O Câmbio no Brasil

A economia colonial era baseada na exportação de produtos primários e na importação de artigos de consumo de natureza industrial até 1914, enquanto o núcleo industrial, ganhou dinamismo no período da Primeira Guerra Mundial.

 

A Crise de 1929

Depois de 1929, a medida que avançava o processo de desintegração da economia internacional, uma nova fase se inicia no tocante à política cambial no Brasil, cuja característica principal eram os controles cambiais.

 

Intervenções Cambiais

De 1929 até os anos 1970 o Brasil experimentou diversas formas de controles e intervenções cambiais, como taxas oficiais fixas, monopólio cambial para o Banco do Brasil com câmbio negro tolerado, câmbios múltiplos, com quotas ou com leilões, registro para entradas, impostos sobre operações de câmbio e indexação cambial.

 

Crise da Dívida-Externa do Anos 80

Durante a década de 1970 o Brasil aproveitou a abundância de crédito para realizar grandes investimentos com endividamento.

Problemas surgiram quando o governo dos EUA foi obrigado a aumentar suas taxas de juros, devido as crises do petróleo que haviam levado a inflação a níveis insuportáveis, provocando a primeira recessão do pós-guerra.

A elevação do serviço da dívida em decorrência do aumento da taxa de juros e a dificuldade na obtenção de divisas devido a diminuição das exportações levou a uma séria crise de liquidez nos países da América Latina.

Em 1983 o Brasil assinou com o FMI um acordo que obrigava o país a seguir uma série de determinações como a liberalização da economia e controle do déficit público. Foram assinados acordos com os bancos credores que permitiam a rolagem da dívida e concessão de novos empréstimos.

 

Plano Real

O Plano Real foi um programa brasileiro com o objetivo de estabilização e reformas econômicas, iniciado 1994, com a instituição da Unidade Real de Valor (URV), estabeleceu regras de conversão e uso de valores monetários, iniciou a desindexação da economia, e determinou o lançamento de uma nova moeda, o Real.

O programa foi a mais ampla medida econômica já realizada no Brasil e tinha como objetivo principal o controle da hiperinflação que assolava o país. Utilizou-se de diversos instrumentos econômicos e políticos para a redução da inflação que chegou a 46,58% ao mês em junho de 1994, época do lançamento da nova moeda.

O Plano Real mostrou-se nos meses e anos seguintes o plano de estabilização econômica mais eficaz da história, reduzindo a inflação, ampliando o poder de compra da população, e remodelando os setores econômicos nacionais.

Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P: V:br D:20191015 17:13:07