Importações Brasileiras em Setembro de 2015

 

Importação por Categoria de Uso - Valor Total

As importações brasileiras somaram US$ 13,204 bilhões no nono mês do ano, alcançando o sétimo maior valor para meses de setembro desde o início da série histórica apurada pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Este, porém, também foi o menor valor de bens e serviços  para um mês de setembro desde 2009.

Importações brasileiras diminuem 35,78% em Setembro de 2015

Categoria de Uso SETEMBRO 2015 SETEMBRO 2014 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 13.204 100,00 20.559 100,00 -35,78
       Bens de Capital 2.815 21,32 4.063 19,76 -30,72
       Bens de Consumo 2.488 18,84 3.402 16,55 -26,87
           Não Duráveis 1.293 9,79 1.718 8,36 -24,74
           Duráveis 1.195 9,05 1.684 8,19 -29,04
               Automóvel 336 2,54 599 2,91 -43,91
       Combustíveis e Lubrificantes 1.432 10,85 3.935 19,14 -63,61
           Petróleo 588 4,45 1.667 8,11 -64,73
       Matérias-Primas 6.469 48,99 9.159 44,55 -29,37

Na comparação com o oitavo mês do ano (US$ 12,796 bilhões), as compras brasileiras oriundas do exterior subiram 3,19%. Comparando as compras externas de setembro de 2015 com as compras realizadas no mesmo mês do ano anterior (US$ 20,559 bilhões), percebe-se um forte decréscimo de -35,78%. Tal recuo foi puxado, principalmente, pela queda nas compras de combustíveis e lubrificantes, que decresceram -63,61% entre os períodos.

Categoria de Uso SETEMBRO 2015 AGOSTO 2015 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 13.204 100,00 12.796 100,00 3,19
       Bens de Capital 2.815 21,32 2.932 22,91 -3,99
       Bens de Consumo 2.488 18,84 2.519 19,69 -1,23
           Não Duráveis 1.293 9,79 1.279 10,00 1,09
           Duráveis 1.195 9,05 1.240 9,69 -3,63
               Automóvel 336 2,54 444 3,47 -24,32
       Combustíveis e Lubrificantes 1.432 10,85 1.044 8,16 37,16
           Petróleo 588 4,45 524 4,10 12,21
       Matérias-Primas 6.469 48,99 6.301 49,24 2,67

 

Importação por Categoria de Uso - Valor Médio por Dia Útil

Considerando os vinte e um dias úteis do mês, o país importou, em média, US$ 628,8 milhões por dia em setembro de 2015. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, que também teve vinte e um dias úteis, houve retração de importação em todas as categorias de produtos.

Categoria de Uso SETEMBRO 2015 SETEMBRO 2014 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 628,8 100,00 979,0 100,00 -35,78
       Bens de Capital 134,0 21,32 193,5 19,76 -30,72
       Bens de Consumo 118,5 18,84 162,0 16,55 -26,87
           Não Duráveis 61,6 9,79 81,8 8,36 -24,74
           Duráveis 56,9 9,05 80,2 8,19 -29,04
               Automóvel 16,0 2,54 28,5 2,91 -43,91
       Combustíveis e Lubrificantes 68,2 10,85 187,4 19,14 -63,61
           Petróleo 28,0 4,45 79,4 8,11 -64,73
       Matérias-Primas 308,0 48,99 436,1 44,55 -29,37

Já na comparação com agosto de 2015, todas as cinco principais categorias na importação diária registraram variação positiva: Combustíveis e Lubrificantes (50,23%), Matérias-primas (12,44%), bens de consumo duráveis (5,55%) bens de consumo não duráveis (10,72%), e bens de capital (5,15%).

Categoria de Uso SETEMBRO 2015 AGOSTO 2015 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 628,8 100,00 556,3 100,00 13,02
       Bens de Capital 134,0 21,32 127,5 22,91 5,15
       Bens de Consumo 118,5 18,84 109,5 19,69 8,18
           Não Duráveis 61,6 9,79 55,6 10,00 10,72
           Duráveis 56,9 9,05 53,9 9,69 5,55
               Automóvel 16,0 2,54 19,3 3,47 -17,12
       Combustíveis e Lubrificantes 68,2 10,85 45,4 8,16 50,23
           Petróleo 28,0 4,45 22,8 4,10 22,90
       Matérias-Primas 308,0 48,99 274,0 49,24 12,44

 

Importação por Mercado Fornecedor - Valor Total

A China foi o principal fornecedor de produtos para o Brasil no mês, respondendo por 19,36% do valor total importado pelo país em setembro. Foram US$ 2,556 bilhões em valores absolutos. Porém, na comparação com setembro de 2014, houve retração de -24,02% frente ao valor total vendido pela China.

