Binance em negociações para aprovação regulatória na Alemanha e busca ‘ponto ideal' para lançamento na Índia

LinkedIn

A exchange de criptomoedas Binance está em negociações para obter aprovação regulatória na Alemanha, disse o fundador e CEO Changpeng “CZ” Zhao.

A Binance está recrutando pessoal de compliance para sua equipe na Alemanha e espera obter uma licença lá, disse ele em um evento em Hamburgo na quarta-feira.

“Nossa equipe está definitivamente conversando com os reguladores aqui”, disse ele.

A Binance se registrou recentemente como provedora de serviços de ativos digitais na Autorité des Marchés Financiers (AMF) na França.

Já tendo obtido aprovação para operar no Bahrein, Abu Dhabi e Dubai, a Binance voltou sua atenção para garantir licenças nos maiores marketplaces do mundo.

Uma licença na Alemanha, a maior economia da Europa, pode abrir as portas para uma maior aprovação regulatória em outras partes do continente.

Índia

A Binance está tentando ativamente “encontrar o ponto ideal para lançar sua presença local na Índia”, disse um porta-voz da Binance.

“Estamos monitorando as mudanças no ambiente regulatório local… Também estamos conversando com diferentes partes interessadas para entender a abordagem do mercado do sul da Ásia de maneira compatível”, acrescentou o porta-voz.

Uma verificação do LinkedIn mostra a Binance buscando ativamente preencher essas funções na Índia e no sul da Ásia: Chefe de Relações Governamentais APAC, Conselheiro Regulatório APAC , Chefe de Aquisição , Líder Executivo de Comunicações e Visibilidade, Líder de Comunicações e PR , Diretor de Relações Públicas APAC , Global Comms/ Gerente de relações públicas e especialista em marketing de conteúdo.

A chegada da Binance à Índia – uma nação de 1,4 bilhão com mais de 50% da população com menos de 30 anos – apesar das pressões regulatórias, como a nova lei tributária e o sufocamento das soluções de pagamento – pode ser um grande evento para o ecossistema de criptomoedas.

“Certamente a conscientização do usuário e a adoção de criptomoedas podem receber um impulso, mas pode sair pela culatra porque a Binance teria que divulgar [informações sobre o seu cliente] de varejistas indianos que podem ter usado uma bolsa indiana para negociar dinheiro na [bolsa]”, disse Siddharth Sogani, fundador e CEO da empresa de pesquisa de criptomoedas Crebaco.

O desenvolvimento ocorre depois que a Coinbase (COIN, C2OI34), a terceira maior exchange de criptomoedas do mundo em volume de negociação, lançou operações na Índia em 7 de abril, apenas para sair três dias depois, graças a problemas regulatórios que interromperam quase todo o setor.

A FTX, a segunda maior exchange de criptomoedas do mundo em volume de negociação, vem explorando a viabilidade de um lançamento na Índia, mas preocupações regulatórias suspenderam as coisas no momento, de acordo com pelo menos duas pessoas familiarizadas com o assunto.

Questionado sobre sua visão da Índia no futuro próximo, principalmente após as lutas pela Coinbase e FTX, o porta-voz da Binance disse que a Índia pode ser um grande participante de criptomoedas. “Mais de 10 crore (100 milhões) indianos possuem criptomoeda de acordo com relatórios da indústria, e podemos dizer que a adoção em massa de criptomoeda está acontecendo na Índia. Com fortes players da indústria no terreno, fazendo investimentos na indústria do país, a Índia pode tornar-se um dos centros da indústria de criptomoedas”, disse o porta-voz.

De acordo com especialistas em políticas na Índia, nem a Binance nem a FTX provavelmente virão para a Índia até que o ambiente regulatório melhore, principalmente após o lançamento conturbado da Coinbase.

Vivan Sharan, especialista em tecnologia e políticas que já trabalhou com o governo no passado, disse que as exchanges globais de criptomoedas podem ser ótimas para a Índia.

“A Índia [não deve] ver os investimentos das exchanges globais de criptomoedas como uma força disruptiva”, disse Sharan. “Em vez disso, deve considerá-los uma oportunidade econômica que pode ser aproveitada por meio de regulamentação. As exchanges são nós importantes na Web 3 e podem ser facilmente estimuladas para ajudar a mitigar os tipos de riscos que o ecossistema de criptomoedas está recebendo críticas nos dias de hoje.”

Com informações de CoinDesk

Deixe um comentário