FDA rejeita tratamento de esquizofrenia da Teva Pharmaceutical (T1EV34)

LinkedIn

A afiliada americana da Teva Pharmaceutical Industries Ltd. (NYSE:TEVA) e a MedinCell divulgaram que a Food and Drug Administration (FDA) dos EUA rejeitou sua injeção para o tratamento da esquizofrenia. As ações da TEVA negociadas na NYSE caíram 4,5% no pré-mercado de quarta-feira (20).

A Teva Pharmaceutical também é negociada na B3 através do ticker (BOV:T1EV34).

As ações T1EV34 caíram -2,1%, ou menos R$ 0,50 centavos, na manhã de quarta-feira no momento da publicação desse artigo. As ações estão com um último preço de 23,14 reais.

A empresa não divulgou o conteúdo da carta de resposta completa que recebeu do regulador. A Teva busca resolver o problema com o FDA e fornecer risperidona a pacientes americanos em breve.

A Teva apresentou o Pedido de Novo Medicamento com base nos dados da Fase 3 de dois estudos principais. Esses estudos avaliaram a eficácia e segurança da risperidona para pacientes com esquizofrenia.

Consenso de Wall Street

No início deste mês, o analista do Barclays, Balaji Prasad, elevou a classificação da Teva para Buy de Hold e elevou o preço-alvo de US$ 11 para US$ 13. O novo preço-alvo implica um potencial de alta de 27,7% em relação aos níveis atuais.

Com base em2 Buy e 4 Hold, a ação tem uma classificação de consenso de compra moderada (moderate buy). O preço-alvo médio da TEVA  de US$ 11,33 implica um potencial de alta de 11,3% em relação aos níveis atuais. As ações da empresa cresceram 22,2% até agora este ano.

Fontes: CNBC, WSJ, FX empire, FX Street, Reuters, The Street, TipRanks

Isenção de responsabilidade: A ADVFN não faz recomendações de ativos. A matéria tem cunho jornalístico.

Deixe um comentário