Importações Brasileiras em Fevereiro de 2015

 

Importação por Categoria de Uso - Valor Total

As importações brasileiras somaram US$ 14,934 bilhões no segundo mês do ano, alcançando o quinto maior valor para meses de fevereiro desde o início da série histórica apurada pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Este, porém, também foi o menor valor de bens e serviços exportados para um mês de fevereiro desde 2010.

Balança Comercial: valor total das importações brasileiras diminui no segundo mês de 2015

CATEGORIA DE USO FEVEREIRO 2015 FEVEREIRO 2014 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 14.934 100,00 18.062 100,00 -17,32
       Bens de Capital 3.009 20,15 3.635 20,12 -17,22
       Bens de Consumo 2.638 17,66 3.145 17,41 -16,12
           Não Duráveis 1.364 9,13 1.482 8,20 -7,96
           Duráveis 1.274 8,53 1.663 9,21 -23,39
               Automóvel 402 2,69 503 2,78 -20,08
       Combustíveis e Lubrificantes 2.580 17,28 3.598 19,92 -28,29
           Petróleo 893 5,98 1.616 8,95 -44,74
       Matérias-Primas 6.707 44,91 7.684 42,54 -12,71

Na comparação com fevereiro de 2014 e janeiro de 2015, as importações brasileiras diminuiram, respectivamente, 17,32% e 11,51%. Comparando com o mesmo mês do ano anterior, todos os tipos de produtos registraram retração no valor total de transações, com destaque para as matérias-primas, que mais uma vez concentraram a maior parte das compras oriundas do exterior (44,91%). Já em relação ao mês anterior, algumas categorias de produtos registraram aumento do valor total importado, tais como os automóveis e os combustíveis.

CATEGORIA DE USO FEVEREIRO 2015 JANEIRO 2015 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 14.934 100,00 16.877 100,00 -11,51
       Bens de Capital 3.009 20,15 4.063 24,07 -25,94
       Bens de Consumo 2.638 17,66 2.840 16,83 -7,11
           Não Duráveis 1.364 9,13 1.429 8,47 -4,55
           Duráveis 1.274 8,53 1.411 8,36 -9,71
               Automóvel 402 2,69 355 2,10 13,24
       Combustíveis e Lubrificantes 2.580 17,28 2.261 13,40 14,11
           Petróleo 893 5,98 190 1,13 370,00
       Matérias-Primas 6.707 44,91 7.713 45,70 -13,04

 

Importação por Categoria de Uso - Valor Médio por Dia Útil

Considerando apenas os dezoito dias úteis do mês, o país importou, em média, US$ 829,7 milhões por dia em fevereiro de 2015. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, que teve vinte dias úteis, houve retração de importação em quase todas as categorias de produtos, com grande destaque para a compra de petróleo, que diminuiu 38,60%. A única categoria de uso que registrou aumento das importações na comparação anual foi a de bens de consumo não duráveis (2,26%).

CATEGORIA DE USO FEVEREIRO 2015 FEVEREIRO 2014 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 829,7 100,00 903,1 100,00 -8,13
       Bens de Capital 167,2 20,15 181,8 20,12 -8,02
       Bens de Consumo 146,6 17,66 157,3 17,41 -6,80
           Não Duráveis 75,8 9,13 74,1 8,20 2,26
           Duráveis 70,8 8,53 83,2 9,21 -14,88
               Automóvel 22,3 2,69 25,2 2,78 -11,20
       Combustíveis e Lubrificantes 143,3 17,28 179,9 19,92 -20,33
           Petróleo 49,6 5,98 80,8 8,95 -38,60
       Matérias-Primas 372,6 44,91 384,2 42,54 -3,02

Já na comparação com janeiro de 2015, apenas a categoria de bens de capital registrou retração na importação diária de produtos (-13,60%). Outro grande destaque foi a queda na importação diária de automóveis (-35,77%), em detrimento ao aumento da importação de petróleo, que subiu 448,33% de um mês para o outro.

