O uso dos contratos futuros para proteção (hedge) de seus investimentos

O mercado futuro foi criado para funcionar como uma espécie de garantidor de preço, oferecendo proteção ao investidor em meio às oscilações inerentes ao mercado de renda variável.

Na prática, os contratos futuros garantem que os participantes do mercado (compradores e vendedores) conseguirão negociar seus ativos a um determinado preço até determinada data. Este tipo de derivativo é essencial para diversos setores econômicos, tais como: aqueles que precisam garantir um preço de venda de commodities para cobrir os custos de produção ou extração; aqueles que precisam garantir um preço de compra de commodities para assegurar uma margem de revenda; aqueles que precisam estabelecer um limite de oscilação de câmbio para a compra de equipamentos ou a realização de transações indexadas em moedas estrangeiras; aqueles que precisam proteger temporariamente o valor de suas carteiras de ações e outros valores mobiliários, entre outros.

 

Hedge de compra de contratos futuros de commodities

A compra de contratos futuros com a intenção de hedge é feita por aqueles que se comprometeram a entregar uma determinada mercadoria numa data futura e estão preocupados que o preço no mercado físico possa subir nesse ínterim.

 

Hedge de venda de contratos futuros de commodities

A venda de contratos futuros com a intenção de hedge é feita por aqueles que produzem, armazenam, processam ou distribuem uma commodity e seriam profundamente afetados se os preços no mercado físico declinassem.

 

Hedge com dólar futuro

A compra de contratos futuros de dólar com a intenção de hedge é feita por aqueles que realizam transações comerciais indexadas em dólar, cujos pagamentos apenas ocorrerão em uma data futura.

 

Hedge com índice futuro

A compra de contratos futuros de dólar com a intenção de hedge é feita por aqueles que realizam transações comerciais indexadas em dólar, cujos pagamentos apenas ocorrerão em uma data futura.

 

Hedge com opções derivadas de contratos futuros

O mercado de opções foi criado para funcionar como uma espécie de seguro, oferecendo proteção ao investidor em meio às oscilações inerentes ao mercado de renda variável. Na prática, as opções estabelecem limites de preço tanto para a compra quanto para a venda de ativos. Uma opção de compra garante ao seu titular o direito de adquirir determinado ativo a um valor limite, mesmo que o mercado esteja precificando este ativo-objeto em um valor muito mais alto. Uma opção de venda garante ao seu titular o direito de vender determinado ativo a um valor limite, mesmo que o mercado esteja precificando este ativo-objeto em um valor muito mais baixo.

 

Exemplo de hedge de compra de contratos futuros de commodities

Suponha que você seja o proprietário de uma fábrica de bolos e tenha como principal cliente uma rede de supermercados. Certo dia este grande cliente resolve fazer uma grande encomenda de bolho e milho para ser entregue daqui a seis meses. Para atender a quantidade de bolos encomendada você, por sua vez, terá que fazer a maior compra de milho da história de sua companhia. Além de não ter onde armazenar tamanha quantidade de milho durante estes seis meses, você também não pode correr o risco desta mercadoria estragar enquanto armazenada.

Assim, você resolve deixar para comprar a matéria-prima para o bolo (milho) no mês anterior ao início das entregas da grande encomenda. Qual o seu risco? Que o preço do milho no mercado físico dispare e fique impraticável produzir o bolho de milho e vende-lo pelo preço previamente acertado com o seu melhor cliente. Se o preço do milho disparar e você desistir da encomenda, você perde o cliente e deixa de aturar; se você decide honrar com seu compromisso junto ao cliente, você tem prejuízo. Qual a solução?

A solução seria ter comprado um contrato futuro de milho para entrega física no mês de sua preferencia e a um preço que permita você ter lucro com a produção desta grande encomenda de bolo de milho. Para comprar este contrato de milho, você precisa manter depositado como garantia até sua data de vencimento, 5,49% de seu valor. A sua posição de compra será ajustada diariamente conforme a oscilação da cotação do milho no mercado futuro.

 

Exemplo de hedge de venda de contratos futuros de commodities

Suponha que você seja um produtor de soja. Antes de produzí-lo, você levanta os custos de produção de uma saca do produto e chega ao valor de US$ 15,00. Logo em seguida, você checa em seu monitor de cotações qual o preço de negociação do contrato futuro de soja com vencimento em meados do ano seguinte: US$ 22,00.

Assim, você chega a conclusão que o potencial de lucro de sua produção é de US$ 7,00 por saca e decide fazer uma operação de hedge para garantir este preço de venda: você vende X contratos futuros de soja com vencimento em meados do próximo ano.

Imagine se o mercado de soja desabasse ao longo deste ano e na data de vencimento de seu contrato a saca de soja estivesse cotada a US$ 10,00. Se você não tivesse vendido o contrato e tivesse que vender sua produção no mercado físico, teria amargado um prejuízo de US$ 5,00 por saca.

 

Exemplo de hedge de compra de contratos futuros de dólar

Suponha que você seja o proprietário de uma gráfica e tenha que comprar uma máquina que custa US$ 1.000.000,00 na Alemanha e R$ 3.000.000,00 no Brasil. Em ambos os lugares a encomenda da máquina ficará pronta em três meses. Considerando a cotação atual do dólar (R$ 2,00), você opta por comprar a máquina da Alemanha. Qual o seu risco?

Se o preço do dólar desabar nos próximos três meses, a compra da máquina ficará ainda mais barata. Se o preço do dólar decolar nos próximos três meses, a compra da máquina ficará bastante cara, podendo comprometer o orçamento de sua empresa.

A melhor maneira de você se proteger é comprando dólar no mercado futuro, garantindo assim uma variação da cotação da moeda dentro de seu planejamento de custo.

 

Exemplo de hedge de venda de contratos futuros de índice

Suponha que você tenha uma carteira de ações cotada no momento a R$ 100.000,00. Esta carteira é formada basicamente por blue chips (exemplo: PETR4, VALE5, GGBR4, ITSA3, BBAS3, OGXP3, entre outras). Caso você precise proteger o valor de sua carteira e não deseja se desfazer dela, uma das opções de hedge seria a compra índice futuro.

Se no momento da operação o índice estiver cotado a 50.000 pontos, você precisará vender dez minicontratos de índice futuro para proteger o valor atual de sua carteira (cada mini-índice equivale a 20% do índice futuro). Caso o mercado caia 10%, a sua carteira de ações estará valendo aproximadamente R$ 90.000,00 no mercado à vista, porém a sua operação no mercado futuro estará gerando um lucro aproximado de R$ 10.000,00 com sua operação vendida de minicontrato. Caso o mercado suba 10%, a sua carteira de ações estará valendo aproximadamente R$ 110.000,00 no mercado à vista, porém a sua operação no mercado futuro estará gerando um prejuízo aproximado de R$ 10.000,00 com sua operação vendida de minicontrato. Em ambos os cenários, o valor de R$ 100.00,00 de sua carteira estará assegurado.

Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P: V: D:20190616 14:52:03