Balança Comercial: Todas as regiões do país voltaram a comprar menos do exterior em Setembro de 2015

Mercado Fornecedor SETEMBRO 2015 SETEMBRO 2014 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 13.204 100,00 20.559 100,00 -35,78
       Ásia 4.552 34,47 6.441 31,33 -29,33
           China 2.556 19,36 3.364 16,36 -24,02
       América Latina e Caribe 1.959 14,84 3.411 16,59 -42,57
           Mercosul 944 7,15 1.698 8,26 -44,41
               Argentina 751 5,69 1.308 6,36 -42,58
           Demais América Latina e Caribe 1.015 7,69 1.713 8,33 -40,75
       União Européia 2.672 20,24 3.851 18,73 -30,62
       Estados Unidos e Porto Rico 2.047 15,50 3.092 15,04 -33,80
       Oriente Médio 283 2,14 680 3,31 -58,38
       África 768 5,82 1.988 9,67 -61,37
       Europa Oriental 217 1,64 366 1,78 -40,71
       Outros 706 5,35 730 3,55 -3,29

Na comparação com setembro de 2014, todos os principais blocos econômicos registraram decréscimo de vendas para o mercado brasileiro: A Ásia caiu (-29,33%), Mercosul (-44,41%), União Européia (-30,62%), Estados Unidos e Porto Rico (-33,80%), Oriente Médio (-58,38%), África (-61,37%), Europa Oriental (-40,71%) e por fim, América Latina e Caribe (-42,57%).

Mercado Fornecedor SETEMBRO 2015 AGOSTO 2015 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 13.204 100,00 12.796 100,00 3,19
       Ásia 4.552 34,47 4.237 33,11 7,43
           China 2.556 19,36 2.400 18,76 6,50
       América Latina e Caribe 1.959 14,84 1.947 15,22 0,62
           Mercosul 944 7,15 993 7,76 -4,93
               Argentina 751 5,69 777 6,07 -3,35
           Demais América Latina e Caribe 1.015 7,69 954 7,46 6,39
       União Européia 2.672 20,24 3.087 24,12 -13,44
       Estados Unidos e Porto Rico 2.047 15,50 1.883 14,72 8,71
       Oriente Médio 283 2,14 289 2,26 -2,08
       África 768 5,82 555 4,34 38,38
       Europa Oriental 217 1,64 213 1,66 1,88
       Outros 706 5,35 585 4,57 20,68

 

Importação por Mercado Fornecedor - Valor Médio por Dia Útil

Pela média diária, as importações de setembro oriundas da China, maior fornecedora individual de produtos para o Brasil, registraram baixa também de 24,02% na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Já as importações vindas dos Estados Unidos, outro importante parceiro comercial brasileiro, também decresceram -33,80% entre setembro de 2015 e setembro de 2014.

Mercado Fornecedor SETEMBRO 2015 SETEMBRO 2014 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 628,8 100,00 979,0 100,00 -35,78
       Ásia 216,8 34,47 306,7 31,33 -29,33
           China 121,7 19,36 160,2 16,36 -24,02
       América Latina e Caribe 93,3 14,84 162,4 16,59 -42,57
           Mercosul 45,0 7,15 80,9 8,26 -44,41
               Argentina 35,8 5,69 62,3 6,36 -42,58
           Demais América Latina e Caribe 48,3 7,69 81,6 8,33 -40,75
       União Européia 127,2 20,24 183,4 18,73 -30,62
       Estados Unidos e Porto Rico 97,5 15,50 147,2 15,04 -33,80
       Oriente Médio 13,5 2,14 32,4 3,31 -58,38
       África 36,6 5,82 94,7 9,67 -61,37
       Europa Oriental 10,3 1,64 17,4 1,78 -40,71
       Outros 33,6 5,35 34,8 3,55 -3,29

Já na comparação com o mês anterior, houve elevação nas compras externas vindas da Ásia (17,67%). Ainda pela média diária, as compras de produtos vindos da Àfrica cresceram (51,56%) e dos Estados Unidos (19,06%).

