IPC em Setembro de 2017

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) mede a variação de preços de um conjunto fixo de bens e serviços componentes de despesas habituais de famílias com nível de renda situado entre 1 e 33 salários mínimos mensais. Realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), sua pesquisa de preços se desenvolve diariamente, cobrindo sete das principais capitais do país: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Porto Alegre e Brasília. O IPC está disponível em três versões (IPC-10, IPC-M e IPC-DI), que possuem em comum a amostra de produtos e o cálculo, diferindo apenas no período de coleta de preços.

O Índice de Preços ao Consumidor – 10 (IPC-10), que mede a evolução de preços no período compreendido entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência, não variou em setembro de 2017.

Já o Índice de Preços ao Consumidor – Mercado (IPC-M), que mede a evolução de preços no período compreendido entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência, caiu 0,09% em setembro de 2017.

Por fim, o Índice de Preços ao Consumidor – Disponibilidade Interna (IPC-DI), que mede a evolução de preços no período compreendido entre o primeiro e o último dia do mês de referência, caiu 0,02% em setembro de 2017.

 

IPC-10 em Setembro de 2017

O Índice de Preços ao Consumidor – 10 (IPC-10) registrou uma variação mensal de 0,00% em setembro de 2017. A taxa de oscilação apurada no mês anterior tinha sido de 0,34%. Em setembro de 2016, a variação mensal foi de 0,27%. No ano, após nove meses, o indicador acumula um crescimento de 2,42%. A taxa de variação acumulada pelo IPC-10 nos últimos doze meses foi de 2,96%.

  Índice (Pontos) Variação Mês Anterior (%) Variação Mês Atual (%) Acumulado Ano (%) Acumulado 12 Meses (%)
     IPC-10 534,563 0,34 0,00 2,42 2,96
       Alimentação 499,512 -0,41 -0,91 -0,36 -0,78
       Habitação 685,818 0,78 -0,06 2,83 3,24
       Vestuário 217,827 -0,47 0,12 0,29 0,85
       Saúde e Cuidados Pessoais 576,715 0,36 0,28 5,24 6,76
       Educação, Leitura e Recreação 695,001 0,14 0,82 5,84 6,91
       Transportes 507,063 1,19 0,84 3,06 4,27
       Despesas Diversas 534,403 0,08 0,02 3,64 4,01
       Comunicação 115,563 0,51 -0,06 1,51 2,53

Seis das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo em suas taxas de variação, com destaque para o grupo Habitação (0,78% para -0,06%). Nesta classe de despesa, vale destacar o comportamento do item tarifa de eletricidade residencial, cuja taxa passou de 4,45% para -0,28%.

Também apresentaram decréscimo em suas taxas de variação os grupos: Alimentação (-0,41% para -0,91%), Transportes (1,19% para 0,84%), Comunicação (0,51% para -0,06%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,36% para 0,28%) e Despesas Diversas (0,08% para 0,02%). Nestas classes de despesa, vale citar o comportamento dos itens: hortaliças e legumes (-0,06% para -10,52%), tarifa de ônibus urbano (0,42% para -0,72%), tarifa de telefone móvel (0,70% para -0,11%), artigos de higiene e cuidado pessoal (0,34% para -0,41%) e alimentos para animais domésticos (0,82% para -0,21%), respectivamente.

Em contrapartida, apresentaram acréscimo em suas taxas de variação os grupos: Educação, Leitura e Recreação (0,14% para 0,82%) e Vestuário (-0,47% para 0,12%). Nestas classes de despesa, vale citar o comportamento dos itens: passagem aérea (-1,73% para 25,10%) e roupas (-0,60% para -0,13%), respectivamente.

 

IPC-M em Setembro de 2017

O Índice de Preços ao Consumidor – Mercado (IPC-M) registrou uma variação mensal de -0,99% em setembro de 2017. A taxa de oscilação apurada no mês anterior tinha sido de 0,33%. Em setembro de 2016, a variação mensal foi de 0,16%. A taxa de variação acumulada nos primeiros nove meses do ano foi de 2,25%. Nos últimos doze meses, o IPC-M acumulou um crescimento de 2,90%, crescimento um pouco menor que a taxa de 3,16% acumulada nos doze meses imediatamente anteriores.

  Índice (Pontos) Variação Mês Anterior (%) Variação Mês Atual (%) Acumulado Ano (%) Acumulado 12 Meses (%)
IPC-M 531,882 0,33 -0,09 2,25 2,90
       Alimentação 489,700 -0,47 -0,82 -0,60 -0,68
       Habitação 676,563 0,53 -0,24 2,96 2,98
       Vestuário 214,336 -0,28 0,11 -0,10 0,62
       Saúde e Cuidados Pessoais 597,802 0,34 0,26 4,94 6,61
       Educação, Leitura e Recreação 699,349 0,03 0,52 5,66 6,97
       Transportes 489,363 1,70 0,56 2,84 4,36
       Despesas Diversas 547,713 0,13 0,11 3,29 4,37
       Comunicação 115,379 0,26 -0,08 1,23 2,27

Seis das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo em suas taxas de variação. A principal contribuição partiu do grupo Habitação (0,53% para -0,24%). Nesta classe de despesa, vale citar o comportamento do item tarifa de eletricidade residencial, cuja taxa passou de 2,88% para -1,73%.

