Hermes Pardini (PARD3): lucro líquido de R$ 40,3 milhões no 4T21

LinkedIn

Hermes Pardini registrou lucro líquido de R$ 40,3 milhões no quarto trimestre do ano passado. No acumulado do ano, o lucro do Hermes Pardini foi de R$ 214 milhões, alta de 69% sobre 2020.

A receita líquida somou R$ 480,2 milhões no último trimestre, praticamente estável em relação aos R$ 480 milhões do quarto trimestre de 2020.

ebitda – lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização – encerrou dezembro em R$ 99,6 milhões, redução de 4% na base anual. A margem Ebitda foi de 20,7%, ante 21,6% em 2020. Em 2021, o Ebitda atingiu R$ 478,5 milhões, aumento de 57% na comparação com 2020.

As despesas operacionais (com vendas, gerais e administrativas e outras), como percentual da receita líquida, foi de 14,0% no 4T21, comparado com o ano anterior de 13,3%. A elevação se deu em função principalmente do aumento dos gastos com pessoal devido ao reajuste proveniente do dissidio anual, gastos com consultorias, despesas de marketing, incremento de despesas advindo das recentes aquisições (LPA, APC e IACS).

A receita bruta da companhia no quarto trimestre foi de R$ 517,7 milhões, estável na comparação com período idêntico de 2020.

No encerramento do 4T21, a Companhia apresentou dívida financeira líquida de R$64,3 milhões, representando um grau de alavancagem  de 0,1x. O nível de alavancagem da companhia, medida pela razão entre a dívida líquida e o Ebitda, ficou em 7,7 vezes, abaixo das 8,1 vezes no quarto trimestre de 2020.

Os resultados da Hermes Pardini (BOV:PARD3) referente suas operações do quarto trimestre de 2021 foram divulgados no dia 10/02/2022. Confira o Press Release completo!

Teleconferência

A Hermes Pardini pode concluir ainda neste trimestre outras duas ou três aquisições, disse o diretor executivo de finanças e relações com investidores, Camilo de Lelis, durante call para apresentar os resultados de 2021.

“As perspectivas de crescimento via aquisições continuam ótimas”, disse. “Temos várias em estudos no nosso pipeline, vamos talvez no primeiro trimestre finalizar umas duas ou três aquisições.”

“O efeito de custo de capital tem influenciado nessas aquisições. Mas temos conseguido ser bastante eficientes nas negociações e mantendo múltiplos alinhados com padrões de mercado”, disse.

Segundo Roberto Santoro, presidente executivo do grupo, a empresa continua focada na medicina diagnóstica e nos investimentos em infraestrutura. “Parte importante também é que as estratégias de [fusões e aquisições] são convergentes”, disse.

“Concluímos a maior parte da negociação em janeiro. Ainda tem alguns clientes em etapa avançada para ser implementada em fevereiro. Devemos ficar próximo da orientação do IPO, de passar pelo menos 50% do IPCA à nossa carteira de clientes. Talvez fique um pouco acima disso. Para restabelecer um grau de rentabilidade e competitividade no segmento em 2022”, disse o executivo, durante teleconferência de resultados nesta sexta-feira.

Ramos lembrou que em 2021 a empresa fez um reajuste em março, um pouco acima do IPCA de 12 meses anterior. “Mas quando pegamos o IPCA dos últimos 12 meses falamos de um patamar muito maior. Ele fez a gente antecipar o reajuste”, disse,

“Vimos nossos principais concorrentes fazendo reajuste, os nossos fornecedores também promovendo reajustes. Entendemos ser propício trazer esse assunto. Temos intenção de promover reajustes anualmente. A depender da taxa de inflação em cada ano os percentuais vão variar. Ideia é que isso se torne rotina, como é comum em diversos outros elos da cadeia”, disse.

“Em janeiro realizamos um volume muito maior (de testes de covid-19) do que o realizado em janeiro do ano passado. Em fevereiro já tivemos queda contra a média que tivemos em janeiro. Acreditamos que após o período de carnaval possamos ter crescimento novamente na busca por exames de covid”, disse, durante teleconferência para apresentar os resultados do fechamento de 2021.

“Para 2022, o nosso planejamento estratégico tem precificado um volume muito menor de testes de covid. Obviamente que em janeiro (esse volume) foi superado. Mas acreditamos que teremos em 2022 ainda algum percentual representativo do que foi realizado em 2021”, disse.

“Hoje nosso foco são três grandes perfis. Hospitais gerenciados por operadoras de saúde com perfil verticalizado, hospital com alto grau de especialização (oncologia, por exemplo) e hospitais de referência. Temos uma série de ações em prospecção em andamento”, disse.

VISÃO DO MERCADO

Itaú BBA

Itaú BBA destaca que os números de crescimento ano a ano foram afetados por uma menor demanda por testes Covid-19, que foi parcialmente compensada pela incorporação de duas aquisições no período. O banco espera uma reação neutra do mercado aos resultados.

Itaú BBA mantém recomendação market perform com preço-alvo de R$ 24,00…

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário