Petróleo fecha em alta, após as altas nos estoques de combustível dos EUA

LinkedIn

Os preços dos contratos futuros de petróleo fecharam em alta mesmo após as altas nos estoques de combustível dos Estados Unidos. Os traders se concentraram na decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e em seu voto de confiança de uma demanda em recuperação.

Ontem, a Opep e seus aliados liderados pela Rússia concordaram em manter o prometido de aumentar 400 mil barris por dia (bpd) no próximo mês. O cartel vem realizando recuperações graduais em sua oferta desde agosto do ano passado em uma medida de retorno dos cortes extraordinários de produção feitos no início da pandemia. O mercado recebeu a notícia como prova de confiança da Opep de que a demanda por combustível mundial deve manter-se em recuperação apesar dos avanços da variante Ômicron do coronavírus.

Esse impulso foi mantido mesmo depois dos dados sobre os estoques de petróleo dos Estados Unidos. De acordo com a administração de informações de energia do governo norte-americano, o inventário de petróleo do país caiu em 2,1 milhões de barris, ou 0,5%, na semana encerrada em 31 de dezembro, para 417,9 milhões de barris. Analistas previam queda de 3,0 milhão de barris. Os estoques de gasolina, no entanto, subiram em 10,1 milhões de barris, ou 4,5%, para 232,8 milhões de barris. Os estoques de outros derivados avançaram em 4,4 milhões de barris, ou 3,6%, para 126,8 milhões de barris.

Esses números foram bem mais altos que a previsão do mercado que, para os estoques de gasolina, era de alta de 1,1 milhão de barris, enquanto para os outros derivados, que incluem óleo diesel, a expectativa era de crescimento em 400 mil barris.

A forte alta de gasolina e derivados indica que a demanda por combustível está baixa, mas analistas dizem que os dados são sazonais e devem ser revertidos em breve.

“Os traders de energia estão ficando otimistas de que, assim que a onda de Ômicron passar, uma grande aceleração nas viagens aéreas continuará a apoiar a perspectiva de demanda de petróleo bruto. A demanda por viagens aéreas melhorou nos Estados Unidos, mas o principal aumento na demanda virá da Europa no final do primeiro trimestre”, afirma especialista da OANDA.

O preço do contrato do petróleo WTI negociado na Nymex com entrega para fevereiro subiu 0,41%, cotado a US$ 77,85 o barril. Já o preço do contrato do Brent negociado na plataforma ICE, com entrega para março avançou 0,40%, cotado a US$ 80,80 o barril.

Informações Agência CMA

Deixe um comentário