Ouro fecha em leve alta, beneficiado pela queda dos rendimentos dos Treasuries

LinkedIn

O contrato mais líquido do ouro fechou em leve alta nesta sexta-feira, 11, antes de tensões envolvendo uma possível invasão da Ucrânia pela Rússia agitarem os mercados. O metal precioso foi beneficiado pela queda dos rendimentos dos Treasuries – que são vistos como concorrentes do ouro em termos de ativo seguro.

Além disso, o mercado seguiu ajustando posições após a divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, enquanto aguarda sinalizações do Federal Reserve(Fed, o banco central americano) sobre o aperto monetário.

O ouro para abril, contrato mais líquido, fechou em alta de 0,25%, a US$ 1.842,10 por onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).Na semana, o metal acumulou alta de 1,90%.

Para o TD Securities, é um mistério quem é o comprador do mercado de ouro em meio a um Fed decididamente hawkish. “Não vemos evidências de comportamento de compra sustentado, sugerindo que a ação do preço poderia simplesmente ser impulsionada por uma grande compra única”, destaca em relatório enviado a clientes.

De acordo com Craig Erlam, analista da Oanda, o ouro permanece como favorito recentemente, provavelmente se beneficiando de sua reputação de hedge de inflação. No entanto, para ele, chegará um ponto em que tantos aumentos serão precificados. “Isso não quer dizer que o ouro de repente cairá, mas os ganhos podem se tornar limitados, como vimos nos últimos meses”, afirma.

Informações Estado

Deixe um comentário