ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for smarter Negocie de forma mais inteligente, não mais difícil: Libere seu potencial com nosso conjunto de ferramentas e discussões ao vivo.

BTG Pactual: com aquisição do BESA, companhia herdará ativos do grupo baiano Calmon de Sá

LinkedIn

A aquisição do Banco Econômico (BESA), em liquidação extrajudicial, pelo BTG Pactual (BOV:BPAC11) está sendo vista como um bom negócio no mercado, apurou o Broadcast.

No processo de intervenção em 1995, que culminou na liquidação extrajudicial, bens e ativos de grupo baiano comandado pelo banqueiro Calmon de Sá foram bloqueados para o ressarcimento das dividas do banco.

Em 1995, o Banco Central teria ficado com R$ 1 bilhão em ativos no processo de intervenção e reorganização do banco, para pagamento de dívidas da instituição.

O Banco Econômico, fundado em 1834 com sede em Salvador, foi uma das instituições financeiras que quebraram na esteira do Plano Real, em 1995.

Com a adoção das políticas anti-inflacionárias, que culminaram com uma forte desvalorização da moeda, o banco passou a enfrentar dificuldades. Houve uma tentativa do Grupo Ultra, Odebrecht e Mariani de salvamento do banco. Mas o Banco Central acabou intervindo na instituição, por conta de indícios de fraude e desvio de recursos para empresas para beneficiar campanhas de vários políticos brasileiros.

O banqueiro Calmon de Sá teve seus bens e contas bloqueados, com a intervenção do BC. Na ocasião da intervenção, o Econômico tinha 900 mil clientes e 276 agências.

Informações Broadcast

Deixe um comentário