Bom dia ADVFN - Petrobras anuncia o maior reajuste em 2 décadas, congresso aprova alteração no ICMS e mais

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor!  11 de março de 2022, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

📣  Confira as principais manchetes dos jornais de hoje 📰

Bolsas mundiais:  Os futuros americanos operam estáveis, enquanto os mercados europeus sobem, com investidores avaliando a alta da inflação nos EUA e uma surpresa dura do Banco Central Europeu, em meio aos desenvolvimentos da guerra na Ucrânia.

Na Ásia, as bolsas fecharam em baixa, com exceção da Bolsa de Xangai, os demais mercados da Ásia encerraram o pregão em baixa diante das incertezas e indefinições da guerra no leste europeu. Em Tóquio, o Nikkei liderou as perdas com queda de -2,05 e, em Hong Kong, o índice Hang Seng caiu -1,61%. Em Seul, a queda do Kospi chegou a -0,71% e o Taiex perdeu, em Taiwan, -0,97%. Xangai subiu +0,41% impulsionado por ações do setor médico e o Shenzhen avançou +0,56%. A China está diante de um aumento nos casos de covid, que explica as ações de empresas de medicina terem altas nas sessões de hoje.

Na Europa, os mercados operam no terreno positivo, após uma sessão de perdas ontem e uma semana de muita volatilidade. Ao mesmo tempo em que as incertezas da crise no leste do continente preocupam os investidores, os dados da indústria do Reino Unido, melhores do que o esperado, dão fôlego aos negócios. A invasão da Ucrânia pela Rússia e a subsequente sanções econômicas ocidentais contra Moscou aumentaram as pressões sobre os preços que já estavam causando preocupações aos formuladores de políticas do banco central europeu. A impressão de inflação alta reforçou as expectativas de aumentos mais agressivos nas taxas de juros. O governo da Rússia proibiu a exportação de mais de 200 produtos até o final de 2022. A lista inclui equipamentos médicos, agrícolas, elétricos e de telecomunicação, segundo o Ministério da Economia. Alguns tipos de veículos e produtos florestais, como madeira também estão na relação. Outras medidas poderão incluir a restrição de navios estrangeiros nos portos russos.

Nos Estados Unidos, Os índices futuros operam estáveis. O relatório de inflação de quinta-feira mostrou que o índice de preços ao consumidor atingiu 7,9% em fevereiro, um novo recorde de 40 anos. Isso foi um pouco acima dos 7,8% esperados para o ano, segundo estimativas da Dow Jones. O CPI ganhou 0,8% em relação ao mês anterior, acima das estimativas de 0,7% para o mês. As tensões continuaram a preocupar a situação da Ucrânia, com o presidente dos EUA, Joe Biden, esperado para pedir o fim do status da Rússia como parceiro comercial preferencial. Além disso, o Congresso aprovou uma lei de financiamento que inclui US$ 14 bilhões em ajuda à Ucrânia. O principal evento no calendário econômico é a leitura preliminar da pesquisa de confiança do consumidor da Universidade de Michigan, que deve subir para 62 de 61,7 em fevereiro.

==> Acompanhe os mercados mundiais pela ADVFN (aqui)

Os futuros internacionais de petróleo WTI estão sendo negociado na bolsa de Dalian teve alta de 3,79%, a 822,00 iuanes, o equivalente a US$ 129,91.

Bitcoin (COIN:BTCUSD) é negociado a US$ 39.106,13 (-6,11%). O ouro  é negociado a US$ 1.998,15 por onça-troy (-0,11%).

⇒ Bitcoin – Acompanhe o Mundo Cripto na ADVFN

Minério de ferro: O minério de ferro é negociado na bolsa de Dalian teve queda de 3,24%, a 807,50 iuanes, o equivalente a US$ 127,70.

Coronavírus

O mundo registra 453.526.641 casos de coronavírus e 6.030.581 mortes, confirmadas pela Universidade Johns Hopkins.

O número de pessoas que morreram por causa da pandemia de Covid-19 pode ser cerca de três vezes maior do que os números oficiais sugerem, de acordo com uma nova análise publicada na quinta-feira, 10, no The Lancet. O estudo diz que o número real de vidas perdidas pela pandemia até 31 de dezembro de 2021 estava próximo de 18 milhões. Isso supera em muito as 5,9 milhões de mortes que o estudo diz terem sido relatadas a várias fontes oficiais no mesmo período. A diferença se deve a subcontagens significativas nas estatísticas oficiais devido a relatórios atrasados ​​e incompletos e à falta de dados em dezenas de países.

Brasil

O pico da variante Ômicron levou a um recorde de casos de covid-19 em todo o mundo no início de 2022, e a queda da curva que se seguiu a ele no Brasil traz o que a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) considera uma janela de oportunidade para o controle da pandemia, que completa dois anos hoje (11). Com menos casos e internações, diminui a pressão sobre os sistemas de saúde e crescem as chances de bloquear a transmissão do vírus e a formação de novas variantes aumentando a cobertura vacinal.

Poderes

Na tentativa de conter a escalada de preços dos combustíveis, a Câmara aprovou o substitutivo do Senado para o Projeto de Lei Complementar (PLP) 11/2020, que altera a forma de cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) — arrecadado pelos estados — sobre esses produtos, além de zerar, até o fim do ano, as alíquotas de PIS e Cofins, tributos federais, incidentes no diesel e gás de cozinha. Em votação ontem à noite, a proposta foi avalizada por 414 votos contra dois. Horas antes, o PLP havia recebido a chancela, também, dos senadores, por 68 votos a um. Agora, o texto vai à sanção presidencial.

