A Companhia Paranaense de Energia (Copel) lançou um novo Programa de Demissão Incentivada (PDI) prevendo até R$ 74,8 milhões em indenizações, considerando 930 empregados que se enquadram nos requisitos.

A Copel é negociada na B3 através dos papéis: (BOV:CPLE3) (BOV:CPLE5) (BOV:CPLE6).

De acordo com o comunicado desta quarta-feira (07), o objetivo do PDI é reduzir custos. Na hipótese de adesão integral (930 empregados), a Copel estima uma redução de R$ 168,7 milhões em custos anuais a partir de 2021.

O PDI está aberto em duas fases. A primeira, para adesões no período de 1 a 15 de outubro de 2020, é destinada a todo empregado em função de área técnica ou operacional, desde que tenha benefício de aposentadoria concedido (ou solicitação de benefício protocolado junto ao INSS) ou estar com, no mínimo, 25 anos de Copel e 55 anos de idade. Os desligamentos dos empregados que aderirem ao PDI nesta primeira fase acontecerão em 15 de novembro de 2020.

Uma nova fase será aberta, entre 1 e 15 de novembro de 2020, permitindo a adesão ao PDI de empregados das demais áreas, cargos e funções. Os requisitos são os mesmo: desde que tenham benefício de aposentadoria concedido (ou solicitação de benefício protocolado junto ao INSS) ou estar com, no mínimo, 25 anos de Copel e 55 anos de idade. Os desligamentos desta segunda fase acontecerão em 1º de dezembro de 2020.

Lucro de 1,61 bilhão no 2T20

Companhia Paranaense de Energia (Copel) registrou lucro de R$ 1,61 bilhão no segundo trimestre, alta de 360% na comparação anual. Segundo a companhia, o resultado também foi suportado pelo crescimento na receita de fornecimento de energia elétrica, na receita de suprimento de energia elétrica e em disponibilidade de rede de energia.

A empresa pretende divulgar os resultados do 3T20 no dia 12 de novembro.

COPEL PNB (BOV:CPLE6)
Gráfico Histórico do Ativo
De Dez 2020 até Jan 2021 Click aqui para mais gráficos COPEL PNB.
COPEL PNB (BOV:CPLE6)
Gráfico Histórico do Ativo
De Jan 2020 até Jan 2021 Click aqui para mais gráficos COPEL PNB.