O Banco do Brasil informou que, conforme determinação do Conselho Monetário Nacional (CMN), o dividendo fica limitado ao mínimo obrigatório definido no estatuto social, no caso a 25% do lucro líquido ajustado.

O banco (BOV:BBAS3) fez o comunicado na noite desta terça-feira (07), ressaltando que o cumprimento da resolução do CMN não implica a redução ou a suspensão dos juros dos instrumentos de dívida subordinados de emissão do BB e elegíveis a capital nível I.

Na segunda (6,) o Banco Central tornou pública a resolução do Conselho Monetário Nacional com uma medida para conter os efeitos econômicos da crise do novo coronavírus: as instituições financeiras do país não poderão realizar a distribuição de resultados acima do mínimo estatutário. A medida é temporária e vale até 30 de setembro deste ano.

Em fevereiro deste ano, o Conselho Diretor do Banco do Brasil aprovou a distribuição de R$ 1,242 bilhão em juros sobre o capital próprio para seus acionistas. Isso corresponde a R$ 0,43577376318 por ação do banco. O BB informou à época que os proventos seriam imputados ao dividendo mínimo obrigatório do segundo semestre de 2019.

BANCO DO BRASIL ON (BOV:BBAS3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Ago 2020 até Set 2020 Click aqui para mais gráficos BANCO DO BRASIL ON.
BANCO DO BRASIL ON (BOV:BBAS3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Set 2019 até Set 2020 Click aqui para mais gráficos BANCO DO BRASIL ON.