General Electric (GE, GEOO34) eleva previsão de lucros para 2021, sinaliza ‘ambiente operacional desafiador’

LinkedIn

A General Electric (NYSE:GE) anunciou uma revisão para cima em sua previsão de lucros para o ano inteiro na terça-feira (26), depois que uma recuperação em seu negócio de motores a jato ajudou a reportar um lucro trimestral maior do que o esperado.

A General Electric também é negociada na B3 através do ticker (BOV:GEOO34).

O conglomerado industrial, no entanto, disse que enfrentou um ambiente operacional “desafiador” por causa das interrupções da cadeia de abastecimento global e incerteza sobre se os créditos fiscais de produção para investimentos eólicos onshore serão estendidos a longo prazo no projeto de infraestrutura do presidente dos EUA Joe Biden.

A GE, como outros fabricantes, está lutando contra uma crise de mão de obra e escassez de matérias-primas, como chips semicondutores e resinas. Ela espera que as restrições de oferta persistam durante o resto do ano e em 2022, prejudicando os lucros em seu negócio de saúde.

A incerteza sobre os créditos fiscais de produção está pesando em seu negócio de energia eólica onshore. Se os incentivos forem estendidos, a GE teme que os clientes possam adiar os investimentos. Como resultado, ela espera que sua unidade de energia renovável queime caixa este ano.

A empresa com sede em Boston espera de 2021 um lucro ajustado na faixa de US$ 1,80 a US$ 2,10 por ação, em comparação com US$ 1,20 a US$ 2,00 estimado anteriormente.

A GE disse que espera crescimento da receita, expansão da margem e maior fluxo de caixa livre no próximo ano. No entanto, reduziu as estimativas de fluxo de caixa livre para 2021 para US$ 3,75 bilhões a US$ 4,75 bilhões, dos US$ 3,5 bilhões a US$ 5,0 bilhões previstos anteriormente.

As ações negociadas na NYSE subiram 4,2%, ou mais US$ 4,43 dólares por ação, para US$ 109,68 nas negociações da manhã.

Na B3, as ações subiram 3,7%, adicionando R$ 21,84 reais por ação – a um último preço de R$ 607,71 reais, na manhã de terça-feira (26).

O lucro ajustado no terceiro trimestre foi de US$ 0,57 centavos por ação. Os analistas esperavam em média US$ 0,43 centavos por ação, de acordo com dados da Refinitiv.

Gerou US$ 1,7 bilhão em fluxo de caixa livre de operações industriais durante o trimestre, em comparação com US$ 514 milhões um ano atrás.

Fontes: Reuters, CNBC, FX empire, FX Street, Wall Street

Deixe um comentário