O Alibaba relata o crescimento de receita mais lento desde IPO no terceiro trimestre

LinkedIn

O Alibaba (NYSE:BABA) divulgou nesta quinta-feira (24) seu crescimento de receita trimestral mais lento desde que abriu o capital e ficou abaixo das expectativas, mas a gigante chinesa de comércio eletrônico superou as estimativas dos lucros.

Veja como o Alibaba se saiu no terceiro trimestre fiscal, em comparação com as estimativas de consenso da Refinitiv:

  • Receita: 242,58 bilhões yuans (US$ 38,06 bilhões) contra 246,37 bilhões yuans estimados, um aumento de 10% em relação ao ano anterior.
  • Lucro por ação (EPS): 16,87 yuans (US$ 2,65) por ação contra 16,18 yuans por ação estimados, uma queda de 23% em relação ao ano anterior.

O crescimento de 10% da receita é a taxa de crescimento trimestral mais lenta da empresa desde sua listagem nos EUA em 2014.

O Alibaba vem enfrentando ventos contrários macroeconômicos na China, que pesaram nos negócios da gigante do comércio eletrônico. As vendas no varejo chinês permaneceram lentas no quarto trimestre, por exemplo.

Enquanto isso, as ações da empresa caíram mais de 50% no ano passado, quando a China reforçou a regulamentação do setor de tecnologia do país em áreas de antitruste à proteção de dados. No ano passado, o Alibaba foi multado em 18,23 bilhões de yuans (US$ 2,8 bilhões)  por reguladores como parte de uma investigação antitruste.

O Alibaba também é negociado na B3 através do ticker (BOV:BABA34).

O escrutínio dos gigantes de tecnologia da China continua, o que é outro fator que pesa sobre a empresa.

Os investidores estão observando algumas métricas importantes, incluindo receita de gerenciamento de clientes (CMR), receita de computação em nuvem e a orientação futura da empresa.

Analistas esperam que a receita comercial principal do Alibaba, que inclui CMR, chegue a 222 bilhões de yuans, segundo estimativas da Refinitiv.

A CMR, a maior parcela das vendas, é a receita que o Alibaba obtém de serviços como marketing que a empresa vende para comerciantes em suas plataformas de comércio eletrônico Taobao e Tmall.

Durante o trimestre de dezembro, a China teve seu festival anual de compras do Dia do Solteiro, uma extravagância de vários dias em que os varejistas oferecem grandes descontos. O Alibaba disse que o volume bruto de mercadorias (GMV) durante o período de 11 dias atingiu um recorde de 540,3 bilhões de yuans.

Mas a GMV, que é efetivamente a quantidade de dinheiro transacionada em uma plataforma, não se traduz em receita direta para o Alibaba.

A receita de computação em nuvem deve atingir 20,62 bilhões de yuans.

Deixe um comentário