CATEGORIA DE USO FEVEREIRO 2015 JANEIRO 2015 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 829,7 100,00 803,7 100,00 3,24
       Bens de Capital 167,2 20,15 193,5 24,07 -13,60
       Bens de Consumo 146,6 17,66 135,2 16,83 8,37
           Não Duráveis 75,8 9,13 68,0 8,47 11,36
           Duráveis 70,8 8,53 67,2 8,36 5,34
               Automóvel 22,3 2,69 16,9 2,10 32,11
       Combustíveis e Lubrificantes 143,3 17,28 107,7 13,40 33,13
           Petróleo 49,6 5,98 9,0 1,13 448,33
       Matérias-Primas 372,6 44,91 367,3 45,70 1,45

 

Importação por Mercado Fornecedor - Valor Total

A Ásia continua sendo o principal fornecedor de produtos para o Brasil. No segundo mês do ano, 34,69% do valor total das compras brasileiras oriundas do exterior vieram do continente asiático, com grande destaque para a China, que contribuiu com 18,54% deste total. 

Brasil comprou menos dos principais blocos econômicos em fevereiro de 2015

MERCADO FORNECEDOR FEVEREIRO 2015 FEVEREIRO 2014 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 14.934 100,00 18.062 100,00 -17,32
       Ásia 5.181 34,69 5.749 31,83 -9,88
           China 2.769 18,54 2.977 16,48 -6,99
       América Latina e Caribe 3.008 20,14 3.697 20,47 -18,64
           Mercosul 2.274 15,23 2.959 16,38 -23,15
               Argentina 1105 7,40 1471 8,14 -24,88
           Demais América Latina e Caribe 814 5,45 1.094 6,06 -25,59
       União Européia 1.169 7,83 1.488 8,24 -21,44
       Estados Unidos e Porto Rico 2.019 13,52 2.872 15,90 -29,70
       Oriente Médio 1124 7,53 1289 7,14 -12,80
       África 478 3,20 630 3,49 -24,13
       Europa Oriental 248 1,66 181 1,00 37,02
       Outros 602 4,03 685 3,79 -12,12

Na comparação com fevereiro de 2014, todos os principais blocos econômicos registraram decréscimo de vendas para o mercado brasileiro. Apenas as importações oriundas da Europa Oriental registraram crescimento (37,02%) entre fevereiro de 2015 e o mesmo mês do ano anterior. Já na comparação com janeiro de 2015, houve crescimento das compras vindas de mercados de menor relevância, tais como Oriente Médio e África.

MERCADO FORNECEDOR FEVEREIRO 2015 JANEIRO 2015 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 14.934 100,00 16.877 100,00 -11,51
       Ásia 5.181 34,69 6.452 38,23 -19,70
           China 2.769 18,54 3.703 21,94 -25,22
       América Latina e Caribe 3.008 20,14 3.393 20,10 -11,35
           Mercosul 2.274 15,23 2.574 15,25 -11,66
               Argentina 1.105 7,40 1009 5,98 9,51
           Demais América Latina e Caribe 814 5,45 783 4,64 3,96
       União Européia 1.169 7,83 1.565 9,27 -25,30
       Estados Unidos e Porto Rico 2.019 13,52 2.542 15,06 -20,57
       Oriente Médio 1.124 7,53 529 3,13 112,48
       África 478 3,20 252 1,49 89,68
       Europa Oriental 248 1,66 259 1,53 -4,25
       Outros 602 4,03 875 5,18 -31,20

 

Importação por Mercado Fornecedor - Valor Médio por Dia Útil

Pela média diária, as importações de fevereiro oriundas da China, maior fornecedora individual de produtos para o Brasil, registraram alta de 3,35% na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Já as importações vindas dos Estados Unidos, outro importante parceiro comercial brasileiro, decresceram 21,89% entre fevereiro de 2015 e fevereiro de 2014.

MERCADO FORNECEDOR FEVEREIRO 2015 FEVEREIRO 2014 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 829,7 100,00 903,1 100,00 -8,13
       Ásia 287,8 34,69 287,5 31,83 0,13
           China 153,8 18,54 148,9 16,48 3,35
       América Latina e Caribe 167,1 20,14 184,9 20,47 -9,60
           Mercosul 126,3 15,23 148,0 16,38 -14,61
               Argentina 61,4 7,40 73,6 8,14 -16,53
           Demais América Latina e Caribe 45,2 5,45 54,7 6,06 -17,33
       União Européia 64,9 7,83 74,4 8,24 -12,71
       Estados Unidos e Porto Rico 112,2 13,52 143,6 15,90 -21,89
       Oriente Médio 62,4 7,53 64,5 7,14 -3,11
       África 26,6 3,20 31,5 3,49 -15,70
       Europa Oriental 13,8 1,66 9,1 1,00 52,24
       Outros 33,4 4,03 34,3 3,79 -2,35

Na comparação com o mês anterior, houve grande aumento nas compras externas vindas da África e Oriente Médio. Ainda pela média diária, as compras de produtos vindos dos Estados Unidos diminuíram 7,34% e as compras de produtos chineses decresceram 12,76%.

MERCADO FORNECEDOR FEVEREIRO 2015 JANEIRO 2015 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 829,7 100,00 803,7 100,00 3,24
       Ásia 287,8 34,69 307,2 38,23 -6,32
           China 153,8 18,54 176,3 21,94 -12,76
       América Latina e Caribe 167,1 20,14 161,6 20,10 3,43
           Mercosul 126,3 15,23 122,6 15,25 3,07
               Argentina 61,4 7,40 48,0 5,98 27,77
           Demais América Latina e Caribe 45,2 5,45 37,3 4,64 21,29
       União Européia 64,9 7,83 74,5 9,27 -12,85
       Estados Unidos e Porto Rico 112,2 13,52 121,0 15,06 -7,34
       Oriente Médio 62,4 7,53 25,2 3,13 147,89
       África 26,6 3,20 12,0 1,49 121,30
       Europa Oriental 13,8 1,66 12,3 1,53 11,71
       Outros 33,4 4,03 41,7 5,18 -19,73

 

Importação por Fator Agregado - Valor Total

A maior parte dos produtos importados pelo Brasil no segundo mês de 2015 pertencem à categoria Produtos Industrializados Manufaturados (83,21%). Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, a importação desse tipo de produtos retraiu 15,10%.

O segundo tipo de produto mais relevante dentre as importações brasileiras foram os Produtos Básicos, que representaram 13,62% do valor total importado pelo país em fevereiro de 2015. Na comparação com fevereiro de 2014, entretanto, houve forte queda de 31,23% nesse tipo de importação.

Já a importação de Produtos Industrializados Semimanufaturados subiu 1,31% entre fevereiro de 2014 e fevereiro de 2015. Contudo, o valor dispendido com a importação de semimanufaturas contribuiu apenas com 3,17% do valor total de produtos importados pelo Brasil no segundo mês do ano.

Produtos manufaturados responderam por 83,21% das importações brasileiras em fevereiro de 2015

FATOR AGREGADO FEVEREIRO 2015 FEVEREIRO 2014 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 14.934 100,00 18.062 100,00 -17,32
     Produtos Básicos 2.035 13,62 2.959 16,38 -31,23
     Produtos Industrializados 12.899 86,38 15.104 83,62 -14,60
         Produtos Semimanufaturados 473 3,17 467 2,59 1,31
         Produtos Manufaturados 12.426 83,21 14.637 81,03 -15,10
     Outros 0 0,00 0 0,00 -

 

Importação por Estado - Valor Total

Todas as regiões brasileiras apresentaram quedas nas importações em fevereiro de 2015, na comparação com fevereiro de 2014. As importações da Região Sudeste retrocederam 12,92%, passando de US$ 9,328 bilhões para US$ 8,122 bilhões (representando 54,39% do total importado pelo país no segundo mês do ano). Os quatro estados da região apresentaram decréscimo. 

Balança Comercial: todas as regiões brasileiras importaram menos em fevereiro de 2015 do que no ano anterior

ESTADO IMPORTADOR FEVEREIRO 2015 FEVEREIRO 2014 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 14.934 100,00 18.062 100,00 -17,32
     Região Sudeste 8.122 54,39 9.328 51,64 -12,92
         São Paulo 5.871 39,31 6.308 34,92 -6,92
         Rio de Janeiro 1.163 7,79 1.585 8,78 -26,63
         Minas Gerais 682 4,57 854 4,73 -20,11
         Espirito Santo 405 2,72 581 3,22 -30,18
     Região Sul 3.084 20,65 4.124 22,83 -25,21
         Santa Catarina 1.224 8,20 1.274 7,05 -3,91
         Paraná 1.033 6,92 1.304 7,22 -20,80
         Rio Grande do Sul 827 5,54 1.546 8,56 -46,49
     Região Nordeste 1.944 13,02 2.235 12,37 -13,02
         Bahia 792 5,30 552 3,06 43,45
         Maranhão 475 3,18 632 3,50 -24,93
         Pernambuco 404 2,71 646 3,58 -37,43
         Ceará 149 1,00 255 1,41 -41,71
         Alagoas 52 0,35 37 0,20 41,26
         Paraíba 41 0,27 59 0,32 -30,29
         Sergipe 13 0,09 20 0,11 -34,43
         Rio Grande do Norte 12 0,08 12 0,07 -0,66
         Piauí 7 0,04 22 0,12 -70,08
     Região Norte 976 6,54 1.362 7,54 -28,30
         Amazonas 837 5,60 1.153 6,38 -27,43
         Pará 78 0,52 56 0,31 38,54
         Rondônia 41 0,28 52 0,29 -20,98
         Tocantins 15 0,10 50 0,28 -70,18
         Amapá 4 0,02 49 0,27 -92,77
         Roraima 1 0,01 1 0,00 79,50
         Acre 1 0,01 0 0,00 95,34
     Região Centro Oeste 795 5,32 1.007 5,58 -21,05
         Mato Grosso do Sul 338 2,26 452 2,50 -25,19
         Goiás 250 1,67 353 1,95 -29,24
         Mato Grosso 105 0,70 102 0,56 3,19
         Distrito Federal 103 0,69 101 0,56 1,64
     Não Declarados 12 0,08 7 0,04 72,71

 

Últimas Notícias sobre as Importações Brasileiras

No Articles Found

Principais Produtos Importados pelo Brasil em Fevereiro de 2015

óleo bruto de petróleo foi o principal produto importado pelo Brasil em fevereiro de 2015, respondendo por 5,98% do valor total de importações do país. Mesmo assim, houve queda de 44,72% na comparação do valor total importado deste produto com fevereiro de 2014.

Importação: óleo bruto e óleo combustível foram os itens que mais pesaram sobre a forte queda das compras brasileiras no exterior em fevereiro de 2015

PRINCIPAIS PRODUTOS FEVEREIRO 2015 FEVEREIRO 2014 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
importação Total 14.934 100,00 18.062 100,00 -17,32
     Óleos brutos de petróleo 893 5,98 1.616 8,95 -44,72
     Óleos combustíveis 505 3,38 779 4,31 -35,11
     Partes e peças para veículos 434 2,90 579 3,21 -25,16
     Medicamentos humanos e veterinários 423 2,83 486 2,69 -13,05
     Automóveis de passageiro 402 2,69 503 2,79 -20,01
     Gás natural liquefeito 401 2,69 876 4,85 -54,19
     Circuitos integrados e microconjuntos eletrônicos 374 2,51 351 1,94 6,63
     Nafta 312 2,09 459 2,54 -32,06
     Circuitos impressos para telefonias 301 2,01 215 1,19 39,98
     Gás natural 245 1,64 319 1,77 -23,22
     Polímeros de etileno, propileno e estireno 214 1,44 180 0,99 19,39
     Partes de aparelhos transmissores ou receptores 210 1,40 398 2,20 -47,26
     Instrumentos e aparelhos de medida e verificação 204 1,37 250 1,38 -18,31
     Motores, geradores e transformadores eletrônicos e suas partes 186 1,25 220 1,22 -15,18
     Partes de motores e turbinas para aviação 176 1,18 154 0,85 14,65
     Gasolina 164 1,10 274 1,51 -40,14
     Laminados planos de ferro ou aços 164 1,09 142 0,79 14,95
     Parte e acessórios de máquinas para processamento de dados 163 1,09 225 1,25 -27,80
     Rolamentos e engrenagens 161 1,08 194 1,07 -17,08
     Veículos de carga 160 1,07 183 1,01 -12,76
     Compostos heterocíclicos, seus sais e sulfonamidas 157 1,05 180 0,99 -12,87
     Cloreto de potássio 142 0,95 136 0,75 4,19
     Bombas, compressores, ventiladores e suas partes 141 0,94 196 1,08 -28,06
     Hulhas não aglomeradas 115 0,77 202 1,12 -42,79
     Plataformas de perfuração e exploração 0 0,00 0 0,00 -
     Outros 8.287 55,49 9.735 53,90 -14,88

 

Principais Países Fornecedores das Importações Brasileiras em Fevereiro de 2015

A China foi o principal fornecedor de produtos importados pelo Brasil em fevereiro de 2015, quando venderam um total de US$ 2,769 bilhões – o equivalente a 18,54% do valor importado pelo país ao longo do mês. Na comparação com fevereiro de 2014, houve uma redução de 6,99% no valor das importações brasileiras made in China. 

China manteve-se como o principal fornecedor dos produtos importados pelo Brasil em fevereiro de 2015

PAÍSES VENDEDORES FEVEREIRO 2015 FEVEREIRO 2014 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
importação Total 14.934 100,00 18.062 100,00 -17,32
     China 2.769 18,54 2.977 16,48 -6,99
     Estados Unidos 1.996 13,37 2.851 15,78 -29,96
     Argentina 814 5,45 1.094 6,05 -25,57
     Alemanha 785 5,26 1.012 5,61 -22,45
     Nigéria 613 4,10 791 4,38 -22,55
     Coreia do Sul 528 3,54 754 4,17 -29,93
     Índia 511 3,42 520 2,88 -1,60
     Japão 394 2,64 474 2,63 -16,93
     Itália 343 2,30 518 2,87 -33,81
     Espanha 321 2,15 296 1,64 8,55
     França 315 2,11 473 2,62 -33,38
     México 304 2,04 334 1,85 -8,94
     Reino Unido 292 1,95 253 1,40 15,56
     Chile 291 1,95 311 1,72 -6,68
     Países Baixos 273 1,83 387 2,14 -29,49
     Argélia 266 1,78 187 1,03 42,35
     Taiwan 252 1,68 236 1,30 6,83
     Bolívia 250 1,67 323 1,79 -22,59
     Rússia 187 1,25 135 0,75 38,57
     Suíça 171 1,15 200 1,11 -14,21
     Austrália 169 1,13 173 0,96 -1,91
     Vietnã 155 1,04 119 0,66 30,26
     Bélgica 151 1,01 124 0,68 22,39
     Canadá 145 0,97 127 0,71 14,01
     Tailândia 141 0,94 157 0,87 -10,11
     Malásia 136 0,91 164 0,91 -16,70
     Trinidad e Tobago 109 0,73 115 0,64 -5,02
     Indonésia 109 0,73 142 0,79 -23,26
     Colômbia 107 0,71 112 0,62 -4,54
     Uruguai 105 0,70 153 0,85 -31,77
     Outros 1.932 12,94 2.554 14,14 -24,36

