Dívida Pública Federal em Março de 2017

O estoque da Dívida Pública Federal - DPF apresentou crescimento, em termos nominais, de 3,17%, ao passar de R$ 3.134,67 bilhões, em fevereiro, para R$ 3.234,14 bilhões, em março de 2017. Esta variação deveu-se à emissão líquida, no valor de R$ 66,60 bilhões, à apropriação positiva de juros, no valor de R$ 32,95 bilhões.

Dívida Pública Federal Variação Mensal Variação no Ano
Indicadores R$ Milhões % Estoque R$ Milhões % Estoque
Estoque Anterior 3.134.672,60 - 3.112.935,54 -
       DPMFi 3.020.741,39 - 2.986.414,52 -
       DPFe 113.931,21 - 126.521,02 -
Estoque Atual 3.234.143,84 - 3.234.143,84 -
       DPMFi 3.113.843,47 - 3.113.843,47 -
       DPFe 120.300,37 - 120.300,37 -
Variação Nominal 99.471,24 3,17% 121.208,30 3,89%
     DPMFi 93.102,08 2,97% 127.428,95 4,09%
     DPFe 6.369,16 0,20% -6.220,65 -0,20%
Gestão da Dívida 99.550,52 3,18% 121.532,53 3,90%
     Emissão / Resgate Líquido 66.598,81 2,12% 40.627,95 1,31%
           Emissões 80.374,27 2,56% 226.456,30 7,27%
               Emissões Oferta Pública (DPMFi) 75.549,06 2,41% 217.961,39 7,00%
               Trocas Ofertas Públicas (DPMFi) 0,00 0,00% 1.802,52 0,06%
               Emissões Diretas (DPMFi) 1.014,52 0,03% 2.361,38 0,08%
               Emissões (DPFe) 3.810,69 0,12% 4.331,01 0,14%
           Resgates -13.775,46 -0,44% -185.828,35 -5,97%
               Pagamentos Correntes (DPMFi) -13.222,90 -0,42% -174.068,84 -5,59%
               Trocas Ofertas Públicas (DPMFi) 0,00 0,00% -1.802,49 -0,06%
               Cancelamentos (DPMFi) -0,04 0,00% -29,57 0,00%
               Pagamentos Correntes (DPFe) -126,38 0,00% -9.501,31 -0,31%
               Resgates Antecipados (DPFe) -426,14 -0,01% -426,14 -0,01%
     Juros Apropriados 32.951,71 1,05% 80.904,58 2,60%
           Juros Apropriados da DPMFi 29.840,72 0,95% 81.528,80 2,62%
           Juros Apropriados da DPFe 3.110,99 0,10% -624,22 -0,02%
Operações do Banco Central -79,28 0,00% -324,22 -0,01%
    Transferência de Carteira -79,28 3,17% -324,22 3,89%

Dívida Pública Mobiliária Federal Interna (DPMFi) teve seu estoque ampliado em 3,08%, ao passar de R$ 3.020,74 bilhões para R$ 3.113,84 bilhões, devido à emissão líquida, no valor de R$ 63,34 bilhões e à apropriação positiva de juros, no valor de R$ 29,84 bilhões.

Com relação ao estoque da Dívida Pública Federal Externa (DPFe), houve aumento de 5,59% sobre o estoque apurado em fevereiro, encerrando o mês de março em R$ 120,30 bilhões (US$ 37,97 bilhões), sendo R$ 109,33 bilhões (US$ 34,51 bilhões) referentes à dívida mobiliária e R$ 10,97 bilhões (US$ 3,46 bilhões), à dívida contratual. A variação ocorreu principalmente devido à desvalorização do real frente às principais moedas que compõem o estoque da dívida externa e à emissão líquida de R$ 3,26 bilhões ocorrida no período.

De acordo com o Plano Anual de Financiamento (PAF) divulgado pelo Tesouro Nacional, a dívida pública brasileira deve encerrar o ano de 2017 entre R$ 3.450,00 bilhões e R$ 3.650,00 bilhões.

 

Composição da Dívida Pública Federal

De acordo com o Plano Anual de Financiamento do Tesouro Nacional previsto para 2017, a dívida pública federal do Brasil será composta por: títulos prefixados (entre 32% e 36% do valor total da dívida), títulos remunerados por índice de preços (entre 29% e 33% do valor total da dívida), títulos remunerados por taxa flutuante (entre 29% e 33% do valor total da dívida) e títulos ou contratos cambiais (entre 3% e 7% do valor total da dívida).

