IPA em Outubro de 2015

IPA-M

O Índice de Preços ao Produtor Amplo - Mercado (IPA-M) registrou valorização de 2,63% em outubro de 2015, taxa de variação muito superior à valorização de 1,30% mensurada em setembro de 2015. O IPA-M é calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), com base nos preços de produtos agrícolas e industriais negociados no setor atacadista brasileiro, coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

IPA: Inflação no atacado fecha o décimo mês de 2015 em 2,63%

Índice Mês Valor 12 Meses
IPA – M    2,63% 660,312   10,72%
       Produtos Agropecuários   3,83% 963,128

15,58

      Produtos Industriais   2,16% 558,804 8,93%

O índice relativo aos Bens Finais variou 1,69%, em outubro. Em setembro, este grupo de produtos mostrou variação de 0,47%. Contribuiu para este avanço o subgrupo alimentos processados, cuja taxa de variação passou de 1,39% para 2,71%. Excluindo-se os subgrupos alimentos in natura e combustíveis, o índice de Bens Finais (ex) registrou variação de 1,71%. Em setembro, a taxa foi de 0,66%.

O índice referente ao grupo Bens Intermediários variou 2,07%. Em setembro, a taxa foi de 1,36%. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo materiais e componentes para a manufatura, cuja taxa de variação passou de 1,78% para 2,97%. O índice de Bens Intermediários (ex), calculado após a exclusão do subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, variou 2,24%, ante 1,62%, em setembro.

No estágio inicial da produção, o índice do grupo Matérias-Primas Brutas variou 4,47%, em outubro. Em setembro, o índice registrou variação de 2,26%. Os itens que mais contribuíram para este movimento foram: milho (em grão) (4,61% para 12,92%), minério de ferro (0,84% para 4,53%) e soja (em grão) (5,84% para 7,11%). Em sentido oposto, destacam-se: mandioca (aipim) (6,44% para -1,49%), leite in natura (-0,26% para -1,90%) e pedra britada (0,22% para 0,19%).

Atacado: inflação medida pelo IPA-M em Outubro de 2015 acumula alta de 10,72% nos últimos 12 meses

Índice Mês Ano 12 Meses
IPA – M   2,63%   8,67%  10,72%
         Bens Finais   1,69%   7,70%  9,58%
         Bens Finais (Ex)   1,71%   7,38%   8,77%
         Bens Intermediários   2,07%   8,14%   10,20%
         Bens Intermediários (Ex)   2,24%   9,27%   11,11%
         Matérias-Primas Brutas   4,47%   10,50%   12,78%

 Preços da Laranja e Milho puxam inflação no atacado para cima em Outubro de 2015

Maiores influências positivas Mês Anterior Mês
       Soja (em grão)  5,84%   7,11%
       Milho (em grão)  4,61%   12,92%
       Farelo de Soja  8,23%   9,95%
       Minério de Ferro  0,84%   4,53%
       Laranja  6,96%   13,85%
Maiores influências negativas Mês Anterior Mês
       Batata-inglesa  14,91%  -17,23%
       Leite in natura   -0,26% -1,90%
       Querosene de avião   -4,37%  -7,86%
       Óleo combustível   -0,64% -2,17%
       Adubos e fertilizantes compostos  6,92% -1,61%

 

IPA-10

Índice de Preços ao Produtor Amplo - 10 Mercado (IPA-10), que afere a evolução dos preços de produtos agrícolas e industriais no mercado atacadista brasileiro, fechou o décimo mês do ano com 673,696 pontos, consolidando uma valorização mensal de 0,822,62% na comparação com setembro de 2015, quando fechou o período de coleta de preços em 656,475 pontos. No ano, o IPA-10 acumula alta de 7,94%. Já no acumulado dos últimos doze meses, o índice acumula uma valorização de 10,36%. O IPA-10 é calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e os preços são coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.

Leia também: IPA-10 fecha o décimo mês de 2015 com alta de 2,62% e IPA-10 fecha Outubro de 2015 em aceleração e acumula alta de 10,36% nos últimos 12 meses

 

IPA-DI

O Índice de Preços ao Produtor Amplo – Disponibilidade Interna (IPA-DI), que mede a inflação no setor atacadista, subiu 2,38% em outubro, depois de variar 2,02% no mês anterior. Nos últimos doze meses, o indicador acumula alta de 11,31%. Os preços foram apurados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) entre os dias 01 de 31 de setembro de 2015 nos quinze principais estados do país.

IPA-DI: inflação no atacado Outubro acelera para 2,38%

Índice Mês Valor 12 Meses
IPA – DI  2,38% 649,180  11,31%
       Produtos Agropecuários 2,75% 882,541 15,23%
       Produtos Industriais 2,23% 553,440  9,84% 

 O índice relativo a Bens Finais apresentou variação de 2,06%. No mês anterior, a taxa de variação foi de 0,87%. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo alimentos processados, cuja taxa passou de 1,83% para 3,10%. O índice de Bens Finais (ex), que resulta da exclusão de alimentos in natura e combustíveis, registrou variação de 1,78%, ante 1,01%, no mês anterior.

O índice do grupo Bens Intermediários apresentou taxa de variação de 2,20%, ante 1,72%, no mês anterior. O principal responsável por este avanço foi o subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, cuja taxa de variação passou de -0,84% para 2,79%. O índice de Bens Intermediários (ex), calculado após a exclusão de combustíveis e lubrificantes para a produção, apresentou a mesma variação do mês anterior, 2,11%.

No estágio das Matérias-Primas Brutas, a taxa de variação passou de 3,84%, em setembro, para 2,99%, em outubro. Os destaques no sentido descendente foram: soja (em grão) (8,44% para 3,18%), leite in natura (-0,66% para -3,11%) e suínos (13,13% para 5,63%). Em sentido ascendente, vale mencionar: bovinos (0,67% para 2,38%), café (em grão) (0,27% para 4,20%) e cana-de-açúcar (0,79% para 1,59%).

Inflação medida pelo IPA-DI acelera em Outubro e acumula alta de 11,31% nos últimos doze meses

Índice Mês Ano 12 Meses
IPA – DI   2,38%   9,40%   11,31%
         Bens Finais   2,06%   8,20%   10,77%
         Bens Finais (Ex)   1,78%   8,04%   9,62%
         Bens Intermediários   2,20%   8,97%   10,87%
         Bens Intermediários (Ex)   2,11%   10,13%   11,63%
         Matérias-Primas Brutas   2,99%   11,42%   12,51%

IPA-DI: Forte aumento no preço do açúcar cristal foi o principal destaque na alta registrada em Outubro no atacado 

Maiores influências positivas Mês Anterior Mês
       Soja em grão  8,44%  3,18%
       Milho (em grão)  9,45% 8,95%
       Açúcar cristal  2,91%  19,63%
       Óleo Diesel 0,13%  3,86%
       Farelo de Soja  9,63%   6,17%
Maiores influências negativas Mês Anterior Mês
       Leite in natura -0,66% -3,11%
       Batata-Inglesa 12,08% -11,43%
       Adubos e fertilizantes compostos 5,65% -4,14%
       Bobinas a quente de aço ao carbono -1,10% -3,00%
       Abacaxi 3,13% -4,20%

 

Páginas Relacionadas

$
Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P: V:br D:20200401 04:32:24