Eletrobras submeteu à CVM pedido de registro da oferta pública de distribuição primária de ações ON, na CVM e na SEC

LinkedIn

A Eletrobras submeteu à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) pedido de registro automático da oferta pública de distribuição primária de ações ordinárias, inclusive sob a forma de American Depositary Shares (ADS), representados por American Depositary Receipts (ADR), que resultará na privatização da companhia, na CVM e na Securities and Exchange Comission, conforme antecipou o Broadcast.

O fato relevante foi feito pela companhia (BOV:ELET3) (BOV:ELET5) (BOV:ELET6) nesta sexta-feira (27).

O processo global envolve uma oferta primária inicialmente de 627.675.340 novas ações e secundária de 69.801.516 ações do acionista controlador, a União. A fatia primária será ainda ofertada no formato de American Depositary Receipts (ADS) para atender os investidores estrangeiros. O fechamento do bookbuilding, que fixará o preço da ação, está previsto para 9 de junho.

A expectativa é que a oferta da Eletrobras envolva R$ 30 bilhões no total. A oferta da Eletrobras tem como coordenadores líderes o BTG Pactual, o Bank of America, Itaú BBA, Goldman Sachs e XP Investimentos. Participam ainda do sindicato, mas não como líderes, o Bradesco BBI, Caixa Econômica Federal, Citi, Credit Suisse, JP Morgan, Morgan Stanley e Safra.

Informações Broadcast

Deixe um comentário