 

Principais Empresas Importadoras em Fevereiro de 2015

A Petrobras foi a empresa brasileira que mais importou bens e serviços de outros países em fevereiro de 2015, respondendo por 17,16% do valor importado pelo país no período. No entanto, comparando as importações feitas pela empresa em fevereiro de 2014, houve uma queda de 26,52%.

Petrobras foi a empresa que mais importou no Brasil em fevereiro de 2015

EMPRESAS IMPORTADORAS FEVEREIRO 2015 FEVEREIRO 2014 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 14.934 100,00 18.062 100,00 -17,32
     Petrobras 2.563 17,16 3.488 19,31 -26,52
     Samsung Eletrônica da Amazônia 312 2,09 332 1,84 -5,85
     Flextronics Tecnologia 257 1,72 152 0,84 69,32
     Embraer 209 1,40 187 1,04 11,73
     LG Electronics do Brasil 188 1,26 220 1,22 -14,45
     Toyota do Brasil 169 1,13 200 1,11 -15,35
     Cisa Trading 142 0,95 161 0,89 -12,19
     GE Celma 134 0,90 100 0,55 33,96
     Braskem 121 0,81 277 1,53 -56,34
     Volkswagen do Brasil 118 0,79 101 0,56 16,77
     Ford Motor Company Brasil 112 0,75 145 0,80 -23,13
     Paranapanema 102 0,68 74 0,41 38,52
     Basf 94 0,63 82 0,45 14,36
     Renault do Brasil 94 0,63 106 0,58 -11,34
     General Motors do Brasil 87 0,58 101 0,56 -13,80
     Mosaic Fertilizantes do Brasil 83 0,56 26 0,15 213,79
     Vale 80 0,53 22 0,12 268,69
     FCA Fiat Chrysler Automóveis 79 0,53 132 0,73 -40,35
     Yara Brasil Fertilizantes 75 0,50 57 0,32 30,80
     Ministério da Saúde 75 0,50 42 0,23 79,62
     Cotia Vitória Serviços e Comércio 63 0,42 90 0,50 -30,75
     Mercedez-Benz do Brasil 61 0,41 80 0,44 -23,12
     Foxconn Brasil 60 0,40 46 0,26 30,17
     Fertilizantes Heringer 60 0,40 54 0,30 11,19
     Honda Automóveis do Brasil 56 0,38 74 0,41 -23,44
     Peugeot-Citroen do Brasil 54 0,36 27 0,15 98,15
     Bunge Alimentos 53 0,36 49 0,27 8,54
     Caterpillar Brasil 52 0,35 75 0,41 -30,05
     Volvo do Brasil 52 0,35 64 0,36 -18,99
     Syngenta Proteção de Cultivos 49 0,33 68 0,38 -27,86
     Dow Brasil 47 0,32 42 0,23 11,66
     Trop Comércio Exterior 44 0,30 46 0,25 -3,40
     John Deere Brasil 44 0,30 57 0,31 -22,16
     Bayer 43 0,29 58 0,32 -26,17
     Cal-Comp 42 0,28 30 0,16 39,94
     Capital Trade 41 0,28 37 0,21 10,68
     Vale Fertilizantes 34 0,23 25 0,14 33,99
     Arcelormittal Brasil 26 0,17 57 0,31 -54,03
     Fundação Oswaldo Cruz 9 0,06 12 0,07 -28,05
     Estaleiro Brasfels 1 0,00 0 0,00 372,37
     Outros 8.951 59,94 11.068 61,28 -19,13
Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P: V:br D:20191211 16:05:20