Pague Menos (PGMN3): lucro líquido de R$ 26 milhões no 4T21, queda de 30,8%

LinkedIn

A Pague Menos registrou lucro líquido ajustado de R$ 26 milhões no quarto trimestre de 2021, o que representa uma redução de 30,8% em relação ao mesmo trimestre de 2020.

A receita líquida da empresa no trimestre cresceu 6,2%, totalizando R$ 1,9 bilhão. No ano, o montante ficou em R$ 7,5 bilhões, representando um avanço de 9,8% sobre 2020.

Ebitda – juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado atingiu R$ 159,0 milhões, com margem de 7,7% da receita bruta, redução de 0,4 pontos porcentuais em relação ao 4T20. A redução de margem no trimestre está relacionada principalmente a inauguração de 48 lojas no trimestre, além de pressões inflacionárias.

As vendas totalizaram R$ 2.075 milhões no quarto trimestre, crescimento de 6,1% em relação ao mesmo período do ano anterior e crescimento em mesmas lojas de 4,1%. A companhia observou uma diminuição do percentual de crescimento nas regiões Norte e Nordeste em função da forte base de comparação do 4T20.

O SSS dessas regiões foi de 3,3% no trimestre, enquanto demais regiões registraram SSS de 8,3%. Na visão acumulada em dois anos a variação foi bem menor, 17,9% no Norte e Nordeste versus 18,6% nas demais regiões. Importante destacar que teve uma reversão de tendência de vendas com forte aceleração na demanda nessas regiões a partir da segunda metade de dezembro, impulsionando o ritmo de crescimento para níveis acima da inflação.

A venda média mensal por loja no trimestre foi de R$ 604 mil, patamar levemente abaixo do observado no trimestre anterior em função da adição de 48 novas lojas no portfólio, em estágio inicial de maturação. Desconsiderando as novas lojas, a venda média mensal foi de R$ 611 mil, em linha com o trimestre anterior.

Os canais digitais atingiram 8,8% das vendas totais, 3,5 pontos porcentuais acima do mesmo período do ano anterior. O grande destaque no trimestre foi a campanha de Black Friday promovida no e-commerce, com volume recorde de vendas e atração de novos clientes, alavancando a participação digital para 13,5% das vendas no principal dia do evento.

Seguindo com o seu plano de expansão, a Pague Menos realizou a abertura de 48 novas lojas no quarto trimestre, totalizando 80 novas unidades em 2021. Ao fim do ano, a rede de farmácias somava 1.105 unidades em operação.

De acordo com a companhia, a expansão orgânica e inorgânica (aquisição da Extrafarma), combinada com o ritmo de crescimento de mesmas lojas acima da média de mercado, “posicionam a Pague Menos como um dos principais veículos para capturar o crescimento secular no setor de saúde do país, alavancado pelo rápido envelhecimento populacional”.

Os resultados da Pague Menos (BOV:PGMN3) referentes suas operações do quarto trimestre de 2021 foram divulgados no dia 09/03/2022. Confira o Press Release completo!

VISÃO DO MERCADO

Credit Suisse 

O banco suíço comentou que a empresa continuou a cumprir os compromissos do IPO, que englobam aprimoramento do canal digital (8,8% de penetração no trimestre), maior penetração de private label (6,2%), ativações de CRM, avanços nas vendas de parcerias estratégicas, entre outros.

Do lado negativo, o banco destaca que a participação de mercado da Pague Menos continua se deteriorando levemente, o que é em parte explicado pela retomada de abertura de novas lojas, ainda não suficiente para reverter essa tendência. A rentabilidade também é pressionada devido à pressão inflacionária e despesas pré-operacionais relacionadas à abertura de lojas.

Credit Suisse mantém recomendação de compra com preço-alvo é de R$ 13,00…

Itaú BBA

Analistas destacam que apesar do ganho de 0,3 pontos percentuais na margem bruta, devido a um melhor mix de produtos, gestão de fornecedores e menor índice de ruptura, a aceleração das aberturas de lojas no trimestre e o impacto da inflação levaram a uma contração de 110 pp na margem Ebitda para 3,9%.

Itaú BBA mantém recomendação de compra com preço-alvo de R$ 16,00.

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário