ETF ProShares Bitcoin Strategy, que rastreia contratos futuros de bitcoins atrelados ao preço futuro da criptomoeda, subiu quase 5% em seu primeiro dia de negociação na terça-feira.

Vários investidores em bitcoins querem agora um ETF que monitore os preços à vista, em vez de futuros.

Na manhã desta quinta-feira, o Bitcoin cai 0,49%, para US $ 66.111,00, o Ethereum sobe 4,17%, para US $ 4.279,55, enquanto o XRP e Litecoin sobe 0,59% e 1,17%, respectivamente.

ÍNDICES FUTUROS – 7h30:
Dow: -0,33%
SP500: -0,28%
NASDAQ100: -0,16%

COMMODITIES:
MinFe Dailan: -8,70%
Brent: -1,12%
WTI: -0,65%
Soja: -0,44%
Ouro: +0,12%
Bitcoin: -0,49%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Deixe um comentário