Também apresentaram decréscimo em suas taxas de variação os grupos: Transportes (1,70% para 0,56%), Alimentação (-0,47% para -0,82%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,34% para 0,26%), Comunicação (0,26% para -0,08%) e Despesas Diversas (0,13% para 0,11%). Nestas classes de despesa, os destaques foram: gasolina (8,50% para 2,68%), hortaliças e legumes (-2,82% para -11,41%), artigos de higiene e cuidado pessoal (0,09% para -0,31%), tarifa de telefone móvel (0,41% para -0,18%) e alimentos para animais domésticos (1,22% para -0,66%), respectivamente.

Em contrapartida, apresentaram acréscimo em suas taxas de variação os grupos: Educação, Leitura e Recreação (0,03% para 0,52%) e Vestuário (-0,28% para 0,11%). Nestas classes de despesa, destacaram-se: passagem aérea (-2,07% para 12,81%) e roupas (-0,49% para 0,18%), respectivamente.

 

IPC-DI em Setembro de 2017

O Índice de Preços ao Consumidor - Disponibilidade Interna (IPC-DI) caiu 0,02% em setembro, depois de avançar 0,13% no mês anterior. Nos últimos doze meses, o indicador acumula alta de 3,17%. No ano, após nove meses, o IPC-DI acumula alta de 2,31%. Os preços foram apurados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) entre os dias 01 e 30 de setembro de 2017 nas sete principais capitais estaduais do país. 

  Índice (Pontos) Variação Anterior (%) Variação Mês Atual (%) Acumulado Ano (%) Acumulado 12 Meses (%)
IPC-DI 539,124 0,13 -0,02 2,31 3,17
     Alimentação 492,263 -0,83 -0,48 -0,88 -0,62
     Habitação 695,617 0,23 -0,40 3,18 3,08
     Vestuário 220,275 0,12 0,64 1,43 2,27
     Saúde e Cuidados Pessoais 593,148 0,21 0,27 4,89 6,78
     Educação, Leitura e Recreação 708,305 0,13 0,50 5,55 7,04
     Transportes 500,265 1,46 0,50 2,91 4,99
     Despesas Diversas 542,128 0,10 0,35 3,20 4,67
     Comunicação 114,595 0,05 -0,02 1,23 2,36
Núcleo do IPC - 0,14 0,28 2,35 3,63

Três das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram decréscimo em suas taxas de variação. A contribuição de maior magnitude para o recuo da taxa do IPC partiu do grupo Habitação (0,23% para -0,40%). Nesta classe de despesa, vale mencionar o comportamento do item tarifa de eletricidade residencial, cuja taxa passou de 1,32% para -3,31%.

Também apresentaram decréscimo em suas taxas de variação os grupos: Transportes (1,46% para 0,50%) e Comunicação (0,05% para -0,02%). Nestas classes de despesa, vale citar o comportamento dos itens: gasolina (6,42% para 2,70%) e tarifa de telefone móvel (0,12% para -0,17%), respectivamente.

Em contrapartida, os grupos: Alimentação (-0,83% para -0,48%), Educação, Leitura e Recreação (0,13% para 0,50%), Vestuário (0,12% para 0,64%), Despesas Diversas (0,10% para 0,35%) e Saúde e Cuidados Pessoais (0,21% para 0,27%) apresentaram acréscimo em suas taxas de variação. Nestas classes de despesa, vale mencionar o comportamento dos itens: carnes bovinas (-1,52% para 0,32%), passagem aérea (-0,43% para 12,25%), roupas (-0,02% para 0,93%), cigarros (0,00% para 0,72%) e serviços de cuidados pessoais (-0,04% para 0,38%), respectivamente.

O núcleo do IPC registrou taxa de 0,28%, ante 0,14%, apurada no mês anterior. Dos 85 itens componentes do IPC, 40 foram excluídos do cálculo do núcleo. Destes, 24 apresentaram taxas abaixo de -0,03%, linha de corte inferior, e 16 registraram variações acima de 0,56%, linha de corte superior. Em setembro, o índice de difusão, que mede a proporção de itens com taxa de variação positiva, foi de 52,07%, ficando 7,40 pontos percentuais acima do registrado em agosto, quando o índice foi de 44,67%.

 

Principais Notícias sobre o IPC em Setembro de 2017

– IPC-10 não registrou variação mensal em Setembro de 2017

– IPC-10 ficou estável em Setembro de 2017, acumulando inflação de 2,96% nos últimos 12 meses

– IPC-M: inflação ao consumidor medida pela FGV caiu 0,09% em Setembro de 2017

– Confira a lista dos itens que mais influenciaram a leve queda do IPC-M em Setembro de 2017

– Inflação medida pelo IPC-M subiu em Setembro de 2017, acumulando alta de 2,90% nos últimos doze meses

– IPC-DI: inflação ao consumidor medida pela FGV caiu em Setembro de 2017

– IPC-DI caiu em Setembro de 2017, acumulando inflação de 3,17% nos últimos 12 meses

– Confira a lista dos itens que mais influenciaram a retração do IPC-DI em Setembro de 2017

  

Últimas Notícias sobre IPC

No Articles Found

Páginas Relacionadas

Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Faça o login em ADVFN
Registrar agora

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P: V:br D:20230204 04:42:01