B3, Energisa, Suzano, CCR, B2W e Americanas divulgam resultado nesta quinta-feira

Data : 08/08/2019 @ 13:31
Fonte :ADVFN News
Ativo : Tecnisa Sa (TCSA3)
Cotação : 1.67  0.01 (0.60%) @ 19:45
Cotação Gráfico

B3, Energisa, Suzano, CCR, B2W e Americanas divulgam resultado nesta quinta-feira




Investing.com – Com a temporada de balanços se aproximando de sua última semana, a tarde e noite desta quinta-feira será bastante movimentada em relação às divulgações de resultados do segundo trimestre do ano. O destaque fica para importantes nomes, como B3, a elétrica Energisa (BOV:ENGI4), a papeleira Suzano, a concessionária CCR e as varejistas B2W e Lojas Americanas.

Além disso, também são esperados os números do BK Brasil (BOV:BKBR3) e das construtoras Tenda (BOV:TEND3), MRV (BOV:MRVE3), Cyrela (BOV:CYRE3) e Tecnisa (BOV:TCSA3).

Confira as estimativas do consenso de mercado e também dos analistas do BTG Pactual: 

– B2W (BOV:BTOW3): O consenso de mercado para a empresa de e-commerce é de um prejuízo líquido de R$ 0,22 para cada ação, sendo que no mesmo trimestre de 2018, a companhia teve perdas de R$ 0,24 quando o mercado esperava -R$ 0,18. Já nos três primeiros meses do ano, a B2W teve resultado negativo de R$ 0,30 por papel, diante de queda de R$ 0,23 estimada.

Para a receita líquida, a mediana dos analistas aponta para R$ 1,38 bilhão, contra R$ 1,48 bilhão do mesmo trimestre anterior, cenário que era esperado R$ 1,53 bilhão. De janeiro e março, o resultado foi de R$ 1,28 bilhão contra os R$ 1,4 bilhão esperados.

O BTG Pactual estima que a companhia registre prejuízo de R$ 130 milhões no período, com as receitas totalizando R$ 1,330 bilhão e o Ebitda em R$ 99 milhões, com a margem de 7%. Um ano antes, o resultado da companhia foi, respectivamente, de perdas de R$ 109 milhões, R$ 1,476 bilhão de receitas e Ebitda de R$ 81 milhões.

– B3 (BOV:B3SA3): O consenso de mercado aponta que operadora da bolsa deve encerrar o trimestre com lucro líquido de R$ 0,36 para cada ação, sendo que no mesmo período anterior o resultado foi de R$ 0,35, momento que eram esperados R$ 0,30 por ação. Já nos três primeiros meses do ano, o teve lucro de R$ 0,30.

Para a receita, a mediana do mercado aponta para R$ 1,46 bilhão, contra os R$ 1,25 bilhão de um ano atrás, momento que era estimada em R$ 1,23 bilhão. Entre janeiro e março de 2019, o resultado foi de R$ 1,36 bilhão.

Na visão do BTG, a B3 deve ter lucro de R$ 576 milhões no segundo trimestre do ano, com receitas de R$ 1,318 bilhão e o Ebitda em R$ 917 milhões, com margem de 70%. No mesmo período de 2018, o lucro foi de R$ 774 milhões, com receitas de R$ 1,398 bilhão e Ebitda de R$ 1,004 bilhão.

– BK Brasil (BOV:BKBR3): A operadora da rede de lanchonetes deve registrar, pelo consenso de mercado, lucro líquido de R$ 0,10 no segundo trimestre, sendo que no mesmo período de 2018 o resultado foi de R$ 0,04, diante de uma estimativa de R$ 0,11. Já na abertura do ano, a companhia lucrou R$ 0,02, contra os R$ 0,04 esperados.

No caso da receita líquida, a mediana dos analistas aponta para R$ 687,25 milhões, contra os R$ 537 milhões de um ano antes, quando eram esperados R$ 534 milhões. Já na abertura do ano, os números foram de R$ 665 milhões, superando os R$ 628 milhões de consenso.

O BTG Pactual estima que a companhia registre lucro de R$ 9 milhões no período, com as receitas totalizando R$ 681 milhões e o Ebitda em R$ 101 milhões, com a margem de 15%. Um ano antes, os resultado da companhia foram de R$ 25 milhões, R$ 690 milhões e R$ 75 milhões.

– CCR (BOV:CCRO3): A concessionária de infraestrutura deve registrar, pelo consenso de mercado, lucro líquido de R$ 0,18 no segundo trimestre, sendo que no mesmo período de 2018 o resultado foi de R$ 0,14. Já na abertura do ano, a companhia lucrou R$ 0,18.

No caso da receita líquida, a mediana dos analistas aponta para R$ 2,36 bilhões, contra os R$ 2,04 bilhões de um ano antes, quando eram esperados R$ 2,06 bilhões. Já na abertura do ano, os números foram de R$ 2,36 bilhões, superando os R$ 2,27 bilhões de consenso.

Na visão do BTG, a CCR deve ter lucro de R$ 299 milhões no segundo trimestre do ano, com receitas de R$ 2,379 bilhões e o Ebitda em R$ 1,4 bilhão, com margem de 59%. No mesmo período de 2018, o lucro foi de R$ 370 milhões, com receitas de R$ 2,426 bilhões e Ebitda de R$ 1,453 bilhão.

– Energisa: O consenso de mercado aponta que a elétrica deve encerrar o trimestre com lucro líquido de R$ 0,39 para cada ação, sendo que no mesmo período anterior o resultado foi de R$ 0,42, momento que eram esperados R$ 0,47 por ação. Já nos três primeiros meses do ano, o lucro foi de R$ 0,43.

Para a receita, a mediana do mercado aponta para R$ 4,65 bilhões, contra os R$ 3,48 bilhões de um ano atrás. Entre janeiro e março de 2019, o resultado foi de R$ 4,34 bilhões, contra os R$ 4,54 bilhões esperados.

O BTG Pactual estima que a companhia registre lucro de R$ 147 milhões no período, com as receitas totalizando R$ 4,617 bilhões e o Ebitda em R$ 707 milhões, com a margem de 15%. Um ano antes, os resultados da companhia foram de R$ 101 milhões, R$ 3,887 bilhões e R$ 592 milhões.

– Lojas Americanas (BOV:LAME4): O consenso de mercado aponta que a varejista deve encerrar o trimestre com lucro líquido de R$ 0,09 para cada ação, sendo que no mesmo período anterior o resultado foi de R$ 0,02, momento que eram esperados R$ 0,06 por ação. Já nos três primeiros meses do ano, o teve prejuízo de R$ 0,03, quando era esperado -R$ 0,06.

Para a receita, a mediana do mercado aponta para R$ 4,24 bilhões, contra os R$ 2,36 bilhões de um ano atrás, momento que era estimada em R$ 3,76 bilhões. Entre janeiro e março de 2019, o resultado foi de R$ 3,55 bilhões.

Na visão do BTG, a Lojas Americanas deve ter lucro de R$ 92 milhões no segundo trimestre do ano, com receitas de R$ 2,931 bilhões e o Ebitda em R$ 712 milhões, com margem de 24%. No mesmo período de 2018, o lucro foi de R$ 26 milhões, com receitas de R$ 2,361 bilhões e Ebitda de R$ 498 milhões.

– MRV (BOV:MRVE3): O consenso de mercado aponta que a construtora deve encerrar o trimestre com lucro líquido de R$ 0,46 para cada ação, sendo que no mesmo período anterior o resultado foi de R$ 0,38, momento que eram esperados R$ 0,40 por ação. Já nos três primeiros meses do ano, o lucro foi de R$ 0,43.

Para a receita, a mediana do mercado aponta para R$ 1,49 bilhão, contra os R$ 1,32 bilhão de um ano atrás. Entre janeiro e março de 2019, o resultado foi de R$ 1,51 bilhão, contra os R$ 1,43 bilhão esperados.

Na visão do BTG, a MRV deve ter lucro de R$ 197 milhões no segundo trimestre do ano, com receitas de R$ 1,376 bilhão e o Ebitda em R$ 274 milhões, com margem de 20%. No mesmo período de 2018, o lucro foi de R$ 166 milhões, com receitas de R$ 1,317 bilhão e Ebitda de R$ 275 milhões.

– Suzano (BOV:SUZB3): A maior fabricante de papel e celulose deve registrar, pelo consenso de mercado, lucro líquido de R$ 0,63 no segundo trimestre, sendo que no mesmo período de 2018 o resultado foi de -R$ 1,67. Já na abertura do ano, a companhia perdeu R$ 0,92, contra os R$ 0,90 esperados.

No caso da receita líquida, a mediana dos analistas aponta para R$ 6,17 bilhões, contra os R$ 3,2 bilhões de um ano antes, quando eram esperados R$ 3,14 bilhões. Já na abertura do ano, os números foram de R$ 5,7 bilhões, abaixo dos R$ 5,73 bilhões de consenso.

O BTG Pactual estima que a companhia registre lucro de R$ 616 milhões no período, com as receitas totalizando R$ 6,502 bilhões e o Ebitda em R$ 2,877 bilhões, com a margem de 44%. Um ano antes, os resultados da companhia foram de prejuízo R$ 1,849 bilhão, R$ 3,204 bilhões de receitas e R$ 1,573 bilhão de receitas.

– Tenda (BOV:TEND3): O consenso de mercado aponta que a construtora deve encerrar o trimestre com lucro líquido de R$ 0,64 para cada ação, sendo que no mesmo período anterior o resultado foi de R$ 0,96, momento que eram esperados R$ 0,89 por ação. Já nos três primeiros meses do ano, o lucro foi de R$ 0,54.

Para a receita, a mediana do mercado aponta para R$ 466,26 milhões, contra os R$ 399 milhões de um ano atrás. Entre janeiro e março de 2019, o resultado foi de R$ 409 milhões, contra os R$ 424,53 milhões esperados.

TECNISA ON (BOV:TCSA3)
Gráfico Histórico do Ativo

1 Ano : De Dez 2018 até Dez 2019

Click aqui para mais gráficos TECNISA ON.

TECNISA ON (BOV:TCSA3)
Gráfico Intraday do Ativo

Hoje : Sexta, 13 de Dezembro de 2019

Click aqui para mais gráficos TECNISA ON.
Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Cotações da NYSE e AMEX têm defasagem de no mínimo 20 minutos.
Quaisquer outras cotações têm defasagem de no mínimo 15 minutos quando não especificado.
Em caso de dúvidas por favor entre em contato com o suporte: suporte@advfn.com.br ou (11) 4950 5808.
P: V:br D:20191214 00:56:05