Iguatemi (IGTI11): lucro líquido de R$ 82,8 milhões no 4T21, aumento de 1,1%

LinkedIn

A Iguatemi teve lucro líquido de R$ 82,888 milhões no quarto trimestre de 2021, aumento de 1,1% ante o ganho de R$ 82 milhões em igual período de 2020. Os valores referem-se aos atribuíveis aos controladores.

A receita líquida somou R$ 315,4 milhões entre outubro e dezembro do ano passado, alta de 71,1% na comparação com igual etapa de 2020. As vendas totais no trimestre atingiram R$ 12,7 bilhões em nosso portfólio, e apresentaram um crescimento de 46,1% em comparação ao mesmo período de 2020.

As vendas mesmas lojas (SSS, na sigla em inglês) subiram 27,5% no 4T21 em relação ao mesmo trimestre de 2020.

As vendas mesmas áreas (SAS) cresceram 46,1% e o desempenho das vendas mesmas lojas (SSS) foi de 34,7% no ano de 2021 versus 2020. Os aluguéis mesmas áreas (SAR) aumentaram 66%, e os aluguéis mesmas lojas (SSR) aumentaram 67,2%, se comparados ao ano de 2020.

Vale lembrar que os indicadores de aluguel são líquidos de descontos e provisões sobre aluguéis e, portanto, refletem, a decisão tomada pela Companhia de conceder descontos temporários sobre parte do repasse contratual do IGP-M.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado cresceu 14,6%, totalizando R$ 185,9 milhões. Já a margem Ebitda (Ebitda sobre receita líquida) atingiu 58,9% no período, baixa de 29,1 pontos porcentuais frente a margem registrada em 4T20.

O fluxo de caixa proveniente das operações (FFO, na sigla em inglês) totalizou R$ 122,2 milhões no 4T21, incremento de 2,1% em relação ao mesmo trimestre de 2020.

A margem FFO caiu 26,3 pontos percentuais no 4T21, para 38,9%.

O resultado financeiro líquido da Iguatemi no 4T21 foi de R$ 20,8 milhões negativos, 22,6% abaixo do valor apresentado no 4T20.

Foram investidos R$ 43 milhões no trimestre, destinados às obras da Torre Galleria, Capex de manutenção / reinvestimento dos shoppings do portfólio, bem como investimentos relacionados a projetos em andamento, expansão do Iguatemi 365 e capitalizações.

A dívida líquida da companhia ficou em R$ 1,41 bilhão no final de dezembro de 2021, um recuo de 4,6% em relação a setembro de 2021.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 2,57 vezes em dezembro/21, queda de 0,25 vez em relação ao 3T21.

Os resultados da Iguatemi (BOV:IGTI11) referentes suas operações do quarto trimestre de 2021 foram divulgados no dia 16/03/2022.

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário