Eletrobras aprova pagamento de dividendos no valor total de R$ 1 bilhão

LinkedIn

A Eletrobras aprovou a proposta de pagamento de dividendos.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:ELET3) (BOV:ELET5) (BOV:ELET6) na sexta-feira (22).

O valor total é de R$ 1.340.958.487,50.

O valor total dos dividendos a serem pagos aos acionistas titulares de ações preferenciais das classes “A” e “B” de emissão da companhia é de R$ 418.427.530,44 equivalentes a R$ 1,99153557854615 por ação preferencial de classe “A” e R$ 1,49365168208243 por ação preferencial de classe “B”, na data base de 31 de dezembro de 2021.

O valor total dos dividendos a serem pagos aos acionistas titulares de ações ordinárias é de R$ 922.530.957,06 equivalentes a R$ 0,71578248571496 por ação, na data base de 31 de dezembro de 2021.

Os valores de dividendos aprovados pela assembleia serão atualizados com base na variação positiva da taxa Selic, pro rata temporis, desde 31 de dezembro de 2021 até a data do efetivo pagamento, que poderá ser realizado até 31 de dezembro de 2022.

Terão direito ao recebimento os acionistas constantes da base acionária de 22 de abril de 2022.

A partir de 25 de abril de 2022, inclusive, as ações serão negociadas “ex” direito a estes dividendos.

dividendoselet

A Eletrobras pretende divulgar os resultados do 1T22 no dia 16 de maio.

Eletrobras (ELET3): lucro líquido de R$ 610 milhões, recuo de 52%

Eletrobras teve lucro líquido de R$ 610 milhões no quarto trimestre de 2021, recuo de 52% ante o ganho de R$ 1,269 bilhão em igual período de 2020, segundo demonstrações financeiras enviadas à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Segundo a estatal, o resultado foi impactado positivamente pelo desempenho operacional da Eletrobras, com destaque para o segmento de geração. Outro destaque foi a redução do custo de Pessoal, Material, Serviços de Terceiros e Outras despesas (PMSO) em 9%.

Segundo a estatal, o resultado foi impactado positivamente pelo desempenho operacional, com destaque para o segmento de geração. Outro destaque foi a redução do custo de Pessoal, Material, Serviços de Terceiros e Outras despesas (PMSO) em 9%. Por outro lado, as provisões operacionais pesaram negativamente, merecendo destaque a Provisão para Crédito de Liquidação Duvidosa (PCLD) de R$ 1,036 bilhão referente a risco de créditos a receber, pela holding e pela Eletronorte, contra a distribuidora Amazonas Energia, provisão relativa à passivo a descoberto da Santo Antônio Energia de R$ 706 milhões (em adição à perda de R$ 697 milhões em participações societárias para a mesma Sociedade de Propósito Específico).

Informações FinanceNews

Deixe um comentário