A construtora Cury (BOV:CURY3) atingiu R$ 410,3 milhões em vendas líquidas no 3T20, sendo um recorde histórico nas atividades de incorporação imobiliária da companhia. Em comparação com o mesmo período no ano passado, o valor representa crescimento de 57,2%.

Esta é a primeira divulgação após o IPO, com fortes número de vendas e lançamentos.

O resultado é o melhor já registrado pela companhia para um período de três meses. A cifra é, também, 57,2% maior que os R$ 261 milhões do mesmo período do ano passado.

Com a estreia na B3 no final de setembro, a geração de caixa da empresa disparou 716,5%, em relação a um ano antes, e encerrou o trimestre em R$ 219,4 milhões.

Foram lançados cinco empreendimentos, que totalizaram um Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 397 milhões, valor 2,1% maior que o de igual intervalo do ano passado.

Além do lançamento apresentado no trimestre, a Cury ampliou o potencial do seu landbank com a aquisição do oito terrenos, passando de R$ 7,9 bilhões no 2T20 para R$ 8,8 bilhões no 3T20 e totalizando 84 potenciais empreendimentos.

A velocidade de vendas, medida pelo indicador de vendas sobre oferta (VSO) cresceu 10,4 pontos percentuais na comparação com o mesmo período no ano de 2019, atingindo 46,5%.

VISÃO DE MERCADO

Eleven Financial

A Cury apresentou fortes resultado no terceiro trimestre, segundo sua prévia operacional. Seu IPO consolidou a maior geração de caixa trimestral da companhia, levantando R$ 219 milhões.

A Eleven Financial faz recomendação de compra para Cury com preço-alvo de R$ 17,00 para o fim de 2021.