Jamie Dimon, CEO do JPMorgan Chase, vê o melhor crescimento econômico em décadas este ano

LinkedIn

Em entrevista com Bertha Coombs da CNBC, Jamie Dimon, CEO do JPMorgan Chase (NYSE:JPM), disse que os EUA estão caminhando para o melhor crescimento econômico em décadas.

“Teremos o melhor crescimento que já tivemos este ano, acho que desde talvez algum tempo após a Grande Depressão”, disse Dimon durante a 40ª Conferência Anual de Saúde. “O próximo ano também será muito bom.”

Dimon, o CEO e presidente do JPMorgan Chase, disse que sua confiança vem do balanço robusto do consumidor americano. O JPMorgan é o maior banco dos EUA em ativos e tem relacionamento com metade das famílias do país.

“O balanço do consumidor nunca esteve em melhor forma; eles estão gastando 25% a mais hoje do que antes da Covid”, disse Dimon. “O índice de serviço da dívida deles é melhor do que desde que mantemos registros há 50 anos.”

Dimon disse que o crescimento virá mesmo quando o Fed aumentar as taxas, possivelmente mais do que os investidores esperam. Economistas do Goldman Sachs previram quatro altas de juros este ano e Dimon disse que ficaria surpreso se o banco central não fosse mais longe.

“É possível que a inflação seja pior do que eles pensam e eles aumentem as taxas mais do que as pessoas pensam”, disse Dimon. “Eu pessoalmente ficaria surpreso se fossem apenas quatro aumentos.”

Dimon já expressou expectativas de taxas mais altas antes. Os bancos tendem a prosperar em ambientes de taxas crescentes porque suas margens de empréstimos se expandem à medida que as taxas sobem.

De fato, as ações dos bancos subiram até agora este ano, com as taxas subindo. O KBW Bank Index saltou 10% na semana passada, o melhor início de ano já registrado para o índice de 24 empresas.

O JPMorgan Chase também é negociado na B3 através do tiver (BOV:JPMC34).

No entanto, Dimon disse que, embora a economia subjacente pareça forte, os investidores do mercado de ações podem enfrentar um ano tumultuado à medida que o Fed entra em ação.

“O mercado é diferente”, disse Dimon. “Esperamos que o mercado tenha muita volatilidade este ano à medida que as taxas sobem e as pessoas meio que refazem as projeções.”

“Se tivermos sorte, o Fed pode desacelerar as coisas e teremos o que eles chamam de ‘aterrissagem suave’”, acrescentou Dimon.

O banco foi forçado a mudar sua conferência anual de saúde para um formato virtual por causa da disseminação da variante Ômicron da Covid-19.

Por Hugh Son/CNBC

Deixe um comentário