Grupo Avenida protocola o pedido de oferta pública inicial de ações junto à CVM

LinkedIn

O Grupo Avenida, rede de moda da região Centro-Oeste, protocolou o pedido de oferta pública inicial de ações (IPO) junto à Comissão de Valores Mobiliários.

O comunicado foi feito pela empresa, nesta segunda-feira (01).

Conforme o prospecto, a companhia pretende utilizar os recursos líquidos obtidos com a oferta para investimentos em logística e tecnologia; abertura de novas lojas; reformas das lojas existentes (retrofit) e liquidação de dívidas.

O IPO terá como coordenador líder, o banco Itaú BBA e como agente estabilizador, o banco Santander. Além de contar com o UBS Brasil e Citigroup.

Conheça o Grupo Avenida

O Grupo Avenida, empresa de vestuário líder em número de lojas nas regiões Centro-Oeste e Norte do Brasil, foi fundado em 1978 e é um dos principais one-stop-shops de vestuário para as famílias das classes econômicas C-D-E do Brasil.

O portfólio de produtos da companhia inclui roupas, calçados, cama, mesa, banho e acessórios de telefonia organizados para servir o público masculino, feminino e infantil.

O Grupo possui 130 lojas físicas localizadas nas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste do país, além de contar com uma plataforma online de comércio eletrônico.

De acordo com a companhia, seu modelo de negócios foi desenvolvido para atender os 86% de brasileiros pertencentes às classes C, D e E, diferenciando-se dos concorrentes, entre outras razões, por operar um grande número de formatos de loja em diferentes localidades, oferecer soluções de crédito e possuir um baixo “risco de moda”.

A base de lojas é distribuída entre as bandeiras Avenida, com 110 unidades, e Giovanna (Avenida Calçados) com 20 unidades.

Dentre as 130 lojas em funcionamento, cerca de 54% estão localizadas no Centro-Oeste, 28% estão localizadas no Norte e os 17% remanescentes estão distribuídos em 4 estados, sendo eles: Minas Gerais, Bahia, Espírito Santo e Maranhão.

Além disso, mais de 70% das unidades estão em municípios com população entre 20 mil e 500 mil habitantes.

Principais indicadores financeiros do Grupo Avenida

Em 31 de dezembro de 2020, a receita líquida da companhia totalizou R$ 641,3 milhões, representando um crescimento composto anual (CAGR) de 3,5% nos últimos 3 anos.

Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) foi de R$ 79,6 milhões em 2020, queda de 47,9% na comparação anual.

O prejuízo líquido do Grupo Avenida ao final de dezembro de 2020 era de R$ 51,1 milhões ante um lucro líquido de R$ 25,3 milhões em 2019.

Deixe um comentário