ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for tools Aumente o nível de sua negociação com nossas ferramentas poderosas e insights em tempo real, tudo em um só lugar.

Toyota sofre queda nas ações após inspeção do Ministério dos Transportes e recall de 1,1 milhão de veículos

LinkedIn

Na quinta-feira (21), as ações da Toyota Motor (NYSE:TM) enfrentaram uma queda quando o Ministério dos Transportes do Japão conduziu uma inspeção em uma de suas subsidiárias, abordando questões de segurança com raízes que se estendem por décadas. Além disso, a maior montadora do Japão anunciou um recall de 1,1 milhão de veículos separadamente.

A Toyota Motor também é negociada na B3 através da BDR (BOV:TMCO34).

No fechamento do Japão, as ações da Toyota caíram 4,0%, ficando abaixo da média de referência Nikkei, que registrou uma queda de 1,6%.

No dia anterior, a unidade de carros pequenos da Toyota, a Daihatsu Motor, surpreendeu ao anunciar a suspensão indefinida de todas as remessas de seus veículos, após a descoberta de mais irregularidades nas inspeções de segurança.

Um comitê independente identificou problemas em 64 modelos, incluindo quase duas dezenas vendidos sob a marca Toyota. A investigação do painel foi iniciada após a revelação, em abril, de que a montadora havia manipulado testes de segurança em colisões laterais realizados em 88 mil carros pequenos.

A Daihatsu não indicou quando retomará as remessas, alertando que o impacto nos lucros será substancial.

Analistas avaliam que o impacto nos lucros da Toyota provavelmente será limitado devido ao tamanho da controladora. Por exemplo, uma suspensão de um mês na produção representaria 120 mil veículos e resultaria em uma redução de receita de 240 bilhões de ienes (US$ 1,68 bilhão) para a Toyota, conforme destacado por Masataka Kunugimoto, analista automotivo da Nomura, em seu relatório.

Entretanto, os principais impactos podem ser sentidos pelos fornecedores da Daihatsu, uma vez que sua cadeia de suprimentos no Japão abrange 8.316 empresas com vendas anuais de 2,21 trilhões de ienes para a Daihatsu, de acordo com o relatório do Teikoku Databank.

A infração cometida pela Daihatsu gerou críticas do governo, que está considerando sanções administrativas, incluindo a revogação da certificação de produção da Daihatsu, dependendo dos resultados de sua investigação. O Ministério dos Transportes classificou o incidente como “extremamente lamentável” e prejudicial à confiança dos usuários de automóveis e ao sistema de certificação automotiva.

A Daihatsu afirmou que considerará oferecer apoio financeiro e indenizações a seus fornecedores.

Em outra frente, a Toyota anunciou um recall global de 1,12 milhão de veículos, principalmente nos Estados Unidos, para resolver problemas com um sensor defeituoso que poderia afetar o funcionamento dos airbags conforme o planejado.

Deixe um comentário