Mercado Fornecedor SETEMBRO 2015 AGOSTO 2015 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 628,8 100,00 556,3 100,00 13,02
       Ásia 216,8 34,47 184,2 33,11 17,67
           China 121,7 19,36 104,3 18,76 16,64
       América Latina e Caribe 93,3 14,84 84,7 15,22 10,20
           Mercosul 45,0 7,15 43,2 7,76 4,12
               Argentina 35,8 5,69 33,8 6,07 5,86
           Demais América Latina e Caribe 48,3 7,69 41,5 7,46 16,53
       União Européia 127,2 20,24 134,2 24,12 -5,20
       Estados Unidos e Porto Rico 97,5 15,50 81,9 14,72 19,06
       Oriente Médio 13,5 2,14 12,6 2,26 7,25
       África 36,6 5,82 24,1 4,34 51,56
       Europa Oriental 10,3 1,64 9,3 1,66 11,58
       Outros 33,6 5,35 25,4 4,57 32,18

 

Importação por Fator Agregado - Valor Total

A maior parte dos produtos importados pelo Brasil no nono mês de 2015 pertencem à categoria Produtos Industrializados Manufaturados (84,36%). Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, a importação desse tipo de produtos retraiu -32,74%.

O segundo tipo de produto mais relevante dentre as importações brasileiras foram os Produtos Básicos, que representaram 11,31% do valor total importado pelo país em setembro de 2015. Na comparação com setembro de 2014 também houve forte queda de -54,07% nesse tipo de importação.

A importação de Produtos Industrializados Semimanufaturados também apresentou queda, de -23,59%, entre setembro de 2014 e setembro de 2015. Contudo, o valor dispendido com a importação de semimanufaturas contribuiu apenas com apenas 4,32% do valor total de produtos importados pelo Brasil no nono mês do ano.

Importação: óleos brutos de petróleo foram os itens que mais pesaram sobre a forte queda das compras brasileiras no exterior em Setembro de 2015

Fator Agregado SETEMBRO 2015 SETEMBRO 2014 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 13.204 100,00 20.559 100,00 -35,78
     Produtos Básicos 1.494 11,31 3.253 15,82 -54,07
     Produtos Industrializados 11.710 88,69 17.306 84,18 -32,34
         Produtos Semimanufaturados 570 4,32 746 3,63 -23,59
         Produtos Manufaturados 11.139 84,36 16.561 80,55 -32,74
     Outros 0 0,00 0 0,00 0

 

Importação por Estado - Valor Total

Todas as regiões brasileiras apresentaram queda nas importações em setembro de 2015, na comparação com setembro de 2014. O Nordeste foi a região que mais retrocedeu em compras do exterior: -US$ 922 milhões ou uma retração de -38,42% de um ano para o outro. Representando 54,82% do total importado pelo país no nono mês do ano, a região Sudeste apresentou uma considerável queda nas importações (-35,65%) puxado por todos os estados da região.

Produtos manufaturados responderam por 84,36% das importações brasileiras em Setembro de 2015

ESTADO IMPORTADOR SETEMBRO 2015 SETEMBRO 2014 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 13.204 100,00 20.559 100,00 -35,78
     Região Sudeste 7.239 54,82 11.250 54,72 -35,65
         São Paulo 5.025 38,06 8.133 39,56 -38,21
         Rio de Janeiro 1.184 8,97 1.636 7,96 -27,63
         Minas Gerais 646 4,89 913 4,44 -29,24
         Espirito Santo 385 2,92 568 2,76 -32,22
     Região Sul 2.771 20,99 4.383 21,32 -36,78
         Paraná 1.090 8,26 1.615 7,86 -32,51
         Santa Catarina 977 7,40 1.432 6,97 -31,77
         Rio Grande do Sul 704 5,33 1.336 6,50 -47,31
     Região Nordeste 1.478 11,19 2.400 11,67 -38,42
         Bahia 591 4,48 699 3,40 -15,45
         Pernambuco 371 2,81 574 2,79 -35,37
         Ceará 245 1,86 291 1,42 -15,81
         Maranhão 178 1,35 657 3,20 -72,91
         Rio Grande do Norte 8 0,06 30 0,15 -73,33
         Paraíba 26 0,20 58 0,28 -55,17
         Alagoas 40 0,30 48 0,23 -16,67
         Sergipe 10 0,08 20 0,10 -50,00
         Piauí 8 0,06 22 0,11 -63,64
     Região Norte 889 6,73 1.381 6,72 -35,63
         Amazonas 761 5,76 1.219 5,93 -37,57
         Pará 57 0,43 100 0,49 -43,00
         Rondônia 55 0,42 42 0,20 30,95
         Tocantins 7 0,05 14 0,07 -50,00
         Amapá 8 0,06 5 0,02 60,00
         Roraima 0 0,00 1 0,00 -100,00
         Acre 1 0,01 1 0,01 -27,07
     Região Centro-Oeste 816 6,18 1.124 5,47 -27,40
         Goiás 274 2,08 360 1,75 -23,89
         Mato Grosso do Sul 257 1,95 466 2,27 -44,85
         Mato Grosso 169 1,28 142 0,69 19,01
         Distrito Federal 116 0,88 154 0,75 -24,68
     Não Declarados 12 0,09 22 0,11 -45,45