Poucas horas depois de o Senado aprovar o projeto que altera o modelo de cobrança do ICMS, imposto arrecadado pelos Estados, sobre os combustíveis, na tentativa de conter o impacto do aumento dos combustíveis na bomba, o diretor institucional do Comitê Nacional dos Secretários de Estado da Fazenda (Comsefaz) reagiu e disse que os Estados devem ir ao Supremo Tribunal Federal (STF) caso o texto avance sem alterações.

O Congresso derrubou nesta quinta-feira, 10, o veto do presidente Jair Bolsonaro ao projeto que cria um Refis (parcelamento de débitos tributários) para as micro e pequenas empresas e os microempreendedores individuais (MEIs), após um embate dentro do próprio governo entre a ala política e a equipe econômica.

Economia

Confira o Calendário de Balanços 4T21

Petrobras anunciou na quinta-feira (10) um aumento nos valores de gasolina e diesel em função da alta intensa do petróleo. A alta foi de 19% na gasolina e de 25% no diesel. Foi o maior reajuste dos combustíveis em duas décadas. O tarifaço tem tamanho parecido com o que ocorreu em maio de 2018, período em que os caminhoneiros decretaram uma greve nacional, que abalou o país. Nos 12 meses terminados no quinto mês daquele ano, o diesel acumulava elevação de 25,5%, ou seja, em apenas um dia, a Petrobras reajustou o valor do diesel quase na mesma proporção do aumento reclamado pelos caminhoneiros.

O reajuste dos combustíveis nas refinarias causou preocupação entre os caminhoneiros, afetados pela alta de 24,93% no valor do diesel. A categoria está apreensiva com os impactos na cadeia produtiva e já menciona a possibilidade de uma greve.

As projeções para a inflação deste ano já chegam a 7% (o dobro do centro da meta para este ano) por causa da alta do petróleo e dos alimentos, provocada pela guerra entre Rússia e Ucrânia. Desde o início do confronto até a última terça-feira, 8, o índice CRB, que mede a inflação global das commodities em dólar, subiu 15,2%. Há consultoria que espera alta de até 25% nos preços em dólar das matérias-primas em 2022, o que piora a inflação e amplia o esforço para conter preços. O mercado vê a taxa básica de juros, hoje em 10,75% ao ano, acima de 13% ao final do ciclo de alta, podendo chegar a 14%.

Agenda Econômica

🇧🇷 Índice IPC- Fipe (05h00)
🇧🇷 Vendas no varejo mensal e anual (09h00) ⭐️
🇧🇷 Registro Caged mensal (10h00) ⭐️
🇪🇺 BCE – Taxa de facilidade de Cedência (09h45) ⭐️
🇪🇺 BCE – Taxa de Facilidade Permanente de Depósito (09h45) ⭐️
🇪🇺 BCE – Taxa básica de juros (09h45) ⭐️
🇺🇸 Índice de preço ao consumidor mensal e anual (10h30)
🇺🇸 Pedidos de seguro-desemprego semanal (09h30) ⭐️
🇧🇷 Tesouro Nacional – Leilão de títulos (10h30) ⭐️
🇺🇸 Leilão primário de Treasuries 30 anos (15h00)
🇺🇸 Balanço orçamentário federal mensal (16h00)
Ibovespa e dólar no último pregão:

Ibovespa:  

Referência do mercado brasileiro, o ibovespa fechou a sessão em baixa de 0,21%, fechando cotado a R$ 113.663 no pregão, após um dia movimentado para o setor de combustíveis. No cenário internacional, a guerra na Ucrânia não parece estar chegando ao fim e a Rússia continua sofrendo novas sanções. A Petrobras (PETR3/PETR4) anunciou o aumento de 18,77% da gasolina e 24,93% do diesel nas refinarias. A tentativa da companhia é de diminuir o dano das fortes altas do preço do petróleo causadas por proibições internacionais impostas à Rússia. O movimento acompanha a política de paridade de preços da estatal.

💲 Carteira Mensal💲

Maiores altas do Ibovespa

GGBR4: +4,61%, a R$ 30,19
QUAL3: +4,18%, a R$ 15,19
PETR4: +3,50%, a R$ 33,70
VALE3: +3,30%, a R$ 97,30
GOAU4: +3,19%, a R$ 11,97

Maiores baixas do Ibovespa

EMBR3: -14,93%, a R$ 14,02
NTCO3: -9,30%, a R$ 21,74
BIDI11: -7,12%, a R$ 17,62
GOLL4: -4,95%, a R$ 14,01
MGLU3: -4,33%, a R$ 5,96

Na Toro, traders podem usar a plataforma Profit Pro grátis

Dólar    

dólar comercial: o dólar comercial fechou em alta de 0,11%, cotado a R$ 5,0170. Após chegar a subir mais de 1,20%, a moeda norte-americana perdeu ainda mais força com a aprovação, no Senado Federal, da conta de estabilização de preços de combustíveis, assim como a valorização global das commodities.

Juros

O DI para janeiro de 2023 tinha taxa de 13,030% de 12,905% no ajuste anterior; o DI para janeiro de 2023 projetava taxa de 12,795%, de 12,595%, o DI para janeiro de 2025 ia a 12,275%, de 12,120% antes.

Ifix   

O índice fechou a sessão em baixa de 0,01%. A mínima para o dia foi de 2.722 pontos enquanto a máxima foi de 2.729 pontos. No acumulado para março, o índice de FIIs recua 0,61% ao passo que, no ano, cai 3%. A movimentação financeira para hoje foi de R$ 198,22 milhões.

Fonte: CNN, CNBC, Infomoney, TC, G1, Agência Brasil e BDM, correio braziliense, estadão.

Deixe um comentário