Petrorio: produção total de petróleo em março, atingiu 35 mil barris de óleo equivalente por dia

LinkedIn

A Petrorio divulgou a sua prévia operacional referente a março deste ano.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:PRIO3) nesta segunda-feira (11).

A companhia produziu em março, 35.000 barris de óleo equivalente por dia.

No primeiro trimestre do ano, a companhia encerrou com produção de 35.189 barris de óleo equivalente por dia.

PetroRio (PRIO3): lucro líquido de R$ 894 milhões no 4T21, alta de 32%

A PetroRio fechou o quarto trimestre com lucro líquido de R$ 894 milhões, alta de 32% na comparação com os R$ 675,8 milhões de igual período do ano anterior.

O Ebitda – juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado cresceu 166% na comparação com igual etapa de 2020, totalizando R$ 1,235 bilhão. Já a margem Ebitda ajustado alcançou 69% no 4º trimestre de 2021, alta de 17 pontos porcentuais na comparação com igual trimestre de 2020.

A receita líquida total atingiu R$ 1,7 bilhão no trimestre, dobro dos R$ 880 milhões reportados um ano antes. Em 2021, o montante ficou em R$ 4,4 bilhões, expansão de 131% sobre 2020 e o maior já registrado pela empresa.

VISÃO DO MERCADO

Bank of America 

A PetroRio teve um bom desempenho operacional no primeiro trimestre, diz o Bank of America (BofA). A produção média de petróleo entre janeiro e março foi de 35,2 mil barris de óleo equivalente por dia, alta de 2,4% na comparação anual e acima da projeção do banco americano.

Os analistas Frank McGann e Isabel Saffioti escrevem que os bons números vão resultar em um balanço de primeiro trimestre robusto, sustentado pela alta nos preços do petróleo e melhor produção em campos já existentes.

As perspectivas de longo prazo da companhia permanecem positivas, diz o banco americano, com a possível aquisição do campo Albacora e Albacora Leste, assim como a operacionalização de Wahoo, o que transformaria a companhia.

Bank of America tem recomendação de compra com preço-alvo em R$ 35,50…

BTG Pactual 

O BTG Pactual reporta que, após registrar produção recorde por três meses consecutivos, a produção da PetroRio (PRIO3) diminuiu 2% m/m em março, com menor m/m tanto em Frade quanto no cluster Polvo TBMT.

“Vemos essa volatilidade como uma parte normal do negócio de E&P, então os investidores não devem se preocupar por enquanto”, afirma o time de analistas.

Além disso, destacam que a empresa parece estar operando em níveis normalizados após lidar com “soluços” operacionais durante o 2° semestre de 2021.

“Os números do 1T22 reforçam o que tem sido um nível de produção bastante saudável, com produção trimestral recorde principalmente devido à produção de Frade, que aumentou 17% t/t após produção abaixo do ideal no 4T21”, escrevem os analistas, destacando que o cluster Polvo TBMT também contribuiu para maiores números consolidados no trimestre, uma vez que a produção continuou a crescer após o tieback.

A instituição financeira ressalta que o menor volume de vendas trimestre/trimestre deve ser mais do que compensado pelo melhor ambiente de preço do petróleo, garantindo resultados financeiros “muito fortes” para a empresa.

O BTG ressalta que a PetroRio está prestes a iniciar a 1ª fase da campanha de revitalização do Frade (1 poço produtor e 2 poços injetores) nas próximas semanas, seguida pelo desenvolvimento do campo Wahoo logo em seguida.

“Acreditamos que o primeiro é um importante gatilho para aumentar a produção do campo no curto prazo, enquanto o segundo é um ativo fundamental para o crescimento da empresa no médio prazo”, avalia o banco.

BTG Pactual mantém recomendação de compra com preço-alvo de R$ 47,00…

Deixe um comentário