 

Últimas Notícias sobre as Importações Brasileiras

No Articles Found

Principais Produtos Importados pelo Brasil em Setembro de 2015

Óleos brutos de petróleo foram um dos principais produtos importados pelo Brasil em setembro de 2015, respondendo por 4,45% do valor total de importações do país. Na comparação com setembro de 2014, houve queda de -70,11% na compra deste produto pelo Brasil.

Importações oriundas da China diminuíram 24,02% em Setembro de 2015

Principais Produtos SETEMBRO 2015 SETEMBRO 2014 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
importação Total 13.204 100,00 20.559 100,00 -35,78
     Medicamentos humanos e veterinários 478 3,62 574 2,79 -16,72
     Óleos brutos de petróleo 588 4,45 1.967 9,57 -70,11
     Automóveis de passageiro 336 2,54 599 2,91 -43,91
     Partes e peças para veículos 442 3,35 629 3,06 -29,73
     Inseticidas, formicidas e herbicidas 296 2,24 393 1,91 -24,68
     Óleos combustíveis 240 1,82 1.039 5,05 -76,90
     Compostos heterocíclicos, seus sais e sulfonamidas 246 1,86 344 1,67 -28,49
     Cloreto de potássio 297 2,25 279 1,36 6,45
     Adubos ou fertilizantes 220 1,67 290 1,41 -24,14
     Motores, geradores e transformadores eletrônicos e suas partes 174 1,32 233 1,13 -25,32
     Circuitos integrados e microconjuntos eletrônicos 218 1,65 380 1,85 -42,63
     Instrumentos e aparelhos de medida e verificação 186 1,41 258 1,25 -27,91
     Partes de motores e turbinas para aviação 158 1,20 160 0,78 -1,25
     Partes de aparelhos transmissores ou receptores 224 1,70 263 1,28 -14,83
     Gás natural 189 1,43 343 1,67 -44,90
     Gás natural liquefeito 152 1,15 47 0,23 223,40
     Hulhas não aglomeradas 114 0,86 193 0,94 -40,93
     Rolamentos e engrenagens 141 1,07 199 0,97 -29,15
     Veículos de carga 154 1,17 293 1,43 -47,44
     Circuitos impressos para telefonias 218 1,65 327 1,59 -33,33
     Parte e acessórios de máquinas para processamento de dados 129 0,98 201 0,98 -35,82
     Nafta 175 1,33 444 2,16 -60,59
     Bombas, compressores, ventiladores e suas partes 137 1,04 206 1,00 -33,50
     Produtos laminados planos de ferro ou aço 86 0,65 200 0,97 -57,00
     Polímeros de etileno, propileno e estireno 133 1,01 214 1,04 -37,85
     Outros 7.471 56,58 10.483 50,99 -28,73

 

Principais Países Fornecedores das Importações Brasileiras em Setembro de 2015

A China foi o principal fornecedor de produtos para o Brasil no mês, respondendo por 19,36% do valor total importado pelo país em setembro. Foram US$ 2,556 bilhões em valores absolutos. Porém, na comparação com setembro de 2014, houve retração de -24,02% frente ao valor total vendido pela China.

