Queda das ações da Tesla (TSLA, TSLA34) continuaram na terça-feira

LinkedIn

As ações da Tesla (NASDAQ:TSLA) caíram até 11% no pregão do meio do dia na terça-feira (09), estendendo as perdas pelo segundo dia, depois que o CEO Elon Musk no fim de semana propôs vender 10% de suas ações no negócio de veículos elétricos.

A queda está a caminho de ser a maior do ano para a ação, e vem após uma queda de quase 5% na segunda-feira, moderando a tendência de alta para o ano. No geral, as ações da Tesla subiram mais de 47% em 2021 e mais do que dobraram em relação ao ano anterior, conforme a empresa relatou margens automotivas melhoradas e navegou por uma escassez de chips para acelerar a produção enquanto os concorrentes vacilavam.

Os atuais e ex-membros do conselho, incluindo a presidente Robyn Denholm, o irmão de Elon Musk, Kimbal Musk, Ira Ehrenpreis e Antonio Gracias, também descarregaram centenas de milhões de dólares em ações da Tesla desde 28 de outubro, depois que a capitalização de mercado da Tesla ultrapassou US$ 1 trilhão.

Musk recebeu um pacote de opções pesadas como parte de um plano de desempenho do CEO em 2012. Como ele não recebe um salário ou bônus em dinheiro, sua fortuna vem desses prêmios de ações e ganhos no preço das ações da Tesla. O prêmio de 2012 foi de 22,8 milhões de ações a um preço de exercício de US$ 6,24 por ação. Essas vencem em 13 de agosto de 2022.

Ele também tem opções adicionais de um pacote de remuneração de CEOs de 2018 sem precedentes.

O CEO prometeu pelo menos 92 milhões de suas ações da Tesla a credores para empréstimos em dinheiro. Musk pode querer vender algumas ações para pagar sua dívida, e ele enfrenta um imposto potencial de US$ 15 bilhões sobre seus lucros inesperados ao exercer suas opções e vender ações.

Na B3, as ações da Tesla (BOV:TSLA34) caíram -12,2%, ou menos R$ 24,55 reais por ação, a um último preço de R$ 175,00 reais, na terça-feira ás 16h00.

Deixe um comentário