IPA em Outubro de 2015

IPA-M

O Índice de Preços ao Produtor Amplo - Mercado (IPA-M) registrou valorização de 2,63% em outubro de 2015, taxa de variação muito superior à valorização de 1,30% mensurada em setembro de 2015. O IPA-M é calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), com base nos preços de produtos agrícolas e industriais negociados no setor atacadista brasileiro, coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

IPA: Inflação no atacado fecha o décimo mês de 2015 em 2,63%

Índice Mês Valor 12 Meses
IPA – M    2,63% 660,312   10,72%
       Produtos Agropecuários   3,83% 963,128

15,58

      Produtos Industriais   2,16% 558,804 8,93%

O índice relativo aos Bens Finais variou 1,69%, em outubro. Em setembro, este grupo de produtos mostrou variação de 0,47%. Contribuiu para este avanço o subgrupo alimentos processados, cuja taxa de variação passou de 1,39% para 2,71%. Excluindo-se os subgrupos alimentos in natura e combustíveis, o índice de Bens Finais (ex) registrou variação de 1,71%. Em setembro, a taxa foi de 0,66%.

O índice referente ao grupo Bens Intermediários variou 2,07%. Em setembro, a taxa foi de 1,36%. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo materiais e componentes para a manufatura, cuja taxa de variação passou de 1,78% para 2,97%. O índice de Bens Intermediários (ex), calculado após a exclusão do subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, variou 2,24%, ante 1,62%, em setembro.

No estágio inicial da produção, o índice do grupo Matérias-Primas Brutas variou 4,47%, em outubro. Em setembro, o índice registrou variação de 2,26%. Os itens que mais contribuíram para este movimento foram: milho (em grão) (4,61% para 12,92%), minério de ferro (0,84% para 4,53%) e soja (em grão) (5,84% para 7,11%). Em sentido oposto, destacam-se: mandioca (aipim) (6,44% para -1,49%), leite in natura (-0,26% para -1,90%) e pedra britada (0,22% para 0,19%).

Atacado: inflação medida pelo IPA-M em Outubro de 2015 acumula alta de 10,72% nos últimos 12 meses

Índice Mês Ano 12 Meses
IPA – M   2,63%   8,67%  10,72%
         Bens Finais   1,69%   7,70%  9,58%
         Bens Finais (Ex)   1,71%   7,38%   8,77%
         Bens Intermediários   2,07%   8,14%   10,20%
         Bens Intermediários (Ex)   2,24%   9,27%   11,11%
         Matérias-Primas Brutas   4,47%   10,50%   12,78%

 Preços da Laranja e Milho puxam inflação no atacado para cima em Outubro de 2015

Maiores influências positivas Mês Anterior Mês
       Soja (em grão)  5,84%   7,11%
       Milho (em grão)  4,61%   12,92%
       Farelo de Soja  8,23%   9,95%
       Minério de Ferro  0,84%   4,53%
       Laranja  6,96%   13,85%
Maiores influências negativas Mês Anterior Mês
       Batata-inglesa  14,91%  -17,23%
       Leite in natura   -0,26% -1,90%
       Querosene de avião   -4,37%  -7,86%
       Óleo combustível   -0,64% -2,17%
       Adubos e fertilizantes compostos  6,92% -1,61%

 

IPA-10

Índice de Preços ao Produtor Amplo - 10 Mercado (IPA-10), que afere a evolução dos preços de produtos agrícolas e industriais no mercado atacadista brasileiro, fechou o décimo mês do ano com 673,696 pontos, consolidando uma valorização mensal de 0,822,62% na comparação com setembro de 2015, quando fechou o período de coleta de preços em 656,475 pontos. No ano, o IPA-10 acumula alta de 7,94%. Já no acumulado dos últimos doze meses, o índice acumula uma valorização de 10,36%. O IPA-10 é calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e os preços são coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.

Leia também: IPA-10 fecha o décimo mês de 2015 com alta de 2,62% e IPA-10 fecha Outubro de 2015 em aceleração e acumula alta de 10,36% nos últimos 12 meses

 

IPA-DI

O Índice de Preços ao Produtor Amplo – Disponibilidade Interna (IPA-DI), que mede a inflação no setor atacadista, subiu 2,38% em outubro, depois de variar 2,02% no mês anterior. Nos últimos doze meses, o indicador acumula alta de 11,31%. Os preços foram apurados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) entre os dias 01 de 31 de setembro de 2015 nos quinze principais estados do país.

IPA-DI: inflação no atacado Outubro acelera para 2,38%

Índice Mês Valor 12 Meses
IPA – DI  2,38% 649,180  11,31%
       Produtos Agropecuários 2,75% 882,541 15,23%
       Produtos Industriais 2,23% 553,440  9,84% 

 O índice relativo a Bens Finais apresentou variação de 2,06%. No mês anterior, a taxa de variação foi de 0,87%. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo alimentos processados, cuja taxa passou de 1,83% para 3,10%. O índice de Bens Finais (ex), que resulta da exclusão de alimentos in natura e combustíveis, registrou variação de 1,78%, ante 1,01%, no mês anterior.

O índice do grupo Bens Intermediários apresentou taxa de variação de 2,20%, ante 1,72%, no mês anterior. O principal responsável por este avanço foi o subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, cuja taxa de variação passou de -0,84% para 2,79%. O índice de Bens Intermediários (ex), calculado após a exclusão de combustíveis e lubrificantes para a produção, apresentou a mesma variação do mês anterior, 2,11%.

No estágio das Matérias-Primas Brutas, a taxa de variação passou de 3,84%, em setembro, para 2,99%, em outubro. Os destaques no sentido descendente foram: soja (em grão) (8,44% para 3,18%), leite in natura (-0,66% para -3,11%) e suínos (13,13% para 5,63%). Em sentido ascendente, vale mencionar: bovinos (0,67% para 2,38%), café (em grão) (0,27% para 4,20%) e cana-de-açúcar (0,79% para 1,59%).

Inflação medida pelo IPA-DI acelera em Outubro e acumula alta de 11,31% nos últimos doze meses

Índice Mês Ano 12 Meses
IPA – DI   2,38%   9,40%   11,31%
         Bens Finais   2,06%   8,20%   10,77%
         Bens Finais (Ex)   1,78%   8,04%   9,62%
         Bens Intermediários   2,20%   8,97%   10,87%
         Bens Intermediários (Ex)   2,11%   10,13%   11,63%
         Matérias-Primas Brutas   2,99%   11,42%   12,51%

IPA-DI: Forte aumento no preço do açúcar cristal foi o principal destaque na alta registrada em Outubro no atacado 

Maiores influências positivas Mês Anterior Mês
       Soja em grão  8,44%  3,18%
       Milho (em grão)  9,45% 8,95%
       Açúcar cristal  2,91%  19,63%
       Óleo Diesel 0,13%  3,86%
       Farelo de Soja  9,63%   6,17%
Maiores influências negativas Mês Anterior Mês
       Leite in natura -0,66% -3,11%
       Batata-Inglesa 12,08% -11,43%
       Adubos e fertilizantes compostos 5,65% -4,14%
       Bobinas a quente de aço ao carbono -1,10% -3,00%
       Abacaxi 3,13% -4,20%

 

Páginas Relacionadas

Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P: V:br D:20191023 00:09:14