Pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos sobe em 23 mil solicitações, totalizando 230 mil

LinkedIn

O número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego aumentou de forma inesperada na primeira semana de janeiro em meio a uma onda de infecções por Covid-19, mas permaneceu em nível consistente com condições de mercado de trabalho cada vez mais apertadas.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego subiram em 23 mil, para 230 mil, em dado ajustado sazonalmente, na semana encerrada em 8 de janeiro, informou o Departamento do Trabalho nesta quinta-feira.

Os analistas previam 200 mil pedidos.

Uma queda nos pedidos sugere que menos pessoas estão sem trabalho, enquanto uma alta indica o contrário. A média móvel dos pedidos de seguro-desemprego feitos nas últimas quatro semanas, um indicador menos volátil, subiu em 6.250, em 210.750 pedidos.

O número total de pessoas que estavam recebendo seguro-desemprego do governo norte-americano na semana encerrada em 1 de janeiro caiu em 194 mil, para 1,559 milhão. A média móvel de quatro semanas do número de pessoas que seguem recebendo seguro-desemprego regrediu em 77 mil para 1.721.500.

Informações Reuters e Agência CMA

Deixe um comentário