Dívida Pública Federal por Tipo de Indexador Estoque Dez 2016 Estoque Fev 2017 Estoque Mar 2017 Variação no Ano Variação Mensal Estoque Mar 2017 Estoque Mar 2017
DPF 3.112,94 3.134,67 3.234,14 3,89% 3,17% - 100,00%
       Prefixado 1.112,19 1.070,56 1.127,54 1,38% 5,32% - 34,86%
       Índice de Preços 990,98 1.015,27 1.033,93 4,33% 1,84% - 31,97%
       Taxa Flutuante 879,00 930,99 948,14 7,87% 1,84% - 29,32%
       Câmbio 130,76 117,86 124,53 -4,76% 5,66% - 3,85%
DPMFi 2.986,41 3.020,74 3.113,84 4,27% 3,08% 100,00% 96,28%
       Prefixado 1.101,36 1.060,08 1.116,98 1,42% 5,37% 35,87% 34,54%
       Índice de Preços 990,98 1.015,27 1.033,93 4,33% 1,84% 33,20% 31,97%
       Taxa Flutuante 879,00 930,99 948,14 7,87% 1,84% 30,45% 29,32%
       Câmbio 15,07 14,41 14,79 -1,86% 2,64% 0,47% 0,46%
DPFe 126,52 113,93 120,30 -4,92% 5,59% 100,00% 3,72%
       Dólar 105,89 93,06 98,64 -6,85% 6,00% 82,00% 3,05%
       Euro 8,08 8,34 8,68 7,43% 4,08% 7,22% 0,27%
       Real 10,83 10,48 10,56 -2,49% 0,76% 8,78% 0,33%
       Outros 1,73 2,06 2,42 39,88% 17,48% 2,01% 0,07%

A tabela acima classifica a dívida pública federal brasileira por tipo de indexador dos títulos ou contratos. Verifique qual o valor (em R$ Bilhões) do estoque da dívida para cada tipo de remunerador, tanto no mês atual quanto no mês anterior. Confira também a variação percentual mensal e a participação percentual do valor da dívida de cada indexador. 

Composição da Dívida Pública Federal Estoque Dez 2016 Estoque Fev 2017 Estoque Mar 2017 Variação no Ano Variação Mensal Estoque Mar 2017 Estoque Mar 2017
DPF 3.112,94 3.134,67 3.234,14 3,89% 3,17% - 100,00%
     DPMFi 2.986,41 3.020,74 3.113,84 4,27% 3,08% 100,00% 96,28%
           LFT 868,48 920,84 937,20 7,91% 1,78% 30,10% 28,98%
           LTN 718,20 740,99 787,61 9,66% 6,29% 25,29% 24,35%
           NTN-B 880,37 905,11 923,14 4,86% 1,99% 29,65% 28,54%
           NTN-C 86,62 85,23 85,98 -0,74% 0,88% 2,76% 2,66%
           NTN-F 383,17 319,09 329,37 -14,04% 3,22% 10,58% 10,18%
           Dívida Securitizada 8,39 7,96 8,78 4,65% 10,30% 0,28% 0,27%
           TDA 2,22 2,19 2,16 -2,70% -1,37% 0,07% 0,07%
           Outros 38,97 39,33 39,59 1,59% 0,66% 1,27% 1,22%
     DPFe 126,52 113,93 120,30 -4,92% 5,59% 100,00% 3,72%
           Dívida Mobiliária 116,56 103,60 109,33 -6,20% 5,53% 90,88% 3,38%
               Global USD 101,11 88,68 94,15 -6,88% 6,17% 78,26% 2,91%
               Euro 4,63 4,44 4,61 -0,33% 3,83% 3,83% 0,14%
               Global BRL 10,83 10,48 10,56 -2,49% 0,76% 8,78% 0,33%
           Dívida Contratual 9,96 10,33 10,97 10,14% 6,20% 9,12% 0,34%
               Organismos Multilaterais 3,79 3,48 3,61 -4,87% 3,74% 3,00% 0,11%
               Credores Privados 6,16 6,85 7,36 19,39% 7,45% 6,12% 0,23%

A tabela acima classifica a dívida pública federal brasileira por tipo de título ou contrato. Verifique qual o valor (em R$ Bilhões) do estoque da dívida para cada tipo de ativo financeiro, tanto no mês atual quanto no mês anterior. Confira também a variação percentual mensal e a participação percentual do valor da dívida de cada componente.

