Block, Blockstream e Tesla fazem parceria para criar fazenda de mineração de BTC com energia sustentável

LinkedIn
Tanto a Blockstream quanto a Block – liderada por Jack Dorsey – investiram US$ 6 milhões cada para financiar a operação. No entanto, a Blockstream sozinha está supervisionando o projeto geral e fornecendo a infraestrutura de mineração. Também levantou cerca de US$ 40 milhões para o projeto por meio de um token negociado na Bitfinex.O CEO da Blockstream, Adam Back, comentou sobre esta iniciativa e disse:

“Este é um passo para provar nossa tese de que a mineração de Bitcoin pode financiar infraestrutura de energia de emissão zero e construir crescimento econômico para o futuro.”

A estação está atualmente em fase de construção e deve terminar até o final de 2022.

A Tesla e a Block também são negociadas na B3 através dos tickers (BOV:TSLA34) e (BOV:S2QU34), respectivamente.

Megapacks

Os primeiros quatro megapacks já chegaram ao local de mineração, de acordo com a conta do Twitter da Blockstream.

Megapacks são fabricados pela Tesla e se comportam como baterias gigantes armazenando energia solar. Eles ainda não são muito populares, pois não estão prontos para uso público em geral. A estação de mineração no Texas será a primeira a usar Megapacks como fonte de energia.

No total, a Tesla fornecerá uma fazenda solar de 3,8 megawatts para produzir energia e um sistema de megapack de 12 megawatts-hora para armazená-la. Essa combinação é suficiente para executar 30 petahashes por segundo de poder de computação usando apenas energia solar.

Os quatro megapacks que chegaram são suficientes para armazenar quase 5,2 megawatts-hora de energia e custam cerca de US$ 6 milhões.

Tesla apoia a mineração verde

Em junho de 2021, os preços do Bitcoin dispararam um pouco quando Elon Musk disse que a empresa aceitará pagamentos em Bitcoin para carros da Tesla.

No entanto, Musk mudou de ideia rapidamente devido ao impacto ecológico preocupante da mineração de Bitcoin. Ele tuitou:

Um relatório do Bitcoin Mining Council confirmou recentemente que 58,4% da mineração de Bitcoin é feita por meio de energia sustentável a partir do primeiro trimestre. O uso de energia renovável na mineração aumentou cerca de 59% anualmente entre o primeiro trimestre de 2022 e o primeiro trimestre de 2021.

No entanto, Musk não reconheceu publicamente esses resultados ou recuperou sua decisão de parar de aceitar pagamentos em Bitcoin para carros da Tesla.

A Tesla comprou US$ 1,5 bilhão em BTC em fevereiro passado e vendeu US$ 272 milhões em BTC (BINA:BTCUSDT) no mês seguinte para fornecer liquidez. De acordo com o último relatório trimestral da Tesla, ela tem US$ 1,26 bilhão investidos em ativos digitais.

Com informações de CryptoSlate

Deixe um comentário