Ouro fecha em alta, impulsionado especialmente pela desvalorização do dólar

LinkedIn

O contrato mais líquido do ouro fechou em alta nesta segunda-feira, 23, em uma continuidade na recuperação dos preços do metal, que vem sendo impulsionado especialmente pela desvalorização do dólar. A perda de força da moeda americana, na qual a commodity é cotada, vem ocorrendo em um cenário de maior apetite por risco de investidores e sinalização de aperto monetário de outros bancos centrais além do Federal Reserve (Fed).

Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para junho encerrou a sessão em alta de 0,31%, a US$ 1.847,8 a onça-troy.

O ouro continua o movimento de recuperação que começou na quinta-feira passada. Com uma alta de apenas 2%, o ouro não apenas encerrou uma série de perdas de quatro semanas na semana passada, mas também registrou seu maior ganho semanal desde o início de março, aponta o Commerzbank, que justifica que o metal está encontrando apoio do dólar mais fraco.

Uma das principais valorização hoje foi do euro. A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, abriu o caminho para mais aumentos de juros em direção à chamada taxa neutra. “Se virmos a inflação se estabilizando em 2% no médio prazo, uma progressiva normalização adicional das taxas de juros no sentido da taxa neutra será apropriada”, afirmou.

Informações Estado

Deixe um comentário