 

Principais Notícias sobre a Dívida Pública em Março de 2017

Brasil: dívida pública federal cresceu 3,17% no terceiro mês de 2017

No mês de fevereiro, as emissões da Dívida Pública Federal corresponderam a R$ 75,64 bilhões, enquanto os resgates alcançaram R$ 17,65 bilhões, resultando em emissão líquida de R$ 57,99 bilhões, sendo R$ 58,27 bilhões referentes à emissão líquida da Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) e R$ 0,28 bilhão referente ao resgate líquido da Dívida Pública Federal externa (DPFe).

Brasil: dívida pública federal cresceu 3,89% nos três primeiros meses do ano

Nos três primeiros meses de 2017, o estoque da Dívida Pública Federal (DPF) apresentou crescimento, em termos nominais, de 3,89%, passando de R$ 3.112,94 bilhões, em dezembro de 2016, para R$ 3.234,14 bilhões, em março de 2017. O aumento de R$ 121,21 bilhões no período deveu-se emissão líquida, no valor de R$ 40,63bilhões, à apropriação positiva de juros, no valor de R$ 80,90 bilhões.

Estoque de títulos públicos no Tesouro Direto subiu 1,54% em Março de 2017

O estoque do Tesouro Direto alcançou R$ 43.599,11 milhões, o que representa um acréscimo de 1,54% em relação ao mês anterior. O título com maior representação no estoque é o Tesouro IPCA+, que corresponde a 50,80% do total.

Instituições financeiras aumentaram exposição aos títulos da dívida brasileira em Março de 2017

Dentre os detentores da dívida interna brasileira (DPMFi), a categoria Instituições Financeiras apresentou elevação em seu estoque, passando de R$ 673,30 bilhões para R$ 706,91 bilhões. Sua participação relativa aumentou de 22,29% para 22,70%. O grupo Previdência apresentou variação positiva em seu estoque, passando de R$ 788,97 bilhões para R$ 808,95 bilhões, entre fevereiro e março.

Brasil: perfil de vencimento dos títulos da dívida pública federal em Março de 2017

De acordo com o relatório do Tesouro Nacional sobre a Dívida Pública Federal (DPF) brasileira em março de 2017, a maior parte das obrigações referentes a essa dívida tem prazo de vencimento acima de cinco anos (26,04%).

Brasil: dívida pública federal com vencimento em 12 meses cresceu em Março de 2017

De acordo com o Tesouro Nacional, o percentual de vencimentos da Dívida Pública Federal (DPF) para os próximos 12 meses apresentou redução, passando de 15,22%, em fevereiro, para 16,16%, em março.

Brasil: prazo médio dos títulos da dívida pública federal em Março de 2017

De acordo com o Tesouro Nacional, o prazo médio da Dívida Pública Federal (DFP) apresentou redução, passando de 4,63 anos, em fevereiro, para 4,54 anos, em março de 2017. Dessa forma, o prazo médio continuou acima do limite estabelecido pelo Plano de Financiamento Anual, entre 4,20 e 4,40 anos.

Brasil: vida média dos títulos da dívida pública federal em Março de 2017

Segundo o Tesouro Nacional, a vida média da Dívida Pública Federal (DFP) brasileira em março de 2017 foi de 6,30 anos. No mês anterior, a vida média dos mesmos era um pouco maior: 6,40 anos. Em dezembro de 2016, a vida média dos títulos públicos brasileiros era de 6,38 anos.

Custo médio da dívida pública federal aumentou em Março de 2017

Segundo o Tesouro Nacional, o custo médio acumulado nos últimos doze meses da Dívida Pública Federal (DPF) aumentou 0,38 ponto percentual, passando de 11,34% ao ano, em fevereiro de 2017, para 11,72% ao ano, em março deste ano.

Tesouro Direto: volume negociado pelos títulos públicos federais em Março de 2017

De acordo com o Tesouro Nacional, o volume financeiro médio diário de títulos negociados no mercado secundário permaneceu em R$ 31,53 bilhões, entre fevereiro e março. A participação de títulos indexados à taxa flutuante diminuiu de 13,24% para 12,18%; os prefixados tiveram um aumento, passando de 50,65% para 58,34%; em relação aos títulos atrelados a índice de preços, houve uma redução de 36,11% para 29,48%.

Tesouro Direto: rentabilidade dos títulos públicos federais em Março de 2017

Com relação à rentabilidade dos títulos públicos federais negociados no Tesouro Direto, os títulos indexados pela taxa básica de juros – a Taxa SELIC, apresentaram uma redução de rentabilidade de 0,24% em março de 2017, encerrando o mês em 13,69%.

 

Últimas Notícias sobre Dívida Pública Federal

No Articles Found

Páginas Relacionadas

Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P: V:br D:20190520 11:23:49