ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for pro Negocie como um profissional: Aproveite discussões em tempo real e ideias que movimentam o mercado para superar a concorrência.

Força aérea dos EUA penaliza United Launch Alliance por atrasos em lançamentos de satélites militares

LinkedIn

A Força Aérea dos EUA anunciou penalidades financeiras à United Launch Alliance (ULA), uma joint venture entre a Lockheed Martin Corp. (NYSE:LMT) e a Boeing Co. (NYSE:BA), devido a atrasos no lançamento de dois satélites militares este ano. Em comunicado, a Força Aérea afirmou que a ULA está sendo responsabilizada conforme os termos de seu contrato, mas não revelou o valor das taxas de adiamento, indicando que são determinadas por diversos fatores, incluindo a duração dos atrasos.

A Lockheed Martin e a Boeing também são negociadas na B3 através das BDRs (BOV:LMTB34) e (BOV:BOEI34), respectivamente.

Os atrasos estão relacionados ao segundo lançamento do novo foguete Vulcan, movido pelo motor BE-4 da Blue Origin LLC, de Jeff Bezos, que substitui o motor russo RD-180. Após anos de adiamentos, o Vulcan realizou seu primeiro voo em janeiro.

De acordo com as regras de certificação da Força Espacial, um segundo voo bem-sucedido é necessário para aprovar o foguete para missões sensíveis do governo. A ULA compete diretamente com a SpaceX de Elon Musk.

Para que essas missões cruciais cheguem à órbita, a ULA precisa concluir a certificação, conforme enfatizado pela Força Aérea. Inicialmente, o primeiro lançamento espacial de segurança nacional da ULA, um novo satélite de navegação, estava previsto para janeiro, mas foi remarcado para outubro devido aos atrasos. Além disso, o lançamento de um sétimo novo satélite GPS-III, programado para o próximo mês, foi adiado para janeiro de 2025.

A United Launch Alliance declarou que seu cliente, Sierra Space Corp., solicitou uma janela de lançamento em setembro, e a ULA espera realizar a missão antes de 1º de outubro. A empresa também indicou ter planos alternativos caso seu cliente não esteja pronto para o voo.

(Crédito de imagem: Divulgação/United Launch Alliance)

Deixe um comentário