Compras da Petrobras no exterior caíram 68,56% em Setembro de 2015, mas empresa ainda é a maior importadora de produtos do Brasil

PAÍSES VENDEDORES SETEMBRO 2015 SETEMBRO 2014 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
importação Total 13.204 100,00 20.559 100,00 -35,78
     China 2.556 19,36 3.364 16,36 -24,02
     Estados Unidos 2.018 15,28 3.076 14,96 -34,40
     Argentina 751 5,69 1.308 6,36 -42,58
     Alemanha 802 6,07 1.186 5,77 -32,38
     França 292 2,21 445 2,16 -34,38
     México 311 2,36 458 2,23 -32,10
     Japão 379 2,87 483 2,35 -21,53
     Coreia do Sul 423 3,20 741 3,60 -42,91
     Itália 368 2,79 555 2,70 -33,69
     Índia 344 2,61 669 3,25 -48,58
     Espanha 246 1,86 280 1,36 -12,14
     Nigéria 510 3,86 912 4,44 -44,08

 

Principais Empresas Importadoras em Setembro de 2015

A Petrobras foi novamente a empresa brasileira que mais importou bens e serviços de outros países em setembro de 2015, respondendo por 9,20% do valor importado pelo país no período. No entanto, comparando as importações feitas pela empresa em setembro de 2014, houve uma queda de 68,56%.

Importação: China permanece a ser o principal parceiro comercial do Brasil em Setembro de 2015

EMPRESAS IMPORTADORAS SETEMBRO 2015 SETEMBRO 2014 VARIAÇÃO
US$ Milhões % US$ Milhões % %
Importação Total 13.204 100,00 20.559 100,00 -35,78
     Petrobras 1.215 9,20 3.865 18,80 -68,56
     Estaleiro Brasfels 0 0,00 0 0,00 #DIV/0!
     Syngenta Proteção de Cultivos 107 0,81 146 0,71 -26,71
     Paranapanema 88 0,67 50 0,24 76,00
     Yara Brasil Fertilizantes 118 0,89 193 0,94 -38,86
     Embraer 231 1,75 213 1,04 8,45
     Bayer 124 0,94 132 0,64 -6,06
     Cisa Trading 89 0,67 199 0,97 -55,28
     Toyota do Brasil 128 0,97 247 1,20 -48,18
     Volkswagen do Brasil 121 0,92 138 0,67 -12,32
     Braskem 129 0,98 264 1,28 -51,14
     GE Celma 159 1,20 150 0,73 6,00
     Ford Motor Company Brasil 80 0,61 264 1,28 -69,70
     Basf 85 0,64 143 0,70 -40,56
     Samsung Eletrônica da Amazônia 305 2,31 390 1,90 -21,79
     FCA Fiat Chrysler Automóveis 137 1,04 84 0,41 63,10
     Flextronics Tecnologia 110 0,83 200 0,97 -45,00
     Mosaic Fertilizantes do Brasil 166 1,26 101 0,49 64,36
     General Motors do Brasil 117 0,89 157 0,76 -25,48
     Arcelormittal Brasil 35 0,27 68 0,33 -48,53
     Fertilizantes Heringer 94 0,71 124 0,60 -24,19
     Honda Automóveis do Brasil 72 0,55 66 0,32 9,09
     Mercedez-Benz do Brasil 80 0,61 123 0,60 -34,96
     LG Electronics do Brasil 98 0,74 227 1,10 -56,83
     Ministério da Saúde 91 0,69 98 0,48 -7,14
     Companhia Siderúrgica Nacional 72 0,55 26 0,13 176,92
     Du Pont do Brasil 90 0,68 99 0,48 -9,09
     Foxconn Brasil 52 0,39 69 0,34 -24,64
     Renault do Brasil 75 0,57 114 0,55 -34,21
     Caoa Montadora de Veículos 58 0,44 37 0,18 56,76
     Moto Honda da Amazônia 48 0,36 46 0,22 4,35
     John Deere Brasil 41 0,31 76 0,37 -46,05
     Trop Comércio Exterior 41 0,31 64 0,31 -35,94
     Produtos Roche 42 0,32 112 0,54 -62,50
     Sertrading Brasil 57 0,43 53 0,26 7,55
     Dow Brasil 40 0,30 37 0,18 8,11
     Caterpillar Brasil 27 0,20 67 0,33 -59,70
     Vale 18 0,14 31 0,15 -41,94
     Outros 8.482 64,24 12.050 58,61 -29,61 
Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P: V:br D:20210422 17:32:12