A Petrobras (BOV:PETR3) (BOV:PETR4)  informou que as plataformas instaladas no campo de Búzios (P-74, P-75, P-76 e P-77) alcançaram em julho novos recordes de produção mensal, de 615 mil barris de óleo por dia (bpd) e 765 mil barris de óleo equivalente por dia (boed).

“O campo de Búzios, descoberto em 2010, é o maior campo de petróleo em águas profundas do mundo”, lembra a empresa.

“É um ativo de classe mundial, com reservas substanciais, baixo risco e baixo custo de extração”, afirma.

O campo fica no pré-sal da Bacia de Santos.

As quatro plataformas em operação respondem por mais de 20% da produção total da companhia e mais de 30% da produção dos campos do pré-sal.

Novas plataformas da Petrobras

A empresa aprovou dia 23 de julho o início da contratação de três novas plataformas do tipo FPSO para Búzios.

FPSO é a sigla em inglês para a unidade que produz, armazena e transfere petróleo e gás.

Segundo a Petrobras, “as três novas unidades serão as primeiras contratadas após a aquisição dos volumes excedentes da cessão onerosa do campo de Búzios”.

O processo aconteceu em novembro de 2019, arrematadas pelas chinesas CNOOC Petroleum (CNOOC) e CNODC Brasil (CNODC).

As plataformas fazem parte do plano de expansão, num total de 12 unidades instaladas até o final da década.

Assim, é esperado que o campo de Búzios produza mais de 2 milhões de barris de óleo equivalente por dia.

Entretanto, é um processo demorado, pelo alto custo e tecnologia envolvidos.

Entrada em operação

Primeiramente, há uma quinta plataforma, com capacidade de produção de 150 mil bpd de petróleo, que já está em construção.

Nomeada FPSO Almirante Barroso, tem início de produção previsto para o segundo semestre de 2022.

A primeira das três plataformas que serão contratadas será a FPSO Almirante Tamandaré.

Ela será o sexto sistema de produção do campo, com entrada em produção prevista para o segundo semestre de 2024.

A FPSO será afretado e terá capacidade de processamento diário de 225 mil barris de óleo e 12 milhões de m³ de gás.

Será a maior unidade de produção de petróleo a operar no litoral brasileiro e uma das maiores do mundo.

Fonte Eu quero investir
PETROBRAS PN (BOV:PETR4)
Gráfico Histórico do Ativo
De Ago 2020 até Set 2020 Click aqui para mais gráficos PETROBRAS PN.
PETROBRAS PN (BOV:PETR4)
Gráfico Histórico do Ativo
De Set 2019 até Set 2020 Click aqui para mais gráficos PETROBRAS PN.