Senadores dos EUA pressionam CEO da Meta Platforms para combater fraudes de criptomoedas

LinkedIn

Seis membros democratas do Comitê Bancário do Senado enviaram uma carta ao CEO da Meta Platforms (NASDAQ:META), Mark Zuckerberg, perguntando o que a empresa está fazendo para combater golpes de criptomoeda em suas plataformas Facebook, Instagram e WhatsApp.

A Meta Platforms Inc também é negociada na B3 através do ticker (BOV:M1TA34).

O grupo de senadores é liderado por Bob Menendez, de Nova Jersey, e inclui Sherrod Brown, de Ohio, presidente do Comitê Bancário, e Elizabeth Warren, de Massachusetts.

“De 1º de janeiro de 2021 a 31 de março de 2022, 49% dos relatórios de fraude à FTC [Federal Trade Commission] envolvendo criptomoedas especificaram que o golpe se originou nas mídias sociais”, escreveu o grupo, observando que os golpes custam aos consumidores um total de US$ 417 milhões.

“Embora os golpes de criptomoedas sejam predominantes nas mídias sociais, vários sites da Meta são locais de caça particularmente populares para golpistas”, acrescentaram os senadores.

O grupo quer que o Meta descreva suas políticas atuais para encontrar e remover proativamente golpistas de criptomoedas, descreva seus procedimentos para verificar se os anúncios de criptomoedas em suas plataformas não são fraudes e diga até que ponto colabora com as autoridades para rastrear fraudadores.

Com informações de CoinDesk

Deixe um comentário