ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for default Cadastre-se gratuitamente para obter cotações em tempo real, gráficos interativos, fluxo de opções ao vivo e muito mais.

Em uma semana curta nos EUA, o foco volta para falas do Fed e decisão do BoE

LinkedIn

Bem-vindo à sua leitura matinal de três minutos de como os mercados estão reagindo ao redor do mundo nesta manhã.

ÁSIA: Os principais mercados da Ásia fecharam em baixa na segunda-feira, enquanto a região avaliava os dados econômicos provenientes da China.

As vendas no varejo da segunda maior economia do mundo superaram as expectativas em maio, subindo 3,7% em comparação com o ano anterior, superando as expectativas de um aumento de 3% dos economistas, no entanto, outras métricas econômicas, como a produção industrial e o investimento em ativos fixos, ficaram aquém das previsões. A produção industrial cresceu 5,6% em termos anuais, em comparação com o aumento esperado de 6%, enquanto o investimento em ativos fixos aumentou 4% em relação à maio passado, um pouco abaixo dos 4,2% previstos pela pesquisa da Reuters. A taxa de desemprego urbano manteve-se estável em 5% em maio, inalterada em relação a abril e 0,2 pontos percentuais inferior à de Maio do ano passado.

Separadamente, o Banco Popular da China manteve a sua taxa de empréstimo de médio prazo de um ano em 2,5% em empréstimos, como esperado. O banco central também injetou 4 bilhões de yuans por meio de operações de recompra reversa de sete dias e manteve a taxa de juros de sete dias estável em 1,8%.

O índice Hang Seng de Hong Kong caiu 0,03%, em 17.936,12 pontos após anúncio dos dados, enquanto na China continental, o CSI 300, que agrupa ações das maiores blue chips de Xangai e Shenzhen, fechou em queda de 0,15%, em 3.536,20 pontos.

O Nikkei do Japão caiu 1,83%, arrastado pelas ações de energia e imobiliário, fechando em 38.102,44, seu nível mais baixo em junho.

O Kospi da Coreia do Sul caiu 0,52% para 2.744,10 pontos.

O S&P/ASX 200 da Austrália caiu 0,31% e fechou em 7.700,30 pontos, antes da decisão da taxa do Banco Central da Austrália na terça-feira, com ações de empresas de tecnologia, energia e industriais liderando as perdas. As mineradoras BHP, Fortescue Metals e Rio Tinto recuaram 1,3%, 1% e 1,6%, respectivamente. As petrolíferas Santos e Woodside Energy sucumbiram 1,2% cada.

EUROPA: Os mercados europeus caem na segunda-feira, à medida que o sentimento negativo retornou, enquanto os investidores aguardam a decisão sobre a taxa de juros do Banco da Inglaterra na quinta-feira.

Espera-se que o BoE mantenha as taxas estáveis ​​em 5,25%, com a maioria dos economistas prevendo um corte em agosto.

A inflação italiana subiu ligeiramente em maio, aumentando 0,2% em relação ao mês anterior, segundo dados da agência oficial de estatísticas ISTAT na segunda-feira. O índice de preços ao consumidor (IPC) subiu 0,8% numa base anual.

O alemão DAX 30 cai 0,1% e o francês CAC 40 avança 0,1%.

Em Londres, o FTSE 100 cai 0,1%. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American cai 1,1%, Antofagasta perde 0,6%, enquanto as gigantes BHP e Rio Tinto afundam 1,7% cada. A petrolífera BP cai 0,2%.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA operam em ligeira baixa na manhã de segunda-feira, abrindo uma semana encurtada pelo feriado de Juneteenth (oficialmente chamado de Juneteenth National Independence Day ou historicamente como Jubilee Day, Emancipation Day, Freedom Day ou Black Independence Day) e é comemorado em 19 de junho.

Na semana passada, o Dow caiu 0,15% na sexta-feira, fechando em 38.589,16 pontos, enquanto o S&P 500 caiu 0,04%, em 5.431,60 pontos e o Nasdaq Composite
obteve um ganho de 0,12%, renovando seu recorde pela quinta sessão consecutiva, em 17.693,43 pontos.

No semanal, os principais índices tiveram fechamento mistos, com o Dow registrando sua terceira semana de perdas em quatro, enquanto o S&P 500 e o Nasdaq registraram sua sétima semana de alta nas últimas oito, impulsionados pela recente recuperação no setor de tecnologia.

Os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA sobem na segunda-feira, após comentários do presidente do Federal Reserve de Minneapolis, Neel Kashkari, indicando que o banco central não pode cortar as taxas até dezembro. Os rendimentos e os preços movem-se em direções opostas.

Em entrevista no domingo, Kashkari que era uma “previsão razoável” de que o Fed não cortaria as taxas de juro até dezembro, acrescentando que eram necessárias mais provas “para nos convencer de que a inflação está a caminho” de volta para 2%” e “isso realmente vai depender dos dados”. “Estamos numa posição muito boa neste momento para aproveitar o nosso tempo, para obter mais dados sobre a inflação, obter mais dados sobre a economia, sobre o mercado de trabalho, antes de termos de tomar qualquer decisão (…) mas, se haver um corte, é porque a mediana indicou e que provavelmente ocorrerá no final do ano”.

Na semana passada, o índice de preços ao produtor, uma pesquisa de inflação a nível atacadista, ficou abaixo do esperado para maio, aumentando as esperanças de um corte nas taxas da Fed e fazendo com que os rendimentos do Tesouro caíssem. O banco central optou por manter as taxas estáveis ​​entre 5,25% e 5,50% na semana passada e indicou que apenas um corte nas taxas ocorreria este ano.

Algumas corretoras, incluindo o Goldman Sachs, estão mais otimistas com os mercados de ações. Estrategistas do do banco elevaram sua meta para o fim de ano de 5.200 para 5.600 pontos, tanto porque as estimativas de lucro se mantiveram melhores do que o previsto quanto por causa do múltiplo preço-lucro maior para as empresas de tecnologia de megacapitalização. Estrategistas da Evercore elevaram sua meta de 4.750 para 6.000 pontos, citando a persistência da exuberância da IA.

Entre os principais dados econômicos que serão divulgados esta semana incluem os números das vendas no varejo de maio, esperados para a terça-feira, enquanto os dados sobre vendas de casas e início de moradias serão divulgados mais para o final da semana.

Na agenda de hoje, está prevista a divulgação do Índice de Manufatura do Empire State às 9h30.

CRIPTOMOEDAS:
Bitcoin: -1,15% US $ 65.926,40
Etereum: -1,32% US $ 3.521,32

ÍNDICES FUTUROS – 7h20:
Dow: -0,24%
S&P 500: -0,09%
NASDAQ: +0,15%

COMMODITIES:
MinFe: -1,63%
Bent: -0,11%
WTI: -0,14%
Soja: -1,18%
Ouro: -0,59%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Deixe um comentário