ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for tools Aumente o nível de sua negociação com nossas ferramentas poderosas e insights em tempo real, tudo em um só lugar.

Futuros dos EUA operam estáveis em um pregão encurtado, antes do feriado de amanhã

LinkedIn

Bem-vindo à sua leitura matinal de três minutos de como os mercados estão reagindo ao redor do mundo nesta manhã.

ÁSIA: Os principais mercados da Ásia fecharam majoritariamente em alta na quarta-feira, seguindo a ânimo em Wall Street, enquanto os investidores avaliavam uma série de dados da região.

O au Jibun Bank relatou que o índice composto de gerentes de compras do Japão caiu para 49,7 em junho, uma queda acentuada em relação aos 52,6 do mês anterior. Isso sinaliza uma redução na atividade do setor privado japonês pela primeira vez em sete meses. O banco observou que uma ligeira redução na atividade de serviços, o primeiro declínio desde agosto de 2022, superou um aumento marginal na produção industrial no mês. O Nikkei do Japão subiu 1,26% e encerrou o dia em 40.580,76 pontos, estendendo sua corrida acima da marca de 40.000 pontos.

Separadamente, o índice de gerentes de compras de serviços da Caixin mostrou que o setor de serviços da China expandiu pelo 18º mês consecutivo, embora tenha sido em seu ritmo mais lento desde outubro de 2023. O PMI foi de 51,2 em junho, abaixo dos 54,0 do mês anterior. O CSI 300 da China Continental, que agrupa ações das maiores blue chips de Xangai e Shenzhen, fechou em queda de 0,24%, a 3463,41 pontos. O índice Hang Seng de Hong Kong subiu 1,28%, em 17.996,50 pontos, impulsionado por ações imobiliárias.

O Kospi da Coreia do Sul subiu 0,47% para fechar em 2.794,01 pontos.

O S&P/ASX 200 da Austrália terminou o dia em alta de 0,28%, em 7.739,90 pontos, com sete dos 11 setores negociando no verde. O setor de mineração estava entre os setores mais fortes da bolsa local, com os pesos-pesados do minério de ferro BHP, Fortescue e Rio Tinto subindo 1,1%, 1,6% e 1,2%, respectivamente. Em sentido contrário, no setor de energia, Santos caiu 0,6% e Woodside recuou 0,3%.

EUROPA: As bolsas europeias operam em alta na quarta-feira, com o sentimento permanecendo tenso antes de duas eleições importantes.

Os investidores estão se preparando para duas eleições parlamentares, com o Reino Unido indo às urnas na quinta-feira, seguido pela França no domingo. Pesquisas sugerem uma vitória para o Partido Trabalhista de centro-esquerda, de oposição do Reino Unido, um resultado que analistas dizem que será favoravel para os mercados, enquanto a eleição francesa está atolado em incertezas.

Após um desempenho negativo na semana passada, o índice pan-europeu Stoxx 600 tem operado instável em julho. O índice negocia 1,3% mais alto no final da sessão matinal de hoje, com a maioria dos setores no verde. Os mercados regionais fecharam em baixa na terça-feira, após os últimos dados da inflação da zona do euro mostrarem que os preços na zona do euro caíram para 2,5% em junho, em linha com as expectativas dos economistas consultados pela Reuters.

O alemão DAX 30 sobe 1% e o francês CAC 40 avança 1,5%.

Em Londres, o FTSE 100 sobe 0,6%. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American sobe 0,1%, Antofagasta soma 2% de alta, enquanto as gigantes BHP e Rio Tinto avançam 1,9% e 2,4%, respectivamente. A petrolífera BP cai 0,4%.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA negociam ligeiramente acima da linha plana na manhã de quarta-feira, após o S&P 500 fechar acima dos 5.500 pontos pela primeira vez.

Durante a sessão regular de negociação de terça-feira, o índice S&P 500 subiu 0,62%, fechando em 5.509,01 pontos, enquanto o Nasdaq Composite avançou 0,84%, para fechar em 18.029,18 pontos, também em um recorde. O Dow Jones de 30 ações subiu 0,41%, em 39.331,85 pontos.

À medida que as bolsas continuam a subir, cresce as preocupações em Wall Street de que o rali não seja sustentável por muito tempo. A questão de quando o Federal Reserve começará a cortar as taxas também está pesando sobre os investidores. Falando em um fórum de bancos centrais na terça-feira, o presidente do Fed, Jerome Powell, disse que embora o Fed tenha feito progressos na redução da inflação, ele não está totalmente pronto para reduzir as taxas.

Os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA operam estáveis ​​na quarta-feira, enquanto os investidores aguardam dados importantes e assimilam os comentários do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell. Rendimentos e preços têm uma relação inversa.

Powell disse na terça-feira que progressos estão sendo feitos na inflação. Leituras recentes indicaram que “estamos voltando ao caminho desinflacionário”, disse ele. No entanto, ele também disse que o Fed quer ver mais antes de começar a cortar as taxas. “Queremos estar mais confiantes de que a inflação está se movendo de forma sustentável para baixo em direção ao alvo de 2% antes de começarmos o processo de redução ou afrouxamento da política monetária”, disse Powell, ecoando o sentimento expresso por muitos formuladores de políticas nos últimos meses.

Vários dados econômicos estão programados para serem divulgados na quarta-feira antes do feriado de 4 de julho. O relatório de folhas de pagamento privadas da ADP sairá às 9h15. O Pedidos de Desemprego e a balança comercial sairá às 9h30. Os “insights” sobre o setor de serviços na forma do PMI de serviços oficial será divulgado às 10h45, enquanto a versão do ISM sairá às 11h00. No período da tarde, a ata da reunião de junho do Comitê Federal de Mercado Aberto, que define políticas, será divulgada às 15h00. Os investidores estarão observando atentamente em busca de pistas sobre o pensamento e as expectativas dos formuladores de políticas em relação à inflação e à política monetária.

Isso vem antes do relatório de empregos de junho na sexta-feira, que inclui folhas de pagamento não agrícolas e a taxa de desemprego do mês. Os números podem indicar se a economia está esfriando e, portanto, como pode ser o caminho à frente para as taxas de juros.

A Bolsa de Valores de Nova York fecha mais cedo, às 12h00 na quarta-feira e ficará fechada na quinta-feira por conta do Dia da Independência.

CRIPTOMOEDAS:
Bitcoin: -3,77% US $ 60.342,20
Etereum: -4,11% US $ 3.309,45

ÍNDICES FUTUROS – 7h20:
Dow: +0,15%
S&P 500: +0,07%
NASDAQ: +0,02%

COMMODITIES:
MinFe: +2,55%
Bent: +0,14%
WTI: +0,08%
Soja: +0,54%
Ouro: +0,93%